Imagem da matéria: Vídeo: Polícia abre guerra contra roubo de eletricidade para mineração de bitcoin na Malásia
Agentes da Polícia Federal em coletiva após operação: Imagem: Reprodução

A Polícia Real da Malásia (PDRM) abriu guerra contra um cartel que tem roubado eletricidade para mineração de bitcoin em instalações clandestinas. As ações do órgão federal já duram semanas, o que vem resultando em prisões e milhares de mineradoras apreendidas.

A empresa de energia local Tenaga Nasional Berhad (TNB), que acompanha as diligências, estima ter tido um prejuízo de cerca de US$ 500 mil (RM 2,1 milhões na moeda malaia Ringgit), segundo a agência de notícias Bernama, em publicação na quarta-feira (24).

Publicidade

Somente na quarta-feira, a PDRM prendeu um grupo que havia invadido nove instalações para o cartel. Na semana passada, em Seremban, capital de Negeri Sembilan, a polícia apreendeu 264 máquinas em uma ação e 581 em outra; na capital Kuala Lumpur, mais centenas de equipamentos foram confiscados em outras cinco instalações.

Em Seremban, imagens publicadas no Youtube mostram agentes policiais e funcionários da empresa de energia cortando fios e carregando um caminhão com as mineradoras. Em Kuala Lumpur, outro vídeo mostra os policiais dentro do centro de operações, onde dá para ver que os mineradores operavam AntMiners S9.

Para se ter ideia dos esforços no combate ao roubo de eletricidade para mineração de criptomoedas, em fevereiro, agentes da polícia malaia ficaram de plantão por três dias para então invadir oito pontos clandestinos de em uma galeria da cidade de Seri Kembangan, que fica no estado de Selangor. Outro vídeo no Youtube revela como foi o desfecho da operação que contou com 12 polícias.

Flagrante de mineração clandestina

Supt Mohd Fazley Ab Rahman, comandante da PDRM e responsável pelas ações, disse em um entrevista coletiva que que na maioria dos flagrantes as pessoas do local se apresentam como técnicos contratados para fazerem manutenção.

Publicidade

O caso está sendo investigado de acordo com as seções 379 e 427 do Código Penal da Malásia, que prevê pena de mais de uma ano para furto e danos materiais, respectivamente, e também sob as leis de fornecimento de eletricidade. Não há informações do número de prisões feitas até agora.

Assista ao vídeo:

VOCÊ PODE GOSTAR
peter schiff falando ao microfone

O Bitcoin está em um mercado de baixa quando comparado ao ouro, afirma Peter Schiff

O analista financeiro e comentarista disse uma vez que o preço do BTC nunca chegaria a US$ 50 mil
Imagem da matéria: Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Atlético-MG, Bahia, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Internacional, São Paulo e Vasco da Gama são times que integram a nova campanha da Chiliz
moedas de Bitcoin sobre notas de ienes

Anúncio de investimento em Bitcoin faz ações de empresa asiática disparar 90%

Seguindo o manual da MicroStrategy, a empresa japonesa Metaplanet está atraindo forte interesse dos investidores
graficos vermelhos em queda

Investidores sacam R$ 1 bilhão de projeto DeFi da Solana após renúncia de CEO

O fundador da Marginfi anunciou sua renúncia em meio a um turbilhão de controvérsia e desentendimento operacional