Imagem da matéria: A história do homem que ganhou 10.000 Bitcoins por duas pizzas em 2010 e perdeu a chance de ser milionário  
Jeremy Sturdivant foi quem recebeu os 10.000 BTC por duas pizzas em 2010 (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal Jeremy Sturdivant)

Há exatamente 13 anos, um jovem californiano de 19 anos chamado Jeremy Sturdivant assistia em frente ao seu computador a frustração de um homem que queria comprar duas pizzas usando Bitcoin e não tinha seu pedido atendido por ninguém.

Em uma publicação no fórum Bitcointalk, Laszlo Hanyecz se dispôs a pagar 10.000 BTC para que duas pizzas grandes fossem entregues na sua casa em Jacksonville, Flórida. 

Publicidade

Os envolvidos ainda não tinha uma ideia muito clara, mas aquele se tornaria um momento histórico: a primeira compra feita usando a criptomoeda criada por Satoshi Nakamoto, que daria início à tradição do Pizza Day, comemorado anualmente em 22 de maio – como acontece agora nesta segunda-feira.

O pedido era modesto: a pizza poderia ser feita por qualquer pessoa e ser de qualquer sabor — embora Hanyecz tenha listado os ingredientes que gostava, como cebola, pimentão, linguiça, cogumelos, tomate, calabresa, ele disse que ficaria contente mesmo se recebesse uma pizza comum de queijo. 

Por quatro dias, o pedido de Hanyecz foi ignorado e aqueles que respondiam, reclamavam da dificuldade de pagar e encomendar uma pizza estando fora do Estados Unidos. Em determinado momento, ele perguntou se achavam sua oferta muito baixa. Na época, 10.000 bitcoins poderiam ser trocados por US$ 41. Hoje, valem US$ 270 milhões (cerca de R$ 1,3 bilhão).

Ainda sem saber que o bitcoin seria tão valioso no futuro, o jovem Sturdivant, conhecido por seu apelido “Jercos”, resolveu agir para garantir que Hanyecz recebesse as tão desejadas pizzas na porta da sua casa naquele sábado, 22 de maio de 2010.

Publicidade

A partir da Califórnia, Jeremy ligou para uma unidade da pizzaria Papa John’s para pedir que duas pizzas fossem entregues no outro lado do país para Laszlo. Ele pagou as pizzas com seu cartão de débito e, após avisar Laszlo que tinha topado a oferta, recebeu os 10.000 BTC prometidos na sua carteira de bitcoin.

Laszlo Hanyecz e seus filhos em 2010 com as pizzas que custaram 10.000 BTC
Laszlo Hanyecz e seus filhos em 2010 com as pizzas que custaram 10.000 BTC (Foto: Reprodução/Bitcointalk)

“Parecia justo para ambas as partes e, bem, quem não gosta de pizza?”, relembrou Jeremy oito anos depois em entrevista ao The Telegraph. “Mesmo após taxas, talvez fosse possível converter os 10.000 BTC de volta ao custo original, e eu não via o bitcoin com probabilidade de entrar em colapso completamente, embora não tivesse ideia de quão grande ele se tornaria”.

Se soubesse das dimensões que o Bitcoin tomaria nos anos seguintes, talvez Jeramy teria pensado duas vezes antes de vender os 10.000 bitcoins logo em seguida para pagar os custos de uma viagem que fez pelos Estados Unidos com sua namorada na época.

E assim surgiu o Bitcoin Pizza Day

A troca de favores entre Laszlo e Jeromy se tornou um verdadeiro feriado para a comunidade cripto. Todo ano, no dia 22 de maio, bitcoiners ao redor do mundo comem uma pizza para comemorar a primeira vez que o Bitcoin foi usado para comprar um “bem” do mundo real. 

Publicidade

O Bitcoin Pizza Day, portanto, celebra o importante momento em que pessoas perceberam que o bitcoin tinha valor real e era muito mais do que apenas códigos rodando nos computadores de alguns nerds curiosos.

Jeromy, que ganhou os 10.000 BTC em troca de duas pizzas, disse anos depois que “certamente” se arrepende de ter vendido as criptomoedas pouco depois de tê-las recebido, mas justificou que na época estava pensando apenas em ajudar um colega bitcoiner.

“Se eu tivesse tratado isso como um investimento, poderia ter segurado um pouco mais, mas certamente teria vendido com um valor menor, talvez na famosa marca de 1 BTC = US$ 1? Com perfeito conhecimento do futuro, eu teria agido de forma diferente, mas isso pode ser dito de qualquer um”, constatou ele ao The Telegraph em 2018.

Durante a entrevista, ele disse que nunca tinha imaginado que aqueles 10.000 BTC, usados para comprar pizzas, poderiam servir anos depois para fazer compras da ordem de imóveis. Mais do que o Bitcoin ter cotações astronômicas, ele se maravilha com o fato de que a criptomoeda se tornou parte importante em uma nova era de liberdade econômica.

“Acredito que o poder geral da criptomoeda é para o bem, capacitando indivíduos e empresas a lidar com o comércio local e internacional de maneira justa e rastreável, e é exatamente isso que vejo [o bitcoin] trazendo para o futuro.”

Publicidade

Deixando o arrependimento de lado, Jeromy diz ter orgulho de ter feito parte de um dos eventos mais memoráveis da história do bitcoin. 

“Embora eu não possa assumir qualquer responsabilidade pelo sucesso do bitcoin, estou orgulhoso de ter desempenhado um papel em algo que passou de um projeto conceitual interessante a um fenômeno global tão rapidamente”.

Assim como ele, o bitcoiner que pagou 10.000 BTC pelas duas pizzas 13 anos atrás também tenta pensar no lado positivo ao invés do dinheiro que não fez abrir mão da criptomoeda tão cedo.

Leia também: Quem foi o homem que pagou 10 mil bitcoins por duas pizzas e por que ele entrou para História

“Eu tento não pensar nisso. Primeiro, porque não adianta, e segundo, só me deixaria louco pensando assim”, disse Laszlo Hanyecz ao contar a história ao The Telegraph anos atrás.

“Eu minerei aquele Bitcoin e na época era como se eu estivesse recebendo comida de graça. Na época não valia muito. Eu não teria gasto US$ 100 milhões em pizza, certo? Mas se eu não tivesse feito isso, talvez o Bitcoin não tivesse se tornado tão popular.”

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

Estado dos EUA investe R$ 510 milhões em ETF de Bitcoin da BlackRock

O investimento foi confirmado hoje pelo Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin (SWIB)
Imagem da matéria: Grayscale desiste de lançar um ETF de futuros de Ethereum nos EUA

Grayscale desiste de lançar um ETF de futuros de Ethereum nos EUA

A gestora parece ter recuado da estratégia de levar a SEC aos tribunais para forçar a eventual aprovação de um ETF de Ethereum à vista
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 3% e volta para US$ 63 mil; Toncoin salta 17% com expectativa para lançamento da Notcoin

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 3% e volta para US$ 63 mil; Toncoin salta 17% com expectativa para lançamento da Notcoin

Toncoin valoriza com a notícia do lançamento de um dos tokens mais esperados da rede: Notcoin (NOT)
Imagem da matéria: Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

“Somente em criptomoeda.” A memecoin Pacmoon recompensou um usuário com um grande airdrop – que foi maior do que o esperado graças ao erro de um amigo