Imagem da matéria: Venda de placas da Nvidia para mineração de criptomoedas cai 60% no terceiro trimestre
Rig de mineração com GPUs (Foto: Shutterstock)

A fabricante de placas de vídeo (ou GPUs) Nvidia lançou uma linha exclusiva de placas Crypto Mining Processor (CMP) no início do ano, mas as vendas dessas CMPs despencaram 60% no trimestre passado.

A receita de vendas dos produtos de mineração cripto da Nvidia caíram de US$ 266 milhões no segundo trimestre para US$ 105 milhões no terceiro trimestre, de acordo com o relatório de informações financeiras do terceiro trimestre da empresa.

Publicidade

As vendas de CMP tiveram um desempenho abaixo do esperado durante grande parte do ano.

Apesar de terem começado o ano com força, conforme a Nvidia aumentou sua receita estimada no primeiro trimestre para US$ 150 milhões, suas receitas de venda no segundo trimestre caíram bem abaixo de sua otimista estimativa inicial de US$ 400 milhões.

Ao longo do ciclo de vida do produto, as receitas pela venda de CMPs totalizaram US$ 526 milhões, referentes a apenas 3% das receitas totais de US$ 19,27 bilhões da empresa durante o mesmo perídoo.

De acordo com Colette Kress, diretora financeira da Nvidia, a empresa espera que seu produto CMP “caia trimestralmente para níveis muito insignificantes no quarto trimestre”.

A jogada com criptomoedas da Nvidia

Nvidia lançou CMP em resposta ao uso de suas placas de vídeo para a mineração de criptomoedas, como o ether (ETH).

Publicidade

À medida que seu público principal de jogadores de PC estava em pé de guerra por conta da escassez no fornecimento de GPUs, a Nvidia tentou tornar suas placas de vídeo “menos desejáveis” a mineradores cripto ao limitar a taxa de hashes das placas.

Em contraste, outras fabricantes de placas de vídeo, incluindo AMD e Intel, anunciaram que não vão limitar o processamento para a mineração cripto em sua linha principal de produtos.

Gamers podem não ter de esperar muito até que mineradores vão embora.

Ether, uma das principais criptomoedas mineradas com GPUs, está migrando de um mecanismo de consenso proof of work (PoW) garantido por mineradores para um modelo proof of stake (PoS) na futura atualização Ethereum 2.0.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Não só Notcoin: conheça os jogos de Telegram que pagam criptomoedas

Não só Notcoin: conheça os jogos de Telegram que pagam criptomoedas

Hamster Kombat está liderando a próxima onda de jogos do Telegram que permitem que você ganhe tokens nos próximos airdrops
Imagem da matéria: Binance lança programa de airdrops para detentores de BNB

Binance lança programa de airdrops para detentores de BNB

Detentores de BNB receberão tokens de projetos selecionados que estão se preparando para serem lançados na Binance
Imagem da matéria: Itaú passa a permitir compra e venda de Bitcoin e Ethereum para todos os clientes íon

Itaú passa a permitir compra e venda de Bitcoin e Ethereum para todos os clientes íon

Um dos pontos ressaltados pelo Itaú é que o banco oferece custódia própria de criptoativos, em tecnologia desenvolvida internamente
Imagem da matéria: Escritório de advocacia Mattos Filho ingressa na ABcripto

Escritório de advocacia Mattos Filho ingressa na ABcripto

“Um dos principais desafios é a criação de um arcabouço regulatório que estabeleça segurança jurídica para a indústria”, afirma escritório