Imagem da matéria: Sérgio Moro enviará delegada da Policia Federal em conferência sobre lavagem de dinheiro e criptomoedas
(Shutterstock)

O ministro da Justiça e segurança pública, Sérgio Moro, autorizou na sexta-feira (15) a viagem da delegada da Polícia Federal Renata da Silva Rodrigues, que chefia o serviço de repressão à Lavagem de dinheiro, para participar da 3ª Conferência Global sobre Finanças Criminais e Criptomoedas, em Haia (Holanda).

A autorização se deu por meio do despacho nº 107, assinado por Sérgio Moro e publicado no Diário Oficial da União na segunda-feira (18).

Publicidade

O evento ocorre nos dias 06 e 07 de março, mas a delegada, que chefia o Serviço de Repressão a Crimes Financeiros da Coordenação de Repressão à Lavagem de Dinheiro ficará fora do país entre os dias 4 e 8 do próximo mês.

Segundo informações da Europol (uma das organizadoras do evento), essa conferência terá como foco se criar técnicas para combater o uso das criptomoedas pelo crime organizado que tem se beneficiado com a tecnologia criptográfica para lavar dinheiro e até mesmo financiar o terrorismo.

“A Europol continuará a desenvolver uma rede de profissionais das unidades de cibercrime, branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo, UIF, gabinetes de recuperação de bens e autoridades judiciárias para partilhar as melhores práticas nos casos em que as moedas criptográficas são utilizadas para fins de branqueamento de capitais”.

Sergio Moro e Coaf

A viagem da delegada da Polícia Federal que atua diretamente na Coordenação-Geral de Repressão à Corrupção e Lavagem de Dinheiro deve fortalecer o combate a crimes que envolvam o uso de criptomoedas no país.

Publicidade

Isso porque o vento se propõe a “desenvolver procedimentos para a detecção (indicadores de sinalização vermelha), investigação, apreensão e confisco de moedas criptográficas”.

A repressão à lavagem de dinheiro tem sido o foco do atual governo. Em janeiro, o presidente da república Jair Bolsonaro decidiu que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) deixaria de fazer parte do Ministério da Fazenda e passaria a integrar o Ministério da Justiça e segurança Pública.

Segundo informações da Agência Brasil, essa alteração foi feita por meio da Medida Provisória nº 870. Além disso, foi expedido um decreto com o estatuto do Coaf, pelo qual o órgão passa a fazer parte do Ministério controlado pelo ex-juiz Sérgio Moro.

Segundo um artigo publicado no Estadão pelos especialistas em Direito Penal Econômico, Armando S. Mesquita Neto e Henrique Zelante Rodrigues Netto, o ‘novo Coaf’ vai mirar em novos alvos. Entre eles estão as fintechs e as corretoras de criptomoedas, que até então atuavam sem um órgão regulamentador específico.

Publicidade

O texto diz que nesses dois segmentos do setor financeiro, respaldado em fatos, há evidências de atividades financeiras ilícitas e que o Coaf, liderado pelo auditor-fiscal da Receita Federal que atuava na força-tarefa da Operação Lava Jato, Roberto Leonel de Oliveira Lima, deve assumir o papel de fiscalização.

“Sobre ambos os segmentos, sempre houve uma forte crença, respaldada em fatos, de que parte dos serviços ofertados esteja apartada do sistema financeiro sendo, inclusive, usados para fins supostamente escusos, como o branqueamento de capitais”, dizem os autores.

O Coaf é responsável por ações de inteligência para prevenir a lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e o financiamento do terrorismo. Com isso, o ministro Sérgio Moro passa a capitanear a luta contra  qualquer atividade ligada ao branqueamento de capitais.


Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
hackers em frente a computadores

Exchange de criptomoedas Rain perde US$ 14,8 milhões em ataque hacker

A exchange disse que já tomou as medidas necessárias e que todas as sua atividades estão funcionando normalmente, inclusive saques
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira