Moedas da stablecoin Tether à frente de um gráfico do mercado financeiro ascendente
Shutterstock

A Tether, emissora da stablecoin USDT, obteve um lucro líquido recorde de US$ 2,85 bilhões (cerca de R$ 14 bilhões) no quarto trimestre de 2023 e estabeleceu um aumento histórico nas reservas excedentes que respaldam seus tokens em circulação. Os números foram divulgados pela empresa nesta quarta-feira (31).

O comunicado da Tether garante que seu relatório financeiro foi endossado pela empresa de auditoria BDO, o que “reafirma a exatidão do Relatório de Reservas Consolidadas (CRR) da Tether e fornece uma discriminação detalhada dos ativos detidos pelo Grupo em 31 de dezembro de 2023”.

Publicidade

Acerca do lucro líquido, a Tether aponta que cerca de US$ 1 bilhão foi resultante de lucro operacional, com destaque para suas participações em títulos do Tesouro dos EUA. O restante dos ganhos, ressalta a empresa, é em grande parte relacionado à valorização do Bitcoin (BTC) e a reservas de ouro que possuía no período.

Tether divulga reservas excedentes

A empresa também comentou sobre suas reservas excedentes, que registraram um aumento histórico de US$ 2,2 bilhões, totalizando US$ 5,4 bilhões, enquanto os US$ 640 milhões restantes foram investidos em vários projetos estratégicos, como de mineração, infraestruturas de IA e telecomunicações P2P.

Quanto a esses valores, a Tether explicou: “Confirma-se que estes permanecem fora do relatório de reservas consolidadas e dentro de um novo salvaguarda segregado de VC [venture capital], para que tais investimentos venham a ter qualquer impacto nas reservas simbólicas”.

Empresa quitou empréstimos com garantia

O relatório diz também que a empresa atingiu seu objetivo de remover o risco de empréstimos garantidos das reservas simbólicas, já que as reservas excedentes acumuladas foram suficientes para cobrir a alienação em sua totalidade.

Publicidade

“Isto é uma resposta às preocupações expressadas pela comunidade no passado sobre esta parte do portfólio”, ressaltou.

Por fim, o documento afirma que os ativos totais consolidados do Grupo totalizam pelo menos US$ 97.020.394.556, com o passivo total de US$ 91.597.732.663, dos quais US$ 91.572.956.801 referem-se a tokens digitais emitidos.

Em resumo, finaliza o relatório, os ativos consolidados do Grupo excedem os seus passivos consolidados.

Vale lembrar que o principal negócio da Tether é administrar a stablecoin USDT, que a ajudou a gerar um lucro líquido de US$ 6,2 bilhões no ano.

You May Also Like
Imagem da matéria: Bitcoin registra maior ganho mensal em 4 anos ao subir 43% em fevereiro

Bitcoin registra maior ganho mensal em 4 anos ao subir 43% em fevereiro

Maior criptomoeda do mundo, o Bitcoin opera acima do nível de US$ 62 mil e se aproxima cada vez mais da sua máxima histórica de US$ 69 mil
miniaturas de pessoas minerando bitcoin em meio a pedras e folhagens

Os impactos do halving do Bitcoin na mineração | Opinião

Mudança afeta diretamente a receita dos mineradores, e é importante compreender os diversos impactos que essa alteração pode trazer
Imagem da matéria: El Salvador lucra 40% com investimento em Bitcoin, mas presidente diz que não irá vender

El Salvador lucra 40% com investimento em Bitcoin, mas presidente diz que não irá vender

A estimativa é que El Salvador possua hoje 2.848 bitcoins, cerca de US$ 173 milhões nos preços atuais
Imagem da matéria: PEPE salta 36%, enquanto BONK e Dogwifhat também registram ganhos de dois dígitos

PEPE salta 36%, enquanto BONK e Dogwifhat também registram ganhos de dois dígitos

A capitalização de mercado da memecoin Pepe voltou a ultrapassar US$ 900 milhões pela primeira vez desde maio de 2023