Imagem da matéria: Venda de US$ 1,6 bi em ações da Grayscale vai acontecer - o que isso significa para o Bitcoin?
Foto: Shutterstock

O preço do Bitcoin subiu esta semana, atingindo níveis nunca vistos desde o ciclo de alta de 2021. Mas isso vai durar?

Foi divulgada a notícia de que um juiz de falências dos EUA concedeu ao falido credor de criptomoedas Genesis permissão para vender US$ 1,6 bilhão em ações do Grayscale Bitcoin Trust (GBTC). A ideia é reembolsar os credores que aguardam o seu dinheiro desde que o credor faliu.

Publicidade

No mês passado, a pressão da Grayscale açoitando enormes quantidades de criptomoedas ao seu custodiante, a Coinbase, levou a uma queda no preço do BTC.

Portanto, é natural imaginar que, quando a Genesis finalmente for vender os ativos, a mesma coisa aconteceria novamente.

“Há pelo menos US$ 1,4 bilhão em vendas provenientes do GBTC com base na falência da Genesis e na situação com a Gemini, possivelmente mais”, afirmou James Seyffart, analista de inteligência de negócios da Bloomberg, ao Decrypt. “Mas também não sabemos quanto já foi vendido”.

Primeiro, algumas informações básicas: Genesis é uma subsidiária do Digital Currency Group (DCG) que costumava permitir que as pessoas ganhassem juros sobre suas criptomoedas.

Ela entrou com pedido de falência há um ano, revelando exposição ao falido fundo de risco de criptomoedas Three Arrows Capital. Depois que a megamarca cripto FTX faliu em 2022, a Genesis finalmente congelou os saques dos clientes.

Publicidade

Os credores ainda estão esperando pelo dinheiro que haviam bloqueado no produto, e o DCG disse que os credores serão pagos. O plano aprovado por um juiz esta semana permitirá o reembolso.

Os especialistas não acham que o preço do Bitcoin será tão atingido.

“Eu pessoalmente não espero que a compra de [ações do iBitcoin Trust] continue assim pelo resto do ano, mas, ao mesmo tempo, se você me perguntasse há algumas semanas, eu não esperaria que os fluxos fossem tão fortes quanto foram”, disse Seyffart. “É um palpite, mas todo o grupo de ETFs Bitcoin – ou seja, os nove recém-nascidos – teve um primeiro mês extremamente bem-sucedido”.

O especialista em ETF da Bloomberg, Eric Balchunas, disse ao Decrypt que, embora fosse possível que a venda da Genesis pudesse ter um impacto negativo, os ETFs “mostraram algum poder real”, o que pode impedir uma grande venda de BTC.

Depois de uma década negando ETFs de Bitcoin à vista, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) aprovou em janeiro 10 produtos do tipo. Começaram a ser negociadas em 11 de janeiro e têm sido um sucesso estrondoso, arrecadando bilhões em ativos sob gestão.

Publicidade

“O nível de liquidez e resiliência que vimos no Bitcoin nas últimas semanas é uma prova do alto nível de demanda no mercado”, disse Miguel Morel, CEO da empresa de dados blockchain Arkham Intelligence.

Ele acrescentou que não “esperava que [as notícias da Gênesis] tivessem um impacto muito além do que já vimos”.

Finalmente, Julio Moreno – chefe de pesquisa da empresa de análise de dados on-chain e de mercado CryptoQuant – concordou que “uma maior demanda por Bitcoin por parte de ETFs de Bitcoin” é mais do que suficiente para mitigar qualquer pressão descendente.

“Pode ser pessimista para o preço na margem – na verdade, vimos o preço cair 5% no dia em que a FTX vendeu US$ 1 bilhão em ações do GBTC”, disse Moreno ao Decrypt. “No entanto, o impacto pode ser limitado dado que o mercado já espera esta venda”.

Os dados da CryptoQuant também mostram lucros não realizados relativamente baixos para detentores de Bitcoin de curto prazo, o que também pode indicar baixa pressão de venda, acrescentou.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin fecha 1º trimestre com alta de 66% e novo recorde de preço

Bitcoin fecha 1º trimestre com alta de 66% e novo recorde de preço

O Bitcoin fecha o primeiro trimestre do ano com uma valorização de 66,8%, cotado hoje a US$ 70.700
Imagem da matéria: Ethena (ENA): Conheça a criptomoeda que acaba de estrear no mercado com alta de 45%

Ethena (ENA): Conheça a criptomoeda que acaba de estrear no mercado com alta de 45%

O token de governança ENA da Ethena Labs, junto do USDe, possuem uma história controversa, mas isso não impediu o apoio de investidores e traders
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos cripto brasileiros ficam pela segunda semana consecutiva atrás apenas dos EUA em captação
piramide financeira criptomoedas

Ex-diretora da pirâmide OneCoin é condenada a 4 anos de prisão nos EUA

Onecoin foi criada pela búlgara Ruja Ignatova, a famosa “Rainha das Criptomoedas” foragida do FBI