Imagem da matéria: Relatório da Glassnode vê holders de Bitcoin pouco preocupados com preços abaixo de US$ 40 mil
(Foto: Shutterstock)

Investidores de Bitcoin (BTC) passaram por outra fraca semana à medida que os preços caíram abaixo de US$ 40 mil, retrocedendo completamente após o rali de março. Preços haviam atingido um auge de US$ 41.446 no início da última semana, antes de caírem para uma nova baixa local de US$ 38.729.

O mercado de bitcoins continua bastante relacionado aos mercados tradicionais de ações que, por sua vez, sofreram para alcançar uma oferta contínua, confrontados com diversos obstáculos macro.

Publicidade

O atual ambiente de mercado, como um todo, está passando por uma rápida mudança, pois uma ampla gama de mercados de commodities está quebrando novos recordes, rendimentos de títulos estão sendo negociados a preços bem mais altos, além de disrupções cada vez piores nas cadeias de suprimento e com índices de inflação em destaque.

Por ser um mercado relativamente novo, negociado globalmente e bastante ativo, não é surpreendente que o preço do Bitcoin geralmente reaja a um vasto escopo de forças de mercado.

Absorver informações de diversos segmentos do mercado é bastante desafiador. No entanto, se considerarmos que o bitcoin é um ativo que parece estar respondendo cada vez mais a amplas forças de mercado, então um estudo sobre o comportamento de retenção (ou “holding”) do ativo pode fornecer uma visão condensada sobre as decisões de investimento e o sentimento de outros participantes de mercado.

Nesta análise, a Glassnode se aprofunda em dois grupos importantes de holders de Bitcoin, definidos com base em sua probabilidade estatística de gastar suas moedas: holders a longo prazo e holders a curto prazo.

Publicidade

Ao analisar esses dois grupos, é possível identificar padrões de holding, potencial de capitulação (desistência de ganhos anteriormente obtidos pela venda de posições em épocas de queda) e se riscos e oportunidades podem ser identificados por meio do estudo de seu comportamento como um todo.

Preço do bitcoin na décima sexta semana do ano (Imagem: Glassnode)

Zona de valor para investidores

Nas análises mais recentes, a Glassnode explorou como a zona de preço entre US$ 35 mil e US$ 42 mil do bitcoin teve fluxos de entrada bastante significativos de demanda por investidores, conforme um número maior de moedas foi negociado nessa faixa de preço.

O que ainda veremos é uma continuação do impulso da demanda para a saída dessa faixa e, como consequência, continuará atuando como uma fonte de gravidade no mercado.

Nos próximos dois gráficos, é analisada a forma como a distribuição de preço do fornecimento de moedas mudou entre a baixa de US$ 33 mil, registrada em 22 de janeiro de 2022, e atualmente.

Publicidade

O atual preço baixo de US$ 33 mil foi definido em 22 de janeiro, colocando uma pausa na queda de preços durante dois meses e meio desde a alta recorde registrada em novembro de 2021.

No dia 22 de janeiro, a faixa de preços em que o fornecimento de bitcoin havia sido transacionado estava relativamente bem distribuída entre US$ 35 mil e US$ 63 mil (na análise técnica, pense nessa faixa como um perfil de volume em blockchain).

Existia uma demanda relativamente constante para o Bitcoin, tanto para cima (entre agosto e novembro de 2021) como para baixo (entre novembro de 2021 e janeiro de 2022).

Distribuição de preço realizado de transações não gastas (UTXO) em bitcoin (URPD): 22 de janeiro de 2022 (Imagem: Glassnode)

Ao compará-la (cor azul) à atual distribuição de preço de moedas, é possível identificar que:

uma enorme quantia do fornecimento de moedas foi reacumulada entre US$ 38 mil e US$ 45 mil, que é a principal faixa de preço da atual consolidação de mercado.

cor azul: boa parte do perfil de volume registrado em 22 de janeiro continua intacta. Apesar de outros dois meses e meio de consolidação lateral, grande parte do mercado parece não querer gastar ou vender suas moedas, mesmo mantidas em prejuízo. Isso sugere que HODLers insensíveis ao preço retêm boa parte do fornecimento: US$ 40 mil.

