Imagem da matéria: STF nega pedido de soltura de Leidimar Lopes, o criador da Unick Forex
Leidimar Lopes, o criador da empresa acusada de ser uma organização criminosa

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta sexta-feira (10) pedido de Habeas Corpus feito por Leidimar Lopes, presidente da Unick Forex, preso preventivamente por organização criminosa e crimes contra o sistema financeiro nacional. 

Relatora do caso, a ministra Cármen Lúcia disse que acolher o pedido de Leidimar seria como invadir a competência do Superior Tribunal de Justiça e que o réu só pode acionar o Supremo quando seus recursos se esgotarem nas outras instâncias.

Publicidade

A ministra Cármen Lúcia já havia tomado decisão idêntica em fevereiro de 2020. A Unick Forex está sendo investigada por captar até R$ 29 bilhões de 1,5 milhão de pessoas.

Quem é Leidimar Lopes

No perfil da sua empresa, Lopes se define de forma pouco humilde: como “um verdadeiro visionário”. A Unick Forex era o desdobramento de uma outra empresa chamada Phoner, que oferecia produtos simples e grandes promessas de retornos até sumir do mapa. Ambas tinham um nome em comum: Leidimar Lopes.

No auge do sucesso, Lopes aparecia em propagandas da Unick com pessoas famosas como o ex-trapalhão Dedé Santana. O vídeo em que o comediante assina um contrato foi veiculado no Youtube em 26 de junho de 2019.

Segundo o site de notícias evangélicas Gospel Geral, o homem por trás dessa companhia que se diz de marketing multinível começou sua vida vendendo picolés aos 7 anos de idade.

Publicidade

Ele nasceu em Porto Alegre, a capital do Rio Grande do Sul, e se mudou para Caxias do Sul, na Serra, quando completou 12 anos com sua família em busca de uma vida melhor. O empresário não cita a Phoner dentro de sua trajetória profissional.

Lopes chegou finalmente a fundação da Unick Forex, uma empresa que possui mesmo CNPJ que a extinta Phoner, que segundo informações do grupo GAP Antiponzi, se tratava de uma pirâmide financeira.

Virando réu

A Justiça Federal aceitou a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra a Unick Forex em novembro de 2019.

No total, 15 pessoas foram denunciadas, entres ela a filha e o irmão de Leidimar. A lista de crimes considerada pela Justiça é longa, conforme o despacho que cita o MPF. O texto diz que de 2017 até outubro de 2019, na cidade de São Leopoldo, “os denunciados associaram-se na forma de organização criminosa, ordenada estruturalmente e com divisão de tarefas entre seus integrantes”.

Além disso, diz o texto, os integrantes da quadrilha obtinham “vantagens econômicas mediante a prática dos crimes de emissão de títulos ou valores mobiliários sem autorização”, praticavam evasão de divisas, lavagem de dinheiro e operavam de instituição financeira sem autorização legal. O dinheiro da operação foi, em parte, enviado ao exterior.

Publicidade

Leidimar está sendo considerado o cérebro da organização criminosa. “Dada sua posição de ascendência, era tratado pelos integrantes do grupo como ‘Comandante’, ‘Presidente’ ou ‘Chefe’”, diz a denúncia.

O dinheiro teria sido movimentado por 16 empresas. Entre elas as conhecidas SA Capital e Urpay. Chama atenção, porém, que até mesmo uma escola de educação infantil foi usada.

Esquema Unick Forex

A Unick Forex estava proibida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de atuar no mercado, mas mesmo assim permanecia vendendo produtos sob a justificativa de que vendia produtos de educação.

Com a promessa de lucro de 100% sobre o valor investido em até seis meses, a empresa teria captado ilegalmente cerca de um milhão de pessoas até se tornar alvo da Polícia Federal em outubro de 2019. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve