Imagem da matéria: "Recomendamos que vocês saquem tudo", avisa projeto DeFi após ataque suspeito
Foto: Shutterstock

O Bent Finance é o mais recente projeto de finanças descentralizadas (DeFi) a sofrer um ataque hacker neste mês de dezembro que, no curto espaço de tempo, já viu outras cinco explorações semelhantes acontecerem.

Na noite de segunda-feira (20), a equipe do projeto de staking de criptomoedas disse que estava investigando um possível ataque e afirmou num primeiro momento que nenhum fundo havia sido roubado. Mesmo assim, desativou as reivindicações de recompensas do protocolo. 

Publicidade

Poucas horas depois, o projeto voltou para confirmar a exploração. Dessa vez, recomendou que os investidores que participavam de seus pools sacassem as criptomoedas assim que possível.

“Há uma exploração ativa nos pools do Bent. Recomendamos que vocês saquem do protocolo até novo aviso. Não vamos a lugar nenhum e vamos nos recuperar de uma forma ou de outra”, escreveu o projeto no Twitter.

Até o momento, o  Bent Finance não revelou a quantia roubada no ataque, mas o investigador Joe McGill da empresa de inteligência blockchain TRM Labs, identificou que o hacker foi capaz de desviar 440 ETH do projeto, cerca de R$ 10 milhões na atual cotação do Ethereum.

Possível “rug pull”

Apesar da garantia da Bent Finance que o problema será resolvido, investigações paralelas feitas por outros membros da comunidade levantaram suspeitas de golpe.

Publicidade

A empresa de segurança blockchain PeckShield rastreou o caminho do dinheiro desviado dos pools e identificou que o ataque partiu do próprio endereço mãe do Bent Finance. 

“Localizamos a transação do hack, que curiosamente foi enviada pelo Bent Finance: Deployer!!! O que está acontecendo?!”, questionou a empresa dando a entender que o hack teria sido uma ação interna.

Ao PeckShield, o Bent Finance disse que viu a mesma movimentação na blockchain e que só havia notado agora que seu endereço deployer havia sido explorado 20 dias atrás. “Temos vários membros nesta equipe e faremos a coisa certa”, prometeu. 

A constatação levantou na comunidade a suspeita de que o Bent Finance estaria falsificando o ataque. A prática já se tornou famosa no mercado cripto por projetos fraudulentos que aplicam puxões de tapete (“rug pull”) —golpe em que a equipe por trás do protocolo desaparece com o dinheiro dos investidores.  

Publicidade

Após a notícia do ataque, o preço da criptomoeda nativa do projeto, BENT, entrou em queda livre. De acordo com o CoinMarketCap, a cotação do ativo desabou de US$ 13,89 para US$ 4,03 em poucas horas, uma desvalorização de 70%.

Atualmente o BENT recupera seu preço para US$ 7,50, praticamente a metade do seu topo histórico de US$ 15,96 alcançado dois dias atrás.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Nova operação da Polícia Federal apura crimes ligados às investigações da operação Daemon, de 2021, que prendeu o “Rei do Bitcoin”, Claudio Oliveira
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Policial algemando suspeito durante a noite

Suspeito de roubar quase R$ 10 milhões da Pump.fun é preso em Londres

Jarett Dunn, ex-funcionário da plataforma Pump.fun, foi preso na Inglaterra acusado de golpe de quase R$ 10 milhões
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).