Publicidade

cor verde: moedas que foram redistribuídas com lucro desde a baixa de US$ 33 mil parecem vir principalmente de compradores na queda (entre US$ 32 mil e US$ 36 mil), bem como um volume considerável de cerca de 60 mil BTC na faixa de preço entre US$ 3 mil e US$ 4 mil.

cor vermelha: focos de redistribuição em prejuízo aconteceram à medida que compradores que adquiriram bitcoins após o preço recorde em novembro perceberam que a queda ainda não tinha acabado e realizaram prejuízos durante essa queda.

A principal observação é que o padrão tanto dos lucros como dos prejuízos realizados nos últimos dois meses e meio sugere que investidores continuam considerando a faixa de US$ 35 mil a US$ 42 mil como uma zona de valor para a acumulação.

Distribuição de preço realizado de transações não gastas (UTXO) em bitcoin (URPD): 18 de abril de 2022 (Imagem: Glassnode)

Agora, será definido o limite entre holders a curto e longo prazo de 155 dias que, neste momento, está posicionado logo após a alta recorde em novembro. Resumidamente:

quase todas as pessoas que adquiriram bitcoin após a alta recorde são holders a curto prazo. Esse grupo é o mais propenso a gastar suas moedas em uma reação à volatilidade do mercado.

quase todas as pessoas que adquiriram bitcoin antes da alta recorde são holders a longo prazo. Esse grupo é o menos provável de gastar suas moedas, preferindo acumulá-las em antecipação ao próximo mercado macro de alta.

Publicidade

O gráfico abaixo apresenta o perfil de volume atual, mas dividido entre esses grupos de holders de curto prazo (cor vermelha) e longo prazo (cor azul). É possível concluir que:

Holders a curto prazo (cor vermelha): Poucos continuam entre US$ 50 mil e US$ 60 mil, sugerindo que grande parte dos “principais compradores” provavelmente já realizaram capitulações. Por outro lado, uma enorme parte da demanda por holders a curto prazo está agrupada entre US$ 38 mil e US$ 50 mil, afirmando que investidores continuam enxergando valor nessa faixa de preço (novos compradores).

Holders a longo prazo (cor vermelha): Continuam mantendo 15,2% do fornecimento de moedas em prejuízo, pois moedas estão sendo retiradas a preços acima de US$ 60 mil. Esses investidores enfrentaram uma volatilidade significativa, mas continuam retendo suas moedas. Esse comportamento sustenta a noção de que esses investidores são um grupo relativamente insensível ao preço e continua sendo os menos propensos a exercer pressão de venda.

Distribuição de preço realizado de transações não gastas (UTXO) em bitcoin (URPD) por holders a curto e longo prazo: 18 de abril de 2022 (Imagem: Glassnode)

Crescimento histórico de prejuízos não realizados

Agora que as diversas faixas de preço nas quais investidores retêm suas moedas foram traçadas, é possível aprofundar ainda mais no perfil de risco de outra pressão de venda. O gráfico abaixo apresenta a proporção de moedas retidas em prejuízo por holders a longo prazo (cor azul) e holders a curto prazo (cor vermelha).

É possível ver uma divisão quase uniforme de 15,2% (holders a longo prazo) e 15,0% (holders a curto prazo), com um total de 30,2% do fornecimento de moedas mantido em prejuízo.

A atual rentabilidade de mercado é bem melhor do que era nos mercados de baixa de 2018 ou 2020. Nessa época, apenas holders a longo prazo tinha mais de 25% do fornecimento de moedas em prejuízo.

Além disso, é possível notar um aumento macro de moedas mantidas pelos holders de longo prazo menos sensíveis ao preço (setas na cor preta). É resultado da acumulação e das aquisições de valor por holders a longo prazo enquanto estes também estão dispostos a aguentar qualquer outras quedas de preço que vierem a seguir.

Porém, pode-se perceber que, já em comparação ao período entre maio e julho de 2021, a rentabilidade do mercado está em uma posição pior, pois holders a longo prazo estão retendo bem mais fornecimento em prejuízo em comparação a esse período.

Fornecimento de bitcoins mantidos em lucro/prejuízo por holders a longo e curto prazo (Imagem: Glassnode)

Pode-se construir um oscilador (escore Z) para a taxa de variação das moedas mantidas em prejuízo por holders a longo prazo. Aqui, tenta-se calcular a rapidez em que a rentabilidade do mercado está mudando. De forma simplificada:

Esse oscilador será positivo quando muitas das moedas de holders a longo prazo estiverem voltando para níveis de lucro. Será resultado de ralis de preço após uma forte acumulação por holders a longo prazo.

