Closem em mãos de um homem que usa algemas
(Foto: Shutterstock)

O comerciante de bitcoin Emmanuel García, morador da cidade de Zárate, que fica na província de Buenos Aires, Argentina, e conhecido no mercado P2P de criptomoedas, foi condenado a 5 anos de prisão por ter lavado US$ 468.400 mil em bitcoin para traficantes de drogas argentinos e mexicanos. A sentença foi proferida na última quinta-feira (09) pelo Tribunal Federal de Bahía Blanca.

O caso em que García se envolveu e se incriminou ficou conhecido após a ‘Operação Bobinas Blancas’, deflagrada há cerca de quatro anos pela Polícia Federal da Argentina, segundo informações do Infobae. No mês passado, ao apreciar a defesa de García, o procurador da República Gabriel González da Silva ressaltou que o réu “reconheceu ser vendedor de criptomoedas, tendo contato com o dirigente da organização que operava no México, tendo se reunido com mexicanos em um bar e trocado bitcoins por dólares americanos”.

Publicidade

Na ocasião da operação ‘Bobinas Brancas’, a polícia descobriu quase duas toneladas de cocaína em dois locais diferentes, sendo a maior parte das drogas escondidas em duas bobinas de ação no Parque Industrial Bahía Blanca. Após esta apreensão, as investigações chegaram até Garcia, que lavava o dinheiro do tráfico com bitcoin.

Lavagem dinheiro com bitcoin

A prisão e condenação de García por crime de lavagem de dinheiro é apenas uma parte do que ele deverá cumprir. Isso porque ele também foi condenado a pagar uma multa de 8 vezes o valor das operações. De acordo com o site, além de servir como intermediário na negociação de bitcoin, ele atuava como consultor em criptomoedas e participava de palestras sobre o mercado.

Segundo o Infobae, García não gostava de trabalhar com transações bancárias e preferia que a entrega do dinheiro que seria negociado por criptomoedas fosse feita pessoalmente. Conforme apurou a PFA, ele cobrava uma taxa de comissão de 2,5% e fazia a transferência na hora por meio de uma carteira física.

A polícia estima que Garcia movimentava cerca de US$ 1 milhão por mês. Outras seis pessoas que atuavam no esquema também foram presas e condenadas a penas que chegam até 15 anos de reclusão que deverão ser cumpridas a partir do dia 4 de novembro, após a leitura final.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona
Imagem da matéria: FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

Aprovado na Câmara esta semana, o projeto FIT21 visa regular o setor de criptomoedas dando segurança para consumidores e estimulando empreendedores
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Imagem da matéria: Mesmo que ETF de Ethereum seja aprovado, pode levar semanas para estrear nas bolsas; entenda

Mesmo que ETF de Ethereum seja aprovado, pode levar semanas para estrear nas bolsas; entenda

Sinal verde da SEC esta semana é apenas o primeiro passo para o lançamento do ETF de Ethereum