Imagem da matéria: Senadora pró-cripto instala caixa eletrônico de Bitcoin dentro do Senado do México
Senadora Indira Kempis (Foto: Reprodução/Twitter)

Existe agora agora um caixa eletrônico de Bitcoin nos corredores do Senado do México, pronto para ser usado pelos parlamentares e visitantes do prédio. A máquina foi instalada no local na terça-feira (26) pela senadora Indira Kempis, conhecida por ser uma das vozes mais ativas em defesa das criptomoedas no Congresso mexicano.

Indira é uma das defensoras de que o México siga os passos de El Salvador e torne o Bitcoin uma moeda de curso legal na segunda maior economia da América Latina.

Publicidade

Durante a conferência Bitcoin 2022 que aconteceu em Miami no início do mês, Kempis prometeu formalizar a proposta em um projeto de lei que deve ser apresentado ao Congresso nos próximos meses.

Enquanto isso não acontece, ela trabalha para angariar apoiadores para a sua agenda de regular as criptomoedas e popularizar as criptomoedas na região, começando por seus colegas parlamentares.

A senadora escreveu na sua conta oficial no Twitter que o caixa eletrônico instalado no Senado “é para fins educacionais, para inclusão e educação financeira do futuro”.

“Assumimos um grande compromisso com a educação financeira, porque estamos muito felizes em poder apresentar esta alternativa e poder explicar à curiosidade de pessoas que também demonstram muito interesse. Há pessoas no México que neste momento nem sabem o que é bitcoin”, declarou a senadora ao CriptoNotícias.

Publicidade

A máquina pertence à ChainBytes, uma operadora de ATMs de Bitcoin. José Rodríguez, executivo de negócios da empresa, estava na cerimônia de lançamento do ATM no Senado e disse que pretende levar esse mesmo modelo para outras cidades mexicanas, como Monterrey e Guadalajara. 

Segundo dados do Coin ATM Radar, já existem 13 caixas eletrônicos de bitcoin espalhados pelo país.

México e criptomoedas

A instalação do ATM de bitcoin no Senado mexicano aconteceu durante o fórum “Bitcoin: Mexico enfrentando o futuro”, promovido pelo Senador Miguel Ángel Mancera Espinosa. 

Na ocasião, o presidente do Conselho de Coordenação Política, Ricardo Monreal Ávila, estava presente e demonstrou ser um defensor do mercado cripto, dizendo ser necessário promover a regulação para aproveitar os benefícios que essa nova indústria digital pode trazer ao país.

Ele lembrou durante o evento que o México já tem uma Lei Fintech e uma Lei Monetária que precisam ser adaptadas para incluir as criptomoedas e fornecer um quadro legal para a oferta de serviços para a população pelas empresas que hoje já atuam na região.

Publicidade

“Esse mercado crescente já é uma realidade, com ou sem regulamentação, entre os jovens de muitos países. Hoje vamos dar atenção ao Bitcoin”, afirmou ele durante o evento, segundo o portal El Sol de México.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Projeto quer aproveitar contratos inteligentes e tokenização para acelerar os serviços que os bancos centrais oferecem às instituições financeiras globais
Imagem da matéria: PUPS sobe 81% em meio à briga por título de "primeira memecoin" do Bitcoin

PUPS sobe 81% em meio à briga por título de “primeira memecoin” do Bitcoin

A memecoin PUPS se vendeu como a primeira memecoin baseada na rede do Bitcoin, mas nem todos concordam
logo da uniswap com gráficos ao fundo

A semana no Cripto Twitter: Uniswap na mira da SEC e a febre do Bitcoin Runes

O drama jurídico manteve os usuários cripto nervosos esta semana, enquanto a estreia das memecoins em Bitcoin trouxe alguma empolgação
Casa à beira de rio no Butão

Governo de Butão vai intensificar mineração de Bitcoin no Himalaia com investimento de R$ 2,5 bi

O governo do país asiático vai apostar em hardwares de ponta para compensar os efeitos do halving do Bitcoin que acontece este mês