Esse oscilador será negativo quando muitas das moedas de holders a longo prazo estiverem em níveis de prejuízo. Será resultado de quedas no preço e holders a longo prazo serão pegos de surpresa por uma correção de mercado.

Nota-se que a recente correção impulsionou um volume historicamente significativo de moedas de holders a longo prazo para um prejuízo não realizado. Significa que a quantidade de compras entre agosto e novembro, que agora se tornou um HODLing desvalorizado, é uma das maiores da História.

Muitos holders a longo prazo foram impedidos por essa correção. Outros exemplos de altos registros como esse geralmente surgem no fim de mercados de baixa — muitos precedem um evento final e agitado de capitulação.

Dinâmicas no fornecimento por holders a longo e curto prazo (Imagem: Glassnode)

Ao mudarmos o foco para holders a curto prazo, é possível ver que existe um padrão similar. O enorme valor positivo registrado em outubro de 2021 é similar ao rali de 2019, quando boa parte do mercado voltou a gerar lucros em um período de tempo relativamente curto (A).

O que aconteceu em ambos os exemplos (B) foi uma queda longa e dolorosa que fez todos os compradores que acreditavam que o mercado de baixa havia terminado terem prejuízos não realizados. Tanto as tendências de mercado de baixa de 2019 como as atuais são historicamente significativas nessa métrica. 

A lição desta análise é que um volume historicamente grande de investidores que estavam ativos entre agosto de 2021 e janeiro de 2022 viram o preço de mercado despencar abaixo de sua base de custo, que gerou uma enorme redistribuição do fornecimento de bitcoin para novos investidores.

Dinâmicas no fornecimento por holders a longo e curto prazo (Imagem: Glassnode)

Já houve uma capitulação?

A noção de capitulação por investidores é bastante compreendida e debatida nos mercados e geralmente precipita o fim de uma tendência de mercado de baixa. Eventos de capitulação são geralmente caracterizados como uma perda completa e total de confiança, enorme pressão de venda e alto volume que expulsa todo e qualquer “urso” do mercado.

Em um rápido resumo, pôde-se constatar que:

– grande parte dos investidores que possuem moedas adquiridas acima de US$ 40 mil são holders a longo prazo (pré-alta recorde) e enfrentaram uma volatilidade significativa. Isso sugere que são HODLers insensíveis ao preço e menos propensos a aplicar pressão de venda.

– a maioria dos holders a curto prazo que adquiriram moedas após a alta recorde, e acima de US$ 50 mil, já capitularam e redistribuíram suas moedas. Essa pressão de venda já se esgotou bastante.

– investidores continuam vendo valor entre US$ 35 mil e US$ 42 mil à medida que tendências de acumulação continuam bem positivas nessa região, apesar de ainda não terem força para subirem (ou descerem).

– a taxa em que moedas de holders a longo e curto prazo caem em um prejuízo não realizado durante essa correção é historicamente significativa, sugerindo que a confiança e a convicção de investidores em bitcoin já foi completamente testada.

Agora, a pergunta é: com tanto sofrimento financeiro já enfrentado pelo mercado, o que é preciso para precipitar um êxodo final de capitulação?

Ao analisar a taxa de queda da capitalização realizada por holders a curto prazo (via base de custo e escore Z), é possível notar que essa taxa caiu por outra margem histórica.

A magnitude de prejuízos realizadas por holders a curto prazo só havia registrado uma magnitude similar duas vezes no passado, que aconteceram nas piores fases do mercado de baixa de 2018.

Com essa métrica, uma capitulação por holders a curto prazo já aconteceu e é duas vezes mais severa do que na queda de US$ 29 mil em julho de 2021.

Variação de posição líquida da capitalização realizada em bitcoin por holders a curto prazo (escore Z) (Imagem: Glassnode)

Ao aplicar o mesmo estudo a holders a longo prazo, é possível notar algo ainda mais impressionante. O grau em que o preço realizado por holders a longo prazo (atualmente negociado em US$ 14,6 mil) caiu é o mais drástico da História e é sem igual.

