Homem aponta controle para TV que emerge imagens em 3D
Shutterstock

A TV 3.0 pode chegar ao Brasil no ano que vem e pegar muita gente de surpresa, assim como o próprio nome da tecnologia divulgado nesta semana pelo governo federal. O termo ‘TV 3.0’ se refere a um novo sistema de transmissão para TVs que promete enviar som e imagem com qualidades maiores, além de maior interatividade com o espectador.

“O novo padrão de TV a partir de 2025, que vai integrar internet e revolucionar transmissão”, afirmou nesta semana o Ministério das Comunicações

Publicidade

De acordo com o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, “estamos diante de uma das mais esperadas revoluções do setor, que chega a ser mais significativa do que vivemos na transmissão do analógico para o digital. É o futuro da TV no Brasil”.

Mas a TV 3.0 vai precisar de internet ou conversor?

Na prática, explica Juscelino, é a integração definitiva entre a televisão aberta e gratuita com a internet. “A interatividade, com a internet, que vai ser possível é um instrumento a mais, mas não significa que a população precisa ter internet para ter acesso à TV 3.0”, afirma.

No entanto, segundo declaração do secretário de Comunicação Social Eletrônica, Wilson Diniz, o governo entende que “no começo vamos ter que ter um receptor que faça a conversão desses sinais”.

TV 3.0 no Brasil

O padrão atual, que é a TV Digital com Full HD, passará a ser transmitido pelo ar em até 4k, ou até 8k caso seja assistido pela internet, ou seja, segundo o ministério, “a imagem terá ao menos quatro vezes mais pixels, trazendo mais informações por espaço, melhorando a cor e a nitidez, e permitindo personalizar temas e publicidade.

Publicidade

“A migração para o novo padrão deverá ser gradativa, possivelmente começando pelas grandes cidades”, afirma a pasta.

De acordo com o governo, as tecnologias candidatas para a TV 3.0 estão sendo escolhidas dentre propostas de mais de 20 organizações internacionais diferentes. O novo sistema, contudo, passará a ser integrado somente em televisores fabricados a partir de 2025.

Segundo o G1, a expectativa é que o presidente Lula assine um decreto que estabeleça a tecnologia a ser utilizada — “com base na recomendação do Ministério das Comunicações”, e o cronograma de implantação para emissoras.

Apesar de o ministro afirmar que  a TV 3.0 irá funcionar mesmo sem internet, segundo o G1, ele disse que “na sequência, toda a cadeia industrial do setor vai se adaptando e produzindo os equipamentos necessários, que vão de transmissores, conversores, novos televisores”.

VOCÊ PODE GOSTAR
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns