Imagem da matéria: Vazamento detalha como a Binance planejava enganar os reguladores dos EUA, mostra Forbes
Foto: Shutterstock

De acordo com uma reportagem exclusiva da Forbes desta quinta-feira (29), a Binance, uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo, pode estar sob investigação do FBI da Receita Federal dos EUA. O motivo seria a descoberta de um suposto plano para enganar os reguladores americanos, conforme um documento vazado e enviado ao site por uma fonte não revelada.

De acordo com o artigo, a Forbes conseguiu obter um documento do ano de 2018 que detalha a criação de uma entidade sediada nos EUA chamada “Tai Chi”, cujo objetivo era enganar os reguladores americanos.

Publicidade

Supõe-se que o autor do documento é Harry Zhou, ex-funcionário da Binance conhecido por trabalhar com exchanges de criptomoedas chinesas com atuação pela América.

No documento — elaborado a partir de slides, detalhou a Forbes, supostamente a Binance não esperava obter aprovações das agências reguladoras dos EUA, incluindo a Comissão de Valores Mobiliários (SEC), e por isso estava disposta a ‘investir’ para evitar intimidações.

“O documento provavelmente foi visto por altos executivos da Binance. É um plano estratégico para executar um “bait and switch”, diz o artigo.

Esse tipo de plano no Brasil é mais conhecido como ‘propaganda enganosa’. Nesse caso, trata-se de uma tática de venda na qual um cliente é atraído pelo anúncio de um item, mas é então encorajado a comprar outro, de preço mais alto.

Publicidade

Resumindo, a criação da Binance.US — que não é permitida fornecer alguns produtos com criptomoedas nos EUA —  pode estar sendo usada como isca para os reguladores endossaram a receita da matriz, que já passou por China, Malta, e hoje se mantém nas Ilhas Seychelles.

“A entidade estabeleceu operações nos Estados Unidos para distrair os reguladores com interesse fingido de conformidade”, diz a Forbes, acrescentando que “medidas seriam postas em prática para mover a receita na forma de taxas de licenciamento e mais para a empresa-mãe, a Binance”.

Ao mesmo tempo, completou, os clientes em potencial seriam ensinados a escapar das restrições geográficas enquanto soluções tecnológicas eram implementadas.

Investigações na Binance

“A Forbes soube que o documento ‘Tai Chi’ está circulando atualmente entre escritórios de advocacia, escritórios de contabilidade e outros associados à Binance, e há especulações de que o FBI e o IRS podem estar investigando.

Publicidade

De acordo com o site, quando contatado por telefone, um agente do FBI no escritório de Washington, inicialmente negou os rumores sobre a Binance e desligou. Mais tarde, escreveu, o agente emitiu formalmente um “sem comentários”.

Changpeng Zhao, CEO e fundador da Binance, foi procurado pela reportagem da Forbes, mas não retornou. Também não quiseram comentar o caso o chefe de compliance ,Samuel Lim, e a CEO da Binance.US, Catherine Coley.

‘Tai Chi’ seria Binance.US

O documento de nome ‘Tai Chi’ revela um organograma que conecta a matriz Binance à subsidiária americana num traçado de: metas, sugestão de Estrutura Corporativa ; planos de engajamento de reguladores; planos de licenciamento a longo prazo.

Segundo a Forbes, chegou até eles apenas o arquivo “Apresentação 2”. Logo, essas informações vazadas podem ser apenas uma parte do plano.

Um dos slides da apresentação que vazou e chegou até a Forbes. Figura mostra como a “Tai-Chi” poderia ser conectada à Binance. Imagem: Reprodução
VOCÊ PODE GOSTAR
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX