Imagem da matéria: Pesquisa da Binance pergunta se clientes declararam criptomoedas no imposto de renda
Foto: Shutterstock

A Binance realizou uma pesquisa nesta semana para saber mais sobre os clientes brasileiros e perguntou aos usuários se tinham declarado suas criptomoedas no Imposto de Renda do último ano.

A pesquisa, no momento fechada, foi enviada para o e-mail de alguns clientes na quinta-feira (28). Objetivo era saber mais sobre os usuários dos serviços da empresa. Para incentivar a participação, a corretora criou uma campanha na qual os participantes da consulta poderiam concorrer a uma recompensa de 10 BUSD, cerca de R$ 56.

Publicidade

Além de perguntas sobre os hábitos dos usuários, haviam duas mais polêmicas no formulário cujas respostas eram sim ou não. A primeira questionava se o cliente sabia como declarar criptomoedas no imposto de renda, enquanto a segunda indagava se ele já tinha feito a declaração de seus ativos digitais no imposto de renda no último ano.

binance criptomoedas imposto de renda
Questionário da Binance enviado aos clientes (Imagem: Reprodução)

Vale lembrar que a declaração de criptomoedas no imposto de renda é uma obrigação do próprio contribuinte. Neste ano, a Receita Federal esclareceu que a declaração de criptomoedas no imposto de renda é obrigatória para pessoas físicas se o custo de aquisição for superior a R$ 5 mil.

Desde que as alienações (vendas) das criptomoedas não superem o teto de R$ 35 mil mensais de ganho de capital, o contribuinte não precisará pagar imposto sobre o investimento.

Binance e Imposto de Renda

Embora seja responsabilidade exclusiva do investidor declarar suas movimentações no imposto de renda, as exchanges que operam no Brasil têm a obrigação de seguir a Instrução Normativa RFB Nº 1888 e informar mensalmente as movimentações dos clientes à Receita Federal. 

Publicidade

Embora a Binance seja popular entre usuários brasileiros, falta clareza sobre se os reports à Receita são ou não são feitos.

Em outubro do ano passado, a empresa chegou a abrir um CNPJ no Brasil e confirmou na época que faria o reporte exigido pela Receita Federal, mas poucos meses depois voltou atrás e desistiu de fazer a declaração.

Desse modo, fica por conta do trader — aquele cuja aquisição supere R$ 30 mil — informar mensalmente à Receita Federal todas as suas movimentações, além do imposto de renda anual.

Na manhã deste sábado (30), a pesquisa pública da Binance não está mais aceitando respostas, mas uma segunda consulta da corretora que está aberta desde o início do ano segue aberta para o público brasileiro.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sede da Braiscompany em Campina Grande, Paraíba

TRF anula contrato e Braiscompany é condenada a pagar R$ 50 mil a cliente

O contrato de serviço de cessão temporária de criptoativos foi anulado pela 17ª Vara Cível de Brasília
Homem preso com as mãos algemadas nas costas

Polícia do Rio prende suspeitos de integrar quadrilha especializada em golpes com criptomoedas

Operação ‘Investimento de Araque’ foi deflagrada nos estados do Rio, Amazonas e Pará; suspeitos movimentaram mais de R$ 15 milhões em dois anos
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo
Policial algemando suspeito durante a noite

Médico perde R$ 500 mil em criptomoedas após encontro por aplicativo e sequestro; suspeitos são presos

Os sequestradores que aplicaram o famoso ‘golpe do amor’ foram presos rapidamente pela PM de SP; Polícia Civil investiga o paradeiro dos ativos