Imagem da matéria: Regulador obriga corretora a parar de oferecer maior stablecoin do mundo para clientes
Foto: Shutterstock

A corretora criptomoedas Crypto.com não vai mais oferecer a negociação de Tether (USDT), a maior stablecoin do mundo por capitalização de mercado, aos clientes do Canadá.

“A Crypto.com retirou o USDT para usuários no Canadá de acordo com as instruções da Comissão de Valores Mobiliários de Ontário (OSC) como parte de nosso compromisso de pré-registro para uma licença de revendedor restrita”, disse um porta-voz da Crypto.com ao Decrypt.

Publicidade

Os usuários canadenses da exchange foram notificados sobre a mudança na política da empresa através de um e-mail enviado nesta terça-feira (10), quando imagens do aviso de exclusão começaram a circular no Reddit e Twitter.

O aviso afirmava que o suporte da Crypto.com ao USDT terminaria em 31 de janeiro, sem declarar especificamente que os usuários do Canadá seriam afetados apenas, gerando confusão generalizada nas redes sociais.

A exchange alertou os usuários de que todas as negociações, depósitos e saques não serão permitidos com o ativo em questão após o prazo final. “Tome medidas urgentes para revisar seu saldo em USDT e quaisquer outras medidas necessárias”, recomenda o aviso.

Quaisquer saldos restantes em USDT seriam “automaticamente” convertidos em USD Coin (USDC) da Circle, outra stablecoin que rastreia o preço do dólar. A corretora também afirmou que a recuperação de depósitos em USDT feitos após o prazo, pode não ser possível ou justificar a cobrança de taxas adicionais.

Publicidade

Tether (USDT) é a terceira maior criptomoeda por capitalização de mercado e a maior stablecoin do setor, com um valor total de cerca de US$ 66 bilhões. A USD Coin está atualmente em segundo lugar entre as stablecoins com quase US$ 43 bilhões em valor de mercado.  

As stablecoins desempenham um papel fundamental no ecossistema cripto, dando às pessoas a opção de trocar criptomoedas por uma reserva de valor mais estável sem precisar os converter ativos em dinheiro fiduciário, como o dólar ou real.

O que dizem os reguladores canadenses

A decisão da Crypto.com de excluir a Tether segue o esclarecimento regulatório de dezembro emitido pela Canadian Standards Association (CSA) e publicado no site dos reguladores.

“A CSA continua monitorando e avaliando a presença e o papel das stablecoins no mercado de capitais canadense. Como resultado desse trabalho em andamento, o CSA acredita que as stablecoins, ou acordos de stablecoin, podem constituir valores mobiliários e/ou derivativos”, diz trecho da publicação.

Publicidade

A postagem enfatizou que as corretoras de criptomoedas registradas no Canadá são “proibidas de permitir que clientes negociem ou obtenham exposição a qualquer criptoativo que seja um título e/ou um derivado”.

Além disso, a atualização afirmou que as exchanges de criptomoedas registradas no país são responsáveis por ter seus próprios sistemas e procedimentos para determinar se um ativo digital é um valor mobiliário ou derivativo.

Procurada, a equipe da Tether não respondeu ao pedido de comentário.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.co.

  • Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Notcoin: Jogo cripto do Telegram promete voltar com grandes mudanças após airdrop

Notcoin: Jogo cripto do Telegram promete voltar com grandes mudanças após airdrop

O jogo viral do Telegram, Notcoin, está planejando voltar ao ar após o airdrop de 20 de abril
Celular com logotipo da Receita Federal sobre notas de reais

Tokenização de ativos enfrenta área cinzenta na declaração de Imposto de Renda |Opinião

Para o autor, a declaração de tokens que representam recebíveis, e outros ativos do mundo real, devem mudar nos próximos anos
Imagem da matéria: Como saber o dia e hora que vai acontecer o halving do Bitcoin?

Como saber o dia e hora que vai acontecer o halving do Bitcoin?

O halving, que ocorre a cada 210 mil blocos do Bitcoin, está previsto para acontecer em abril, mas o momento exato segue mudando; entenda
Imagem da matéria: Confira 3 criptomoedas que podem disparar com o halving do Bitcoin

Confira 3 criptomoedas que podem disparar com o halving do Bitcoin

O halving pode atrair a atenção dos investidores para projetos alternativos criados no ecossistema do Bitcoin