Existem apenas três mecanismos pelos quais a capitalização realidade de holders a longo prazo pode cair:

1. Enormes volumes de moedas estão cruzando o limite de duração de 155 dias e têm um preço bem mais baixo de aquisição do que o agregado. Isso é comum após períodos de alta acumulação. Dado que o limite de 155 dias está na alta recorde de novembro, esse mecanismo não pode ser o principal contribuidor, pois as moedas que estão amadurecendo agora terão uma base de custo muito superior a US$ 14,6 mil.

2. Holders a longo prazo existentes estão aumentando seu saldo a preços que são menores do que sua base de custo média e pessoal. Esse é um mecanismo plausível para a turma de holders a longo prazo de 2021, que têm uma base de custo superior a US$ 40 mil. No entanto, esse mecanismo é um contribuidor insuficiente dado que o preço total realizado por holders a longo prazo é bem menor: a US$ 14,6 mil.

3. Holders a longo prazo que mantiveram suas moedas a uma base de custo bem superior ao preço total (US$ 14,6 mil) estão capitulando. Estão deixando o grupo de holders a longo prazo e redistribuindo suas moedas a novos compradores — que vão se tornar holders a curto prazo. Remove moedas com uma alta base de custo do total, dando mais peso a moedas com bases de custo bem mais baratas (como moedas de ciclos anteriores).

O terceiro item é o mecanismo mais provável, pois sinaliza que muitos holders a longo prazo que foram pegos de surpresa pela atual correção agora capitularam e saíram do mercado, deixando as moedas nas mãos de compradores que enxergam valor entre US$ 35 mil e US$ 42 mil.

Variação de posição líquida da capitalização realizada em bitcoin por holders a longo prazo (escore Z) (Imagem: Glassnode)

Conclusões

O mercado de bitcoins é global e é negociado 24 horas por dia durante sete dias por semana, tornando-se altamente responsivo a condições macroeconômicas, choques e correlações a ativos tradicionais, como ações e títulos.

À medida que o atual ambiente está enfrentando seus obstáculos, a análise em blockchain de participantes do mercado de bitcoins pode fornecer percepções sobre o sentimento e as decisões de um grupo de investidores contrários.

Nos últimos cinco meses, foi possível notar uma correção de mais de 50% que parece ter embaralhado bastante a estrutura de propriedade de BTC. Grande parte dos holders a longo prazo com moedas compradas acima de US$ 50 mil parecem completamente inabalados enquanto outros já se foram, registrando uma taxa historicamente significativa.

Muitos investidores estão no aguardo de uma capitulação completa e total do mercado, que pode estar se aproximando dado o volume de moedas mantidas em prejuízo e a fraca estrutura de preços.

Porém, debaixo dos panos, parece que uma enorme leva do mercado já capitulou, de forma estatisticamente significativa, e um resiliente fluxo de entrada de demanda, em uma faixa entre US$ 35 mil e US$ 42 mil, absorveu tranquilamente essas vendas em sua totalidade.

Sobre o autor

Glassnode é a maior provedora de dados e inteligência de blockchain que gera métricas e ferramentas on-chain para quem realmente quer entender o mercado de criptomoedas.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização da Glassnode.

VOCÊ PODE GOSTAR
Mãos humanas e robótica tocam as pontas dos dedos

Novo modelo de Inteligência Artificial do Alibaba que desafia Meta e OpenAI

O mais recente modelo de Inteligência Artificial de código aberto supera o LLama3 da Meta, posicionando-se como um forte concorrente na corrida da IA
Make america great again meme Donald Trump by Decrypt

Carteira cripto de Donald Trump chega a US$ 30 milhões com fãs lhe doando memecoins

O ex-presidente acumulou US$ 30 milhões em criptomoedas depois que a equipe da memecoin Trump Frog (TROG) lhe enviou metade do suprimento
Imagem da matéria: ETF de Bitcoin da BlackRock supera 300 mil BTC sob gestão

ETF de Bitcoin da BlackRock supera 300 mil BTC sob gestão

Na semana passada, o ETF de Bitcoin da BlackRock já havia superado o da Grayscale e se tornado o maior do mercado em ativos sob gestão
moeda do bitcoin com o logo da microstrategy ao fundo

MicroStrategy quer arrecadar US$ 500 milhões com notas conversíveis para comprar mais Bitcoin

A empresa de Michael Saylor já é a maior detentora corporativa de Bitcoin, com participações que excedem 1% da oferta circulante de BTC