Roberto Justus tem R$ 115 mil presos no Bitcoin Banco; apresentador diz que é de cliente

Roberto Justus tem R$ 115 mil como credor no Bitcoin Banco; apresentador nega
(Foto: Reprodução/Band)


O empresário e apresentador de TV Roberto Justus, conhecido por atrações como o reality show O Aprendiz, também figura entre os credores do grupo Bitcoin Banco (GBB).

De acordo com lista atualizada da EXM Partners, empresa responsável pela administração judicial do grupo, o empresário tem um total de R$ 115.663,26 retidos junto à exchange NegocieCoins — uma das companhias de Cláudio Oliveira, dono do GBB.

Roberto Justus fez fama no mercado publicitário, onde fundou o Grupo Newcomm — do qual se desfez em 2018, ao vender sua participação na companhia para a britânica WPP. Desde então, o empresário tem contrato com a TV Bandeirantes, de onde apresenta o reality show O Aprendiz.

Por meio de sua assessoria de imprensa, Justus disse ao Portal do Bitcoin que o valor se refere a uma parte de um pagamento recebido de um cliente, que foi feito em bitcoin. No entanto, afirmou que “já se resolveu” com esse cliente e nada tem a ver com o valor que consta em seu nome junto à NegocieCoins.

O empresário também acrescentou que não investe e tampouco tem interesse em investir em bitcoin.

Passivo bilionário

A administradora da massa semifalida do GBB, que entrou em recuperação judicial em novembro de 2019, aponta que a dívida total das empresas de Cláudio Oliveira é de R$ 2,7 bilhões.

Esses valores estão bem acima do que o grupo admitia inicialmente, na casa dos R$ 500 milhões.



A discrepância com as informações fornecidas inicialmente pelo Grupo Bticoin Banco levou a EXM a solicitar novas informações. A empresa semifalida, no entanto, não atendeu aos pedidos.

O grupo de credores inclui pessoas com trânsito no universo cripto e grandes empresas. Entre elas estão a Amazon, o escritório de advocacia Nelson Willians e EY, antiga Ernst & Young.

Ataque hacker e ‘recado’ a Oliveira

Nesta quinta-feira (30), as plataformas de duas empresas do GBB, a NegocieCoins e a Zater, foram alvo de um ataque virtual que expôs dados de clientes.

O episódio representou mais um capítulo na derrocada do grupo de Cláudio Oliveira, que já foi chamado de “Rei do Bitcoin”. O ataque ainda deixou uma mensagem, na qual dizia que o lugar do empresário é na cadeia.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br