Imagem da matéria: Pequena cidade da Suíça é escolhida como principal centro mundial de criptomoedas
Prédios na cidade suíça de Zug (Shutterstock)

O portal de notícias CoinDesk publicou nesta terça-feira (27) um ranking com o que classificou como os 15 principais centros de criptomoedas em 2023 (Crypto Hubs 2023, em inglês).

A primeira colocação do levantamento ficou com a pequena cidade de Zug, na Suíça, chamada pela reportagem como um lugar onde é possível “viver livremente e trabalhar de forma inteligente”.

Publicidade

Zug é a capital de uma comuna suíça de mesmo nome. Com 21,61 km² de área e pouco mais de 30 mil habitantes, ela é conhecida como um centro de hóquei no país, além de ter sido o local físico de lançamento do Ethereum (ETH) por Vitalik Buterin e seus cofundadores.

A escolha acabou surpreendendo muitos entusiastas, mas existe uma explicação lógica para que este seja um bom local para o desenvolvimento de projetos de criptomoedas.

Metodologia para o “Crypto Hubs 2023”

O portal Coindesk explicou as motivações e metodologias aplicados para a elaboração da lista dos 15 principais hubs mundiais de moedas digitais.

“Com a mudança dos regimes regulatórios em todo o mundo, as criptomoedas estão em movimento para encontrar os melhores locais para criar raízes, obter licenças, registrar ou apenas existir. O Crypto Hubs 2023, nossa classificação dos 15 principais centros cripto globais, é um bom lugar para começar.”

– CoinDesk

Ao considerar a vasta amostragem de possíveis candidatos, o portal conversou com mais de 30 especialistas da indústria cripto. Cada um deles forneceu uma lista com cinco a dez localidades que poderiam ser consideradas boas candidatas, com suas respectivas justificativas.

Publicidade

Os pesquisadores então reduziram a lista para 25 possíveis hubs cripto, ao cruzar as informações recebidas de todos os participantes com outras listas e rankings já publicados em portais de terceiros.

Com essa lista inicial, foram definidas categorias e sub-categorias, cada uma com um diferente peso, avaliadas individualmente. Foram elas:

Drivers, ou condutores (45%)

  • Estrutura regulatória (35%);
  • Adoção Cripto (10%).

Enablers, ou facilitadores (37%)

  • Qualidade de vida (15%);
  • Infraestrutura digital (12%);
  • Facilidade de fazer negócio (10%).

Opportunities, ou oportunidades (18%)

  • Trabalhos em cripto (6%);
  • Empresas cripto (6%);
  • Eventos cripto (6%).
Critérios para o "Crypto Hubs 2023", com peso por sub-categoria relacionada com a indústria cripto.
(Ian Suarez/CoinDesk)

“Com uma população pequena, Zug obteve a maior pontuação geral em medidas de oportunidades devido à riqueza de suas empresas e eventos per capita relacionados a cripto”, afirma o relatório.

“O hub também teve a classificação mais alta nos dois critérios de maior peso geral, estrutura regulatória (um ‘condutor’ e 35% do peso total) e qualidade de vida (um ‘facilitador’ e 15% do peso). Em geral, Zug não tinha fraquezas gritantes.”

A cidade suíça assumiu a primeiro posição na categoria Oportunidades; quinta posição na categoria Facilitadores; e oitava posição na categoria Condutores. Sendo o melhor Centro Cripto de 2023, segundo o CoinDesk.

Confira o ranking completo do portal e os links para os indicadores de cada hub:

  1. Zug: onde o Ethereum nasceu e as cripto vão crescer
  2. Cingapura: o centro de riqueza cripto asiática está pronto para uma redefinição
  3. Londres: a capital mundial para câmbio estrangeiro adiciona criptomoedas ao seu livro-razão
  4. Seul: a capital cripto de varejo da Ásia tenta seguir em frente depois de Do Kwon
  5. Dubai: lançando um braço regulador de cripto para se tornar uma potência financeira global
  6. Abu Dhabi: uma rica capital do Oriente Médio criando uma ponte de TradFi para Crypto
  7. Wyoming: Clareza Regulatória e Bancos Amigos das Criptomoedas Alimentam a Revolução Blockchain
  8. Vale do Silício: a Meca do Venture Capital pode estar esfriando nas criptomoedas
  9. Austin: onde os desenvolvedores cripto em trabalho remoto realmente escolhem viver
  10. Berlim: Centro de Finanças Descentralizadas — e Música Techno
  11. Los Angeles: onde a magia e a criatividade de Hollywood se encontram com a Web3
  12. Cidade de Nova York: uma caixa de areia cripto em um playground de grandes negócios
  13. Vancouver: um centro comercial para os primeiros usuários de criptomoedas
  14. Ljubljana: é uma vida linda neste viveiro de pagamentos cripto
  15. Lisboa: uma meca movimentada e acessível para cripto nômades do tipo Buy-and-Hold
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Arthur Hayes está pessimista em relação ao halving do Bitcoin — aqui está o motivo

Arthur Hayes está pessimista em relação ao halving do Bitcoin — aqui está o motivo

O ex-CEO da BitMEX espera que o halving do Bitcoin “adicione gasolina a uma grande queima de criptoativos”
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) em frente a um gráfico de preço de alta

Manhã Cripto