Imagem da matéria: Russo minerou 500 mil Bitcoins em 2011 com computadores da empresa
Foto: Shutterstock

Um funcionário da empresa russa de pagamentos eletrônicos, Qiwi, minerou 500.000 bitcoins, avaliados em US$ 5 milhões em 2011, época do ocorrido, utilizando equipamentos da empresa, afirmou o CEO Sergey Solonin.

Solonin contou o fato enquanto discursava com alunos na faculdade de comunicação ‘Moscow Advanced Communications School’. De acordo com o site russo Rusbase, ele disse que sua experiência que o introduziu a este entendimento.

Publicidade

É que a empresa do executivo tinha apostado num trabalho sobre blockchain do governo russo e havia lançado sua própria subsidiária, a Qiwi Blockchain Technology, em março do ano passado, notou a Coindesk.

Ele explicou, então, o que descobriu. Um de seus desenvolvedores “sequestrava” as máquinas da empresa para minerar bitcoin quando elas não estavam em uso.

Os terminais de autoatendimento (ATM) trabalhavam intensamente durante a noite, o que levantou suspeita da segurança.

Além disso, ele também descobriu que o funcionário havia feito cerca de US$ 5 milhões ao longo de alguns meses.

Este valor, segundo ele, era muito mais do que a empresa tinha lucrado com as máquinas.

“Eu pensei: ‘que coisa louca’, estamos lutando para ganhar 3 centavos nesses terminais e uma mina de ouro está escondida aqui”, disse Solonin.

Publicidade

O funcionário, que não foi revelado o nome, deixou a empresa quando foi ‘convidado’ a entregar o lucro obtido por meio das máquinas, explicou o executivo, que logo após o ocorrido encarregou os funcionários a continuarem com a mineração.

Apesar de Solonin não ter revelado o nome do desenvolvedor espertinho, o fato foi confirmado com a assessoria de imprensa da Qiwi pelo jornal russo Vedomosti.

De acordo com o chefe da Qiwi, na verdade, não houve danos para a empresa:

“Não há perda direta. Tirando a eletricidade que foi usada, que nem era nossa, não houve danos”, afirmou o CEO ao site The Bell na última quarta-feira (25).

Tanto Solonin como a assessoria da Qiwi indicaram que o funcionário perdeu todos os bitcoins em uma exchange que fechou as portas.

Publicidade

Outro caso russo

Enquanto a nova tecnologia das criptomoedas ainda estava engatinhando, muitas pessoas que já sabiam como minerar bitcoin e aproveitavam de equipamentos para minerar criptomoedas secretamente.

No início deste ano, vários cientistas que trabalhavam em uma instalação de pesquisa de armas nucleares russas foram presos por minerarem criptomoedas no local.

Relatórios da Interfax e da BBC indicaram que os cientistas — não identificados — foram entregues ao Serviço Federal de Segurança (FSB) após a descoberta.

“Houve uma tentativa não autorizada de usar instalações de computadores para fins particulares, incluindo a chamada mineração”, disse, na ocasião, um representante do Instituto de Pesquisa Científica para Física Experimental.

A descoberta partiu de uma informação do departamento de segurança do centro de pesquisa que recebeu um alerta de que a máquina tinha sido conectada à internet, pois, por motivos de segurança, o equipamento deveria permanecer off-line.

Publicidade

Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago