Imagem da matéria: Projetos de lei para congelamento de preços podem provocar falta de produtos, diz Cade
Foto: Shutterstock

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) se posicionou contra dois projetos de lei que que propõem a regulação de preços de medicamentos durante pandemia do coronavírus. Os PLs 1.008/2020 e 881/2020 estão em andamento na Câmara e no Senado, respectivamente.

Por meio de notas técnicas, o Cade externou suas preocupações com os efeitos negativos que as novas regras podem trazer — na economia e no abastecimento. A análise das proposições foi feita pelo Departamento de Estudos Econômicos do órgão (DEE/Cade).

Publicidade

Cade pediu cautela

O Cade analisou as propostas que tratam do congelamento de preços de medicamentos e do estabelecimento de teto máximo de preços para itens essenciais. A vigilância de preços, segundo o órgão, ficaria por conta dos Ministérios da Economia e da Justiça e Segurança Pública.

Sobre o Projeto de Lei n° 881, de 2020, do senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP) — que “Dispõe sobre o congelamento de preços de medicamentos durante a vigência da Pandemia de Coronavírus” — o Cade diz que tal medida pode gerar efeitos indesejados no setor.

De acordo com a nota técnica, o órgão diz que diversos pontos que precisam ser vistos com cautela, pois pode haver efeitos adversos sociais ao se estabelecer o congelamento almejado.

Além disso, o órgão ressalta inclusive que já existe regulação específica sobre precificação de medicamentos no Brasil.

“A regulação de preços teto atual não é isonômica e trata desigualmente empresas em posição idêntica. Eventual congelamento de preços tenderia a reforçar este tratamento pouco isonômico cristalizado na regulação setorial”, diz a nota.

Publicidade

Medidas podem afetar abastecimento

A proposta do deputado federal Túlio Gadêlha (PDT/PE), conhecido por ser o namorado da apresentadora Fatima Bernardes, por meio do PL Nº 1008/2020, que “Dispõe sobre o controle do Estado no combate à manipulação e ao abuso de preços em casos de decretação de Pandemia ou Estado de Calamidade Pública”, também foi vista com preocupação.

De acordo com Gadêlha, os preços devem ser com base no “valor médio de mercado com base nos 90 dias que antecederam a decretação da pandemia”.

Conforme explica a nota técnica, a criação de um teto sobre itens considerados essenciais diante do coronavírus pode gerar problemas. Um deles, segundo o órgão, seria na provisão de medicamentos, máscaras e álcool em gel.

Portanto, o Cade pede que haja cautela na adoção desse tipo de solução. Segundo o órgão, “nesse caso também pode haver efeitos negativos como o desabastecimento do mercado”.

Publicidade

Em resumo aos dois projetos, o Cade disse que, caso se confirmem as propostas, pode surgir um cenário pior em termos econômicos do que a possibilidade de permissão da flutuação dos preços.

“Há que se considerar que congelamentos de preços ou estipulações de preços teto podem ter forte efeito negativo, como desincentivo à produção, à distribuição e à comercialização de bens, caso existam aumentos de custos não acompanhados por possibilidade de repasses do referidos aumentos de custos aos preços”, concluiu.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Policiais federais fotografados de costas

PF e Receita Federal caçam grupo suspeito de lavagem de dinheiro com criptomoedas

Policiais federais e auditores-fiscais se mobilizaram em quatro estados para cumprir mandados de prisão, busca e apreensão em um esquema de importações ilegais
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo
Imagem de Glaidson Acácio dos Santos, mais conhecido como Faraó do Bitcoin

Gilmar Mendes mantém prisão de Glaidson Acácio dos Santos, criador da GAS Consultoria

A defesa do ‘Faraó do Bitcoin’ alegou problemas psiquiátricos e uso de medicamento controlado, além de questionar a jurisdição acerca da competência para os processos
logo do bitcoin em cima de livro

Goiânia recebe lançamento do livro “101 Perguntas Sobre Bitcoin”

A obra da Editora Portal do Bitcoin escrita pelo engenheiro Breno Brito serve como um guia para compreensão da criptomoeda mais popular do mundo; veja como participar