Imagem da matéria: Plataforma de criptomoedas vai sair dos EUA por excesso de regulação
Foto: Shutterstock

A Nexo anunciou na segunda-feira (5) que irá gradualmente eliminar os produtos e serviços dos EUA ao longo dos próximos meses devido a um “beco sem saída” criado pelos reguladores americanos. 

A Nexo é uma plataforma de ativos digitais que empresta fundos de clientes e usa os rendimentos para pagar juros.

Publicidade

A empresa do Reino Unido afirmou em um anúncio que vem conversando com os reguladores há 18 meses, mas os EUA “se recusam a fornecer um caminho para permitir negócios de blockchain.”

“Nossa decisão vem depois de mais de 18 meses de diálogo de boa fé com reguladores estaduais e federais dos EUA, que chegou a um beco sem saída”, disse a empresa em um post no blog. 

A empresa acrescentou que os reguladores estaduais e federais tinham “posições inconsistentes e instáveis” e que agora “não podem dar aos nossos clientes a garantia de que os reguladores estão focados em seus melhores interesses.”

A empresa disse que a partir desta terça (6) descontinuará seu produto Earn Interest em oito estados—Indiana, Kentucky, Maryland, Oklahoma, Carolina do Sul, Wisconsin, Califórnia e Washington—e não permitirá mais que os clientes dos EUA se inscrevam no produto. O acesso a contas e as retiradas não será afetado, disse a empresa.

Publicidade

Reguladores estaduais de Valores Mobiliários na Califórnia e em vários outros estados em setembro tomaram medidas contra a empresa-mãe da Nexo, a Nexo Group, alegando que o produto Earn Interest da empresa era um título financeiro não regulamentado. 

Ao contrário de outros credores de cripto, como a BlockFi, a Voyager e a Celsius, que entraram em colapso após a queda do projeto cripto Terra e da FTX, a Nexo até agora conseguiu manter a situação financeira sob controle, evitando uma crise ou falência.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Clique aqui e acompanhe o Portal do Bitcoin no Telegram

VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira