Imagem da matéria: Presidente da Genbit, empresa alvo do Ministério Público, pede perdão a investidores
Responsáveis pelas empresas Gensa: Nivaldo Gonzaga (e) e o filho, Gabriel Tomaz Barbosa. (Foto: reprodução)

O presidente da Genbit, Nivaldo Gonzaga, divulgou um comunicado no qual “pede desculpas” aos investidores pelos problemas envolvendo a empresa nos últimos meses.

O texto de Gonzaga, obtido pelo portal Livecoins, se refere à ação civil pública movida pelo Ministério Público de São Paulo no valor de R$ 1 bilhão contra a Gensa Serviços Digitais – empresa que representa o Grupo Tree Part, ao qual pertence a Genbit.

Publicidade

“Compreendo que todas as turbulências passadas vêm causando muitos aborrecimentos aos senhores, muito embora nunca foi essa minha intenção, todavia reconheço e peço-lhes perdão”, falou o empresário.

Gonzaga diz ainda no texto que o processo aberto pelo Ministério Público paulista será uma “oportunidade” para o grupo empresarial.

“Essa ação do MP servirá para o bem, pois podemos provar de uma vez por todas aos órgãos estaduais e federais que o Grupo Tree Part/GenBit sempre trabalhou dentro das leis brasileiras”.

Segundo a ação do MP, o grupo do qual a Genbit faz parte fazia propaganda por meio de redes sociais como YouTube e Facebook. As plataformas ofereciam um contrato de investimento coletivo num modelo de negócio sem transparência e com promessa de rendimentos de até 15% ao mês.

Publicidade

Pagamentos atrasados e ação do MP

Apesar do pedido de desculpas de Gonzaga, a Genbit já está há quatro meses sem pagar seus afiliados – estimados em 45 mil.

Diante do calote, a empresa abandonou as operações com bitcoin e lançou uma criptomoeda própria, a Treep Token (TPK) – tática semelhante à adotada por Minerworld e Unick Forex, dois esquemas que também lesaram milhares de pessoas.

A empresa afirmou ainda que pretende fazer os pagamentos em dez vezes, a partir de março de 2020 – prazo no qual espera que a TPK se valorize.

O calote nos investidores é um dos motivadores da ação do Ministério Público paulista contra a Gensa. O valor de R$ 1 bilhão se refere ao prejuízo estimado que as empresas do grupo geraram junto aos 45 mil investidores.

Publicidade

O MP pediu ainda a condenação dos envolvidos. Outras cinco empresas estão incluídas na ação.

Junto com outros braços da Gensa, como a Zero10Club, a Genbit foi denunciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por oferta irregular de investimentos. Na prática, esse alerta significa o reconhecimento do negócio como esquema de pirâmide financeira.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Brasileiro perde R$ 100 mil ao acreditar que ganharia lucro de 87% em duas horas com criptomoedas 

Brasileiro perde R$ 100 mil ao acreditar que ganharia lucro de 87% em duas horas com criptomoedas 

O golpe envolve várias empresas de fachada e foi divulgado por uma falsa influenciadora digital de finanças
Logotipo do token CorgiAI

Mercado Bitcoin lista token CorgiAI

O ativo é ligado a projeto que usa utiliza inteligência artificial para criar uma comunidade de entusiastas no ecossistema cripto
Imagem da matéria: Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Times de futebol vão distribuir NFTs ao longo do Brasileirão; Veja como ganhar

Atlético-MG, Bahia, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Internacional, São Paulo e Vasco da Gama são times que integram a nova campanha da Chiliz
Tela de celular mostra logo da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil CVM

CVM ganhou R$ 832 milhões com multas aplicadas em 2023, um aumento de 1.791%

A autarquia também registrou o maior número de casos julgados desde 2019