Imagem da matéria: Viden.vc investe na Magisat, projeto focado no ecossistema financeiro do Bitcoin
Imagem criada por Decrypt usando IA

viden.vc, primeiro venture capital do Brasil focado 100% no mercado de Web3, concluiu seu primeiro investimento no ecossistema financeiro do Bitcoin ao aportar na Magisat.

O marketplace focado em negociações de sats raros, ordinals e, futuramente, de runes, é responsável por democratizar o acesso ao MEV (valor máximo extraível). Com isso, usuários comuns têm acesso a transações mais baratas que o oferecido por outros marketplaces – o que antes era acessível apenas com o uso de bots.

Publicidade

A rodada de investimentos seed da Magisat contou com a presença de outros fundos relevantes, como o Bitcoin Frontier Fund, UTXO Management e Unbroken Chain.

O investimento feito pela viden.vc dialoga com a tese de que a blockchain do Bitcoin deixou de ser um espaço unicamente focado no registro de transações financeiras e que, aos poucos, será construída a infraestrutura que permitirá que lá também exista um ecossistema de transações não financeiras, como ocorre com outras blockchains.

“O investimento na Magisat dialoga com a nossa percepção da revolução que o ecossistema do Bitcoin está passando. Nesta segunda fase da blockchain, veremos o surgimento de inúmeros protocolos que aos poucos irão destravar a liquidez existente naquela que é a rede mais segura e com maior valor do mercado. O papel da viden.vc é auxiliar founders com boas ideias, impulsionando o setor”, explica João Kamradt, sócio e head de pesquisa e investimentos da viden.vc.

A Magisat surgiu como um marketplace de mempool (local que ocorre a confirmação das transações em uma blockchain) para sats raros, que são sats que possuem determinados atributos únicos. Posteriormente, foi integrado suporte aos ordinals e, futuramente, tokens runes também serão compatíveis com a ferramenta. 

Publicidade

O protocolo é uma resposta a uma dor que foi criada com o próprio surgimento do protocolo Ordinals, que é o fato de Bots e usuários mais avançados realizarem front-running de transações pendentes na rede. Em outras palavras, esses usuários pagam uma taxa maior aos mineradores para passar sua própria transação na frente de transações de outros usuários pendentes na mempool do Bitcoin.

O que o Magisat faz na prática é democratizar ao usuário comum a possibilidade de também fazer front-running. A disputa de transações pendentes na mempool do bitcoin é um novo mercado e pode ser usado para se proteger de outros usuários que buscam “roubar” sua transação ou até para você mesmo realizar front-running em outros usuários e adquirir itens por um valor abaixo do floor price do Magic Eden. 

Segundo Vlad Sas, a plataforma foi “criada por traders para traders. Aproveitamos a tecnologia on-chain para oferecer aos nossos usuários as melhores oportunidades de negociação, estendendo nossas listagens ao mempool. Todas as compras pendentes em todos os mercados de Bitcoin existentes estão disponíveis na Magisat. Isso inclui inscrições, runas, sats raros e brc-20”. Com isso, ele espera fazer frente aos outros marketplaces presentes no ecossistema.

Com o recurso da rodada atual, Vlad tem grandes planos: “nossa rodada atual visa a impulsionar nossa busca para nos tornarmos o mercado nativo de bitcoin número um. Adoramos números e fatos, e o fato é que toda start-up, por mais lucrativa que seja, precisa de capital para crescer rapidamente”, explica. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: História da GAS Consultoria não é só Faraó: autor de livro destaca papel fundamental de Mirelis

História da GAS Consultoria não é só Faraó: autor de livro destaca papel fundamental de Mirelis

“Foi um casamento perfeito. Ele virou um garoto-propaganda do negócio que a Mirelis operava”, afirma escritor Chico Otávio
Imagem da matéria: Agentes federais acusam britânicos de fraude de US$ 3 milhões com NFTs Ethereum "Evolved Apes"

Agentes federais acusam britânicos de fraude de US$ 3 milhões com NFTs Ethereum “Evolved Apes”

Um trio do Reino Unido anunciou o lançamento de um jogo de battle royale, mas, em vez disso, embolsou as criptomoedas e fugiu
Imagem da matéria: Robinhood compra a exchange de criptomoedas Bitstamp por US$ 200 milhões

Robinhood compra a exchange de criptomoedas Bitstamp por US$ 200 milhões

Espera-se que o acordo em dinheiro de US$ 200 milhões seja fechado no primeiro semestre de 2025, sujeito a aprovações regulatórias
Imagem da matéria: Regulação das criptomoedas ficará pronta em 2025, diz diretor do Banco Central

Regulação das criptomoedas ficará pronta em 2025, diz diretor do Banco Central

Segundo o diretor de Regulação do Banco Central, Otavio Damaso, o regulador deve fazer uma segunda consulta pública sobre a regulação das criptomoedas em setembro