Gráfico mostra o Bitcoin caindo
Shutterstock

As principais criptomoedas do mercado, Bitcoin e Ethereum, mudaram de rota e entraram em queda no final da manhã desta sexta-feira (11), com desvalorizações de até 5% em um curto período de tempo. As quedas parecem ter  sido motivadas pela notícia de que a FTX, a corretora de criptomoedas de Sam Bankman-Fried (SBF), entrou com pedido de recuperação judicial do tipo “Chapter 11” nos EUA.

O Bitcoin (BTC), que chegou a avançar 3,8% nesta manhã de sexta, cai cerca de 3% no momento em que este texto foi produzido. A maior criptomoeda do mercado está sendo negociada em US$ 16.900 (cerca de R$ 90.300), segundo dados na plataforma do Coinmarketcap..

Publicidade

Vale lembrar que na quinta-feira, o BTC chegou a subir mais de 13% e encostar em US$ 18 mil após a divulgação do relatório de inflação ao consumidor nos EUA, o chamado CPI.

O Ethereum (ETH), que também começou  o dia com alta de 7,7% e valendo US$ 1.272, enfrenta agora uma queda de aproximadamente 2%, sendo negociado na faixa de US$ 1.260 (cerca de R$ 6.600).

O token da FTX, FTT, que junto com SBF é protagonista na atual crise do mercado, continua em derrocada após ameaçar uma recuperação. No momento do texto, o FTT é negociado em US$ 2,90 e enfrenta uma queda na casa dos 15%.

Aprenda a ganhar dinheiro com Cripto. Você pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Garanta sua vaga aqui!

VOCÊ PODE GOSTAR
Três policiais na porta de suspeito de tráfico de drogas no MT

Servidor que usava sistema de secretaria para vendas de drogas com criptomoedas na dark web é preso no MT

A plataforma de comércio ilegal de entorpecentes funcionava através da rede Tor
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
Imagem da matéria: Caso Sbaraini: advogado tenta acordo, mas vítimas podem demorar 5 anos para recuperar investimentos

Caso Sbaraini: advogado tenta acordo, mas vítimas podem demorar 5 anos para recuperar investimentos

A Sbaraini, que operava criptomoedas, parou de pagar seus clientes após uma operação da Polícia Federal apontar para um esquema de lavagem de dinheiro dentro da empresa
Imagem da matéria: Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de "copia e cola"

Criptomoeda desaba 99% após hacker invadir projeto e chamá-lo de “copia e cola”

Após derrubar o preço da memecoin NORMIE, hacker ofereceu devolver fundos se os criadores do projeto fizerem melhorias no código