Imagem da matéria: Preço do bitcoin sobe 2% e se aproxima de US$ 20.000
(Foto: Shutterstock)

O preço do bitcoin opera em forte alta nesta manhã de quarta-feira (16) e bateu US$ 19.876 às 8h01, se aproximando mais uma vez de romper a marca dos US$ 20.000. No Brasil, a criptomoeda já voltou a ser negociada acima dos R$ 100.000.

Essa é a terceira vez durante as últimas semanas que o BTC tenta romper os US$ 20.000. A primeira, em 24 de novembro, não foi bem sucedida e o preço caiu para US$ 16.400 no dia seguinte. Em 30 de novembro houve mais uma tentativa, que também falhou e o preço recuou para US$ 17.700 nas semanas seguinte.

Publicidade

2020 foi um ano agitado para o Bitcoin, que começou negociado a aproximadamente US$ 7.000. Em agosto, a criptomoeda embarcou em uma corrida de touros recorde, aumentando de aproximadamente US$ 11.000 para aproximadamente US$ 19.000 em novembro, representando um aumento de 72% no preço em cerca de três meses.

Nos últimos dias, dando sequencia a uma nova tendência de investimento institucional do bitcoin, a seguradora americana MassMutual investiu US$ 100 milhões em bitcoin. O CEO da MicroStrategy, que já havia comprado US$ 425 milhões na criptomoeda, também anunciou a emissão de títulos de dívida de US$ 650 milhões para adquirir mais BTC.

Junto com o Bitcoin, Ethereum também opera em alta de 1,75% no dia, se aproximando dos US$ 600. XRP cai 6%, mantendo o movimento de baixa após realização do airdrop da Flare network. Litecoin e Bitcoin cash sobem 1,51% e 2,18% respectivamente.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda dourada de Bitcoin (BTC) sobre um gráfico de preço com candles indicando queda nos preços

Semana Cripto: Queda do Bitcoin derruba principais altcoins enquanto memecoins políticas permanecem voláteis

Bitcoin e Ethereum desabam em meio a narrativas sobre Mt. Gox e BTCs do governo da Alemanha
Imagem da matéria: "Buy Bitcoin": 7 anos atrás, estagiário dizia para o mundo comprar Bitcoin no Congresso dos EUA

“Buy Bitcoin”: 7 anos atrás, estagiário dizia para o mundo comprar Bitcoin no Congresso dos EUA

Quem seguiu o conselho tomou uma sábia decisão: o Bitcoin valorizou 2.321% desde então, indo de US$ 2.387 para US$ 57.801
Imagem da matéria: História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

Terceiro trimestre é historicamente o período de menor ganho para o Bitcoin, mas uma possível queda de juros nos EUA pode mudar o cenário em 2024
Imagem da matéria: 5 fatores que podem levar o Bitcoin a US$ 100 mil até o fim de 2024

5 fatores que podem levar o Bitcoin a US$ 100 mil até o fim de 2024

Apesar da recente queda do mercado de criptomoedas, vários catalisadores oferecem uma oportunidade para os investidores de longo prazo que buscam um alívio