Martelo de juíz em frente de bandeira da França
Shutterstock

O Tribunal de Justiça de Paris absolveu no último dia 26 de outubro dois irmãos hackers acusados de causar um dano de R$ 44 milhões (US$ 8,3 milhões) em criptomoedas em um ataque ao protocolo DeFi Platypus Finance. A exploração ocorreu em fevereiro deste ano, conta uma publicação do site Le Monde.

Segundo a publicação, os irmãos Mohammed M. e Benamar M. se livraram da prisão por terem reconhecido os fatos e sua defesa ter convencido o juiz que eles agiram de boa fé por serem hackers do bem (white hat ou white hacker em inglês).

Publicidade

Eles disseram que queriam recuperar os fundos comprometidos da plataforma e devolvê-los mais tarde e assim ficar com uma recompensa de cerca de 10% pelo achado da falha no protocolo que deu acesso a uma das pools da Platypus Finance.

Segundo o Le Monde, Mohammed, de 22 anos, afirma ter encontrado a falha por acaso, enquanto “tentava perceber como funcionava o protocolo”.

Ao observar a forma como o sistema de empréstimos Platypus estava estruturado, ele então achou um erro no código-fonte da função do que chamou de “saque emergencial”.

A pool continha uma reserva compartilhada de criptomoedas disponibilizada a investidores que pretendiam negociar ativos digitais. Naquele dia, descreve o jornal, Mohammed aproveitou um erro no código para retirar todos os bens.

Publicidade

No entanto, segundo o site The Block, Mohammed trancou por engano milhões de dólares de fundos roubados e só conseguiu recuperar cerca de US$ 270 mil; a Platypus, conseguiu resgatar US$ 2,4 milhões em USDC.

O hack também veio a público com uma publicação da CertiK, empresa de segurança blockchain.

Ao ficar a par da exploração, uma equipe da corretora de criptomoedas Binance acionou as autoridades francesas que investigam crimes cibernéticos. A agência então localizou os irmãos através de suas movimentações financeiras.

Eles foram detidos no dia 24 de fevereiro na região de Seine-Saint-Denis. Mohammed foi indiciado por acesso ilegal de dados, fraude e lavagem de dinheiro, enquanto  Benamar foi acusado de ter recebido os fundos roubados.

Novo ataque de hackers

No dia 12 de outubro, a Platypus se deparou com mais um hack em sua plataforma e perdeu na ocasião cerca de US$ 2,2 milhões em outra exploração de empréstimo instantâneo. Logo que identificada a ação hacker, a equipe comunicou a suspensão do serviço de todos os seus pools.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Um relatório do Centro de Inovação da UE diz que as soluções de Bitcoin e de segunda camada podem causar “problemas para as investigações policiais”
Imagem da matéria: Empresa cripto Bakkt está considerando uma potencial venda ou desmembramento, diz site

Empresa cripto Bakkt está considerando uma potencial venda ou desmembramento, diz site

A Bakkt recorreu à ajuda de um consultor financeiro para tomar a decisão, embora ainda não tenha definido o seu próximo passo
Imagem da matéria: Agentes federais acusam britânicos de fraude de US$ 3 milhões com NFTs Ethereum "Evolved Apes"

Agentes federais acusam britânicos de fraude de US$ 3 milhões com NFTs Ethereum “Evolved Apes”

Um trio do Reino Unido anunciou o lançamento de um jogo de battle royale, mas, em vez disso, embolsou as criptomoedas e fugiu
Policial algemando suspeito durante a noite

Médico perde R$ 500 mil em criptomoedas após encontro por aplicativo e sequestro; suspeitos são presos

Os sequestradores que aplicaram o famoso ‘golpe do amor’ foram presos rapidamente pela PM de SP; Polícia Civil investiga o paradeiro dos ativos