Imagem da matéria: Receita dos EUA intima exchange a revelar nomes de clientes para cobrar impostos
Foto: Shutterstock

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) autorizou na quarta-feira (5) a Receita Federal do país (IRS) a intimar a exchange Kraken a revelar a identidade de contribuintes que transacionaram pelo menos US$ 20 mil em criptomoedas entre 2016 a 2020. A empresa-mãe da corretora, a Payward Ventures, também foi citada no documento.

Segundo comunicado do órgão, localizar esses usuários é parte de uma investigação para “identificar e corrigir a obrigação de imposto de renda federal” no período indicado.

Publicidade

“Aqueles que transacionam com criptomoeda devem cumprir suas obrigações fiscais como qualquer outro contribuinte”, disse o procurador-geral interino David Hubbert, da Divisão de Impostos do DoJ.

De acordo com ele, a ação é um passo importante para garantir que os proprietários de criptomoedas estejam seguindo as leis tributárias.

Para o comissário do IRS, Chuck Rettig, “não há desculpa para os contribuintes continuarem a deixar de relatar a renda auferida e os impostos devidos por transações em moeda virtual”.

Essa convocação, completou, é parte do esforço do governo para “descobrir quem está tentando se esquivar de suas obrigações justas”.

Publicidade

Circle e Poloniex

Ainda segundo o DoJ, no mês passado o mesmo ocorreu com a Circle, fintech de pagamentos com sede em Massachusetts e dona da exchange de criptomoedas Poloniex.

Em ambos os casos, a Justiça disse que a criptomoeda é uma representação digital de valor e como suas transações podem ser difíceis de rastrear devido a suas características  fundamentalmente anônimas, os contribuintes podem usá-las para ocultar a renda tributável do IRS.

O IRS também já emitiu orientações sobre as consequências fiscais do uso de moedas virtuais. De acordo com o órgão, as moedas virtuais que podem ser convertidas em moeda fiduciária são consideradas bens para fins fiscais.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Estátua da justiça e martelo de juiz à frente de bandeira do Canadá

Canadá multa Binance em R$ 22,5 milhões por violar as leis de combate à lavagem de dinheiro 

Agência do governo menciona falta de registro e ausência de relatório de transações enquanto corretora operou no país
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas