Imagem da matéria: Poema inscrito na blockchain do Bitcoin é vendido por R$ 56 mil na Sotheby's
Shutterstock

Na semana passada, um poema de Ana Maria Caballero foi vendido por 0,28 bitcoin, equivalente a US$ 11.430 (R$ 56,1 mil), na Sotheby’s. O poema de Caballero, “Cord”, foi apresentado em um leilão on-line de inscrições de Bitcoin Ordinals chamado Natively Digital.

A coleção Natively Digital foi projetada como um mergulho profundo no mundo dos Ordinais do Bitcoin, semelhantes ao NFT, e continha inscrições iniciais relevantes. Além da inscrição, o comprador de “Cord” também receberá uma impressão assinada do poema.

Publicidade

Michael Bouhanna, vice-presidente e diretor de arte digital da Sotheby’s, postou no X esta semana que “Cord” é o primeiro poema individual vendido pela casa de leilões de 280 anos, sem incluir manuscritos e livros.

A importância do leilão da Sotheby’s para “Cord” não passou despercebida por Caballero, que o considerou uma oportunidade de afirmar o valor inerente da poesia escrita.

“É uma oportunidade incrível de fazer uma declaração de que as palavras, a linguagem e a poesia têm valor por si só”, disse Caballero ao Decrypt após a venda. “Não com qualquer outra coisa anexada, não com recursos visuais, não com som, não com qualquer outro tipo de experiência. Apenas a linguagem do poema, apenas o texto dele, é o que foi vendido.”

Cord

“Cord” será apresentado no próximo livro de Caballero, Mammal. Outros artistas no leilão da Natively Digital incluíram FAR, XCPinata, Nullish, Rudxane, Jennifer e Kevin McCoy, Popoki, Shroomtoshi, Des Lucréce e Claudia Hart. Uma inscrição vinculada à coleção “Quantum Cats” foi vendida por mais de US$ 250 mil.

Publicidade

“Entrei em contato com Michael Bouhanna da Sotheby’s porque ele queria organizar uma venda para Ordinals. Achei que o tema da curadoria deveria ser sobre arqueologia na blockchain“, disse FAR ao Decrypt no X. “Então pensei que seria interessante ter um poema e convidei Ana.”

Em sua carreira de escritora, Caballero ganhou vários prêmios, incluindo o Beverly International e o José Manuel Arango National Poetry Prizes. Junto com Kalen Iwamoto e Sasha Stiles, Caballero lançou a galeria de poesia digital e NFT theVerseverse em 2021.

Em agosto, o theVerseverse colaborou com a Fahey/Klein Gallery em Los Angeles para criar uma exposição que combinava a fotografia de Ginsberg com poesia gerada por IA. Embora “Muses & Self: Photographs by Allen Ginsberg” imitasse o estilo do ícone da Geração Beat, a exposição atraiu reações mistas da comunidade poética.

“Ana explora a influência da biologia nos rituais sociais e culturais”, escreveu a Sotheby’s no X. “Seu trabalho revela a realidade por trás da maternidade romantizada, desafiando a narrativa do sacrifício como uma virtude.”

Publicidade

Como Caballero explicou, “Cord” foi escrito em um estilo de poesia chamado villanelle. Um villanelle é um poema com 19 linhas e cinco estrofes, semelhante a um parágrafo com três linhas cada e uma estrofe com quatro linhas. Um villanelle usa duas rimas repetidas e dois versos usados várias vezes.

“Adoro essa declaração de valor para a poesia e para o verso, especialmente porque esse é um poema sobre maternidade; é sobre gravidez, sobre o corpo, sobre incorporação”, disse Caballero. “Portanto, é ainda mais significativo em um espaço que tende a ser muito dominado por homens”, disse ela, acrescentando que o leilão de “Cord” recebeu mais de 40 lances.

Caballero disse que optou por participar do projeto usando uma forma poética centenária para “homenagear a cadeia tecnicamente complexa que é o Bitcoin, que lançou tudo isso”.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

You May Also Like
Telas de smartphone e computador sobrepostas mostram logo da corretora Mercado Bitcoin

MB e Redepetro lançam R$ 6 milhões em Renda Fixa Digital

A parceria entre o MB e a distribuidora de combustíveis garantiu que esta fosse a primeira empresa do setor a oferecer em seu portfólio um ativo digital
bitcoin, fogo, traders, shorts

Alta do Bitcoin faz traders que apostavam na queda perder R$ 1,3 bilhão em liquidações

Os contratos em aberto do Bitcoin já ultrapassaram US$ 25 bilhões, de acordo com dados do Coinglass
felippe barreto sims, golpe, criptomoedas

Influencer é preso por roubar R$ 4 milhões em criptomoedas de idosos

Os acusados abusaram da relação de confiança que formaram com o casal de idosos para roubar suas criptomoedas
Imagem da matéria: Flamengo contrata empresa para criar ativos digitais com acervo do clube

Flamengo contrata empresa para criar ativos digitais com acervo do clube

Arquivo tem 520 mil peças entre documentos, imagens e vídeos; Flamengo esperar lucrar US$ 8 bilhões até 2027