Imagem da matéria: Pesquisador lista 20 motivos para ficar otimista com o mercado de bitcoin e criptomoedas
Foto: Shutterstock

O diretor de pesquisa do site The Block, Larry Cermak, publicou nesta segunda-feira (8) no Twitter uma lista com 20 motivos que, segundo ele, mostram como o mercado de bitcoin e altcoins está amadurecendo.

Entrada de capital institucional, maior volume de negociações de bitcoin, crescimento do número de endereços para armazenar criptomoedas e geração de receita com mineração de ativos digitais são alguns dos pontos levantados.

Publicidade

“É difícil não ser otimista quando olhamos para o que tem acontecido no mercado de criptomoedas nos últimos meses. As narrativas são importantes, mas os dados sempre contam a história muito melhor”, escreveu.

Confira a lista com 20 motivos para ficar otimista com o mercado de bitcoin

1. O volume do mercado spot (mercado à vista) bateu recorde histórico em fevereiro, atingindo mais de US$ 1 trilhão.

2. O número de visitantes nos sites das 30 maiores exchanges de criptomoedas do mundo atingiu 432 milhões em fevereiro, valor 20% menor do que em janeiro de 2018 – período pós rali do bitcoin. Desse total, 56% das buscas são referentes a Binance e a Coinbase.

“Isso só mostra que muito dessa alta está sendo impulsionada pelo capital institucional e não há muito varejo ainda”, escreveu Cermak.

Publicidade

3. O volume de pesquisa no Google por ‘bitcoin’ ainda é menor do que em 2017. Para o ‘ethereum’, no entanto, as pesquisas já são maiores em 2021 do que aquela vista naquele ano.

4. A baixa presença de investidores de varejo também pode ser vista no Twitter. A quantidade de novos seguidores semanais nos perfis das exchanges é menor do que aquela vista em 2017.

5. Em qualquer dia, o volume do bitcoin ainda é cerca de três vezes maior do que o do ethereum.

6. As exchanges descentralizadas tiveram um volume de US$ 73 bilhões em fevereiro, o que representa cerca de 7% do volume total à vista. A criptomoeda Uniswap lidera com com quase 50% do volume total.

Publicidade

7. Os futuros do bitcoin agora têm cerca de US$ 15 bilhões em contratos em aberto, o que é mais de quatro vezes maior do que o registrado há um ano. Binance lidera a lista, seguida pelas exchanges OKEx, Bybit e CME.

8. Da mesma forma que o volume de negociações à vista, o volume de futuros também cresceu nos últimos dois meses. De acordo com o gráfico, as negociações futuras agora oscilam em torno de US$ 2 trilhões por mês – cerca de duas vezes maior do que o volume spot.

9. As pessoas acham que os fundos de hedge estão apostando short (vendidos a descoberto) em bitcoin. No entanto, isso agora é menos lucrativo do que no mês passado, então a exposição short está diminuindo.

10. O volume de negociação de opções de bitcoin aumentou em 415% no último ano, passando de US$ 1,9 bilhão para US$ 10,2 bilhões. “O crescimento foi a tal ponto que agora os grandes vencimentos realmente desempenham um papel na descoberta de preços”, disse Cermak.

11. A Grayscale está em modo caixa, gerando US$ 70 milhões por mês apenas com as taxas e com a falta de mecanismo de redenção – método usado por market makers para reconciliar as diferenças entre os valores dos ativos líquidos e os valores no mercado. Hoje, o fundo da Grayscale tem a custódia de cerca de US$ 32,4 bilhões em ativos digitais.

Publicidade

12. Como não há mecanismo de redenção, o prêmio do GBTC – porcentagem que indica quanto os investidores estão dispostos a pagar em fundos regulados – diminuiu e agora é negativo. “Isso ocorre porque os fundos têm arbitrado o prêmio com centenas de milhões e porque agora existem maneiras alternativas de obter exposição”, disse o pesquisador.

13. Há 1,1 milhão de endereços ativos diários na rede Bitcoin e cerca de 500 mil na rede Ethereum.

14. São liquidados diariamente cerca de US$ 10 bilhões em bitcoin, enquanto que no ethereum por volta de US$ 7 bilhões.

15. Nas últimas semanas, os mineradores de bitcoin e ethereum geraram mais de US$ 50 milhões por dia em receitas.

16. Há cerca de US$ 50 bilhões em stablecoins. Somente no mês passado, elas liquidaram US$ 380 bilhões, o que representa mais de um terço do liquidado em 2020.

17. Há cerca de US$ 45 bilhões bloqueados em DeFi (sigla para finanças descentralizadas). “Embora o valor total bloqueado não seja uma métrica perfeita, ela nos permite comparar as diferentes categorias de DeFi para ver quais estão alcançando product market fit (satisfação da demanda)”, disse Cermak.

18. Os protocolos DeFi estão gerando uma receita de US$ 210 milhões por mês. A maior parte dessa receita – 85% – não está sendo distribuída aos detentores de tokens. Uniswap aparece na liderança, seguida por SushiSwap, Maker e Compound.

Publicidade

19. Os NFTs (tokens não fungíveis) estão bombando neste ano. O volume semanal de projetos NFT atingiu US$ 200 milhões há 15 dias.

20. Quando se trata de número de usuários, o NFT NBA Top Shot está dominando o mercado. Ele tinha 350 mil usuários na semana passada, enquanto o Axie Infinity tinha 8,2 mil e os CryptoPunks 1,2 mil.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: BRLA: Stablecoin atrelada ao real ganha chancela de auditoria independente

BRLA: Stablecoin atrelada ao real ganha chancela de auditoria independente

Com essa garantia de uma auditoria independente, a BRLA Digital quer expandir sua operação no Brasil.
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) mira US$ 39 mil após subir 10% no mês; Circle nega facilitar o financiamento de terrorismo 

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) mira US$ 39 mil após subir 10% no mês; Circle nega facilitar o financiamento de terrorismo 

O Bitcoin bateu a marca de US$ 38 mil pela terceira vez em sete dias, o que representa seu melhor desempenho desde maio do ano passado
Imagem da matéria: Standard Chartered prevê qual preço o Bitcoin vai bater em 2024

Standard Chartered prevê qual preço o Bitcoin vai bater em 2024

O banco multinacional britânico voltou à sua posição de alta em relação ao Bitcoin à medida que mais sinais se tornam verdes
Imagem da matéria: Segregação Patrimonial e a Agenda Legislativa de Criptoativos no Congresso Nacional | Opinião

Segregação Patrimonial e a Agenda Legislativa de Criptoativos no Congresso Nacional | Opinião

O deputado Aureo Ribeiro comenta a importância da segregação patrimonial pelas empresas de criptomoedas que atuam no país; projeto de lei que trata do assunto pode ser votado nesta semana na Câmara