Imagem da matéria: Site revela origem da Investimento Bitcoin, investigada pela CVM por fraude de pirâmide financeira
Programa do Datena vem anunciando a empresa suspeita (Foto: Reprodução/Band)

Uma reportagem do site UOL investigou e descobriu quem está por trás da Investimento Bitcoin, empresa que vem sendo divulgada na imprensa brasileira mesmo sendo investigada pela CVM por fraude de pirâmide financeira.

Além disso, também vem sendo investigada pelo pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), conforme apurou o Portal do Bitcoin. A empresa promete rendimentos de 1% a 2% ao dia.

Publicidade

O UOL foi a fundo investigar o suposto esquema, já que, até então, nada se sabia sobre a Investimento Bitcoin, pois no site do negócio não há telefone, endereço, nome dos sócios ou CNPJ.

A reportagem descobriu os nomes dos sócios e o endereço registrado pela empresa: uma casa em São Bernardo do Campo. No mesmo local, mora a mãe de um dos responsáveis pela empresa.

Em abril, o Portal do Bitcoin já havia entrado em contato por meio do email anunciado no site da empresa. Na ocasião, uma pessoa identificada por Rui Costa não respondeu às questões.

Sede em São Paulo

De acordo com o UOL, a empresa foi fundada em agosto de 2016 com outro nome, W&T Intermediações de Negócios e Participações Ltda., cujo cadastro objetiva prestar os seguintes serviços:

Publicidade

Atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, exceto imobiliários; marketing direto; outras atividades auxiliares dos serviços financeiros não especificadas anteriormente.

No registro da empresa constam como sócios Wendel Cardoso Cortenove e Eduardo Diego Fiurst Duvoizem.

Na ‘sede’, a reportagem falou com a mãe de Cortenove, Creusa Cardoso, que confirmou que o filho trabalhava com negócios em bitcoin e que ele era da área de Tecnologia da Informação (TI).

Por telefone, ele disse ao UOL que a ‘Investimento Bitcoin Brasil’ está registrada provisoriamente no endereço de sua mãe, mas que em breve estaria com um escritório na Av. Paulista sem revelar o endereço.

Problemas na Investimento Bitcoin

A empresa promete ganhos de até de 2% ao dia sobre o capital investido, o que sugere uma possível fraude, já que não há produtos financeiros no Brasil que garantam uma rentabilidade como essa.

Publicidade

A ‘Investimento Bitcoin’, cuja plataforma foi criada em 28 de outubro do ano passado, tem investido pesado na divulgação do negócio, anunciando em canais de TV como Record, Band, SBT e sites como IG.

Assessoria de imprensa do Conar confirmou que há um processo em andamento sobre dois anúncios da Investimento Bitcoin — um comercial em televisão e um na internet.

De acordo com a assessoria, o processo foi aberto para que fossem examinadas as rentabilidades oferecidas nos anúncios e em seguida solicitar uma defesa da empresa. O julgamento deverá ter início no começo de outubro. Caso haja ilegalidade, o Conar recomenda a retirada do ar das peças publicitárias.

UOL suspendeu anúncio

De acordo com a reportagem, a ‘Investimento Bitcoin’ veiculou propagandas no UOL por meio de uma plataforma de autoatendimento, mas quando o site percebeu o teor dos anúncios, suspendeu a veiculação das peças publicitárias — entendeu que se tratava de um anúncio típico de pirâmide financeira.

Propaganda em sites e TVs

A série de peças publicitárias da ‘Investimento Bitcoin’ não para. Ainda tem bastante programas de TV anunciando a empresa, o que sugere que o negócio possui muito dinheiro para publicidade.

Publicidade

No domingo (01), o apresentador Rodrigo Faro novamente divulgou a empresa em seu programa na TV Record, ‘Hora do Faro’.


 Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken