Imagem da matéria: SEC acusa ex-analista do Goldman Sachs de usar Xbox para passar informações privilegiadas para amigos
Foto: Shutterstock

Um ex-funcionário do Goldman Sachs e do Blackstone Group usou o chat de áudio do Xbox para compartilhar informações privilegiadas sobre uma série de grande negócios para seus amigos, acusou a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) na quinta-feira (28).

A SEC acusou quatro homens de cometer insider trading de títulos com base no conhecimento privilegiado de várias fusões e aquisições de empresas. O Tribunal Distrital dos EUA para o distrito sul de Nova York também colocou acusações criminais de fraude de valores mobiliários contra três dos homens, de acordo com um comunicado da SEC.

Publicidade

“Como alegado em nossa queixa, Anthony Viggiano violou a confiança de seus empregadores ao usar indevidamente seu acesso a informações confidenciais para enriquecer repetidamente e injustamente a si mesmo e a seus amigos”, disse o chefe da unidade de abuso de mercado da SEC, Joseph Sansone.

De acordo com a queixa da SEC, Viggiano possuía informações privilegiadas em seu papel anterior como analista em duas empresas financeiras diferentes. Ele então teria compartilhado esse conhecimento com os amigos Stephen Forlano e Christopher Salamone, bem como com outro indivíduo, Nathan Bleckley. 

Viggiano teria cedido a Forlano alguns dos seus fundos próprios para negociar, em um suposto esforço para reduzir as suspeitas de que Viggiano poderia estar lucrando com o abuso de informação privilegiada. Os outros indivíduos mencionados na denúncia supostamente estavam envolvidos em insider trading com base nas dicas de Viggiano, cada um ganhando milhares de dólares em lucros comerciais como resultado.

Chat do Xbox era o canal

Mas talvez uma das alegações mais surpreendentes no caso seja que Forlano disse a Bleckley para usar chat de áudio do Xbox e transmitiu conhecimento de informações privilegiadas através da plataforma.

Publicidade

Durante uma chamada de áudio do Xbox que a SEC acredita ter ocorrido em ou antes de 31 de agosto de 2022, Forlano supostamente transmitiu informações de Viggiano para Bleckley de que a empresa norte-americana de comércio eletrônico, ChannelAdvisor (ECOM), seria adquirida em breve e compartilhou um preço de ação antecipado para a empresa. 

Depois que Forlano avisou Bleckley sobre a iminente aquisição da ECOM pelo chat do Xbox, Bleckley comprou ações da ECOM, de acordo com a denúncia. Assim que a notícia da aquisição foi tornada pública, o preço das ações da ECOM subiu mais de 55%, de US$ 14,70 para US$ 22,79 na Bolsa de Valores de Nova York. Bleckley então vendeu todas as 1.057 ações e 50 contratos de opção de compra da ECOM, ganhando US$ 23.003 em lucros.

A denúncia também detalha outros supostos incidentes de abuso de informação privilegiada, com Salamone ganhando cerca de US$ 322 mil, Forlano ganhando cerca de US$ 114 mil e Bleckley, bem como outros indivíduos, ganhando cerca de US$ 110 mil em lucros ilícitos totais. 

Embora não esteja claro exatamente como a SEC obteve conhecimento das chamadas de áudio do Xbox como parte de sua investigação em andamento, vale a pena notar que o Xbox não é exatamente o método de comunicação mais amigável à privacidade que existe. Os consoles Xbox podem gravar, compartilhar e gerar relatórios de áudio no jogo e fornecê-los diretamente à Microsoft quando ocorrerem incidentes de comportamento inadequado.

Publicidade

Mas os funcionários do Xbox não estão ouvindo chamadas de áudio e não armazenam conversas, disse Kim Kunes, Gerente Geral de Confiança e Segurança do Xbox ao The Verge em julho.

“A gravação é feita estritamente por meio da funcionalidade de relatórios e está disponível apenas para fins de moderação”, disse Kunes, acrescentando que os clipes gravados não podem ser salvos ou compartilhados separadamente e são excluídos 24 horas após a primeira captura.

A Xbox não respondeu ao contato do Decrypt para comentar se ou como compartilha dados de chamadas com as autoridades.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Cachorro Shiba Inu que inspitou Dogecoin

Kabosu, a cachorrinha que inspirou a Dogecoin, falece aos 18 anos

Kabosu sofria de doença crônica e já era muito idosa; segundo sua dona, a cachorrinha “faleceu silenciosamente”
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
Fazenda de Mineração de criptomoedas Salto del Guairá Paraguai -ANDE

Paraguai usa inteligência artificial para encontrar fazenda ilegal de mineração de Bitcoin

Autoridades apreenderam 176 ASICs em Saltos de Guairá com ajuda de sistema que mede a tensão de redes elétricas