Imagem da matéria: SEC rejeita ETF “puro” de bitcoin da Fidelity e diz que é para proteger investidores
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (ou SEC, na sigla em inglês) rejeitou outra solicitação para um fundo de índice (ou ETF) de bitcoin (BTC) de mercado spot – desta vez, da gestora de ativos Fidelity.

Em um comunicado publicado nesta quinta-feira (27), o órgão regulador americana disse que a solicitação para a Cboe BZX Exchange da Fidelity não forneceu evidências suficientes sobre como evitaria fraudes. A SEC concedeu o mesmo exato motivo para rejeições prévias.

Publicidade

“A Comissão conclui que BZX não atendeu seu ônus sob a Lei de Câmbio e das Normas de Prática da Comissão para demonstrar que sua proposta é consistente com os requisitos da Seção 6(b)(5) da Lei de Câmbio e, em particular, o requisito de que as normas de uma corretora nacional de valores mobiliários sejam ‘criadas para evitar atos e práticas fraudulentos e manipulativos’ e ‘para proteger investidores e o interesse público”, afirmou a SEC.

Um fundo de índice (ou ETF) é um veículo de investimento negociado em bolsa que rastreia o valor de um ativo específico. Um ETF de bitcoin ainda não existe nos EUA porque a SEC está relutante em aprová-lo.

O órgão regulatório afirma que se preocupa com a possível manipulação de preço do mercado de criptomoedas.

Na semana passada, a SEC havia rejeitado a solicitação de um ETF de bitcoin da First Trust Advisors e SkyBridge. Desde novembro, a SEC já rejeitou seis pedidos.

ETFs de futuros de bitcoin existem nos EUA. As ações de tais ETFs não representam o bitcoin como um ativo, e sim contratos que apostam no preço futuro do bitcoin.

Publicidade

Esses contratos são conhecidos como produtos derivativos e são regulados pela Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (ou CFTC).

A empresa de investimentos Fidelity, com sede em Boston, gerencia mais de US$ 4 trilhões em ativos e já lançou um ETF de bitcoin no Canadá. A empresa havia enviado sua solicitação para um ETF de bitcoin à SEC em março de 2021.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
Imagem da matéria: Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

A AllianceBernstein concorda com os analistas do Standard Chartered e acredita que o preço do BTC mais que dobrará nos próximos 18 meses
miniaturas de pessoas minerando bitcoin em meio a pedras e folhagens

Renda de mineradores de Bitcoin cai para menor nível após o halving

A receita dos mineradores de Bitcoin caiu mais que a metade na virada de abril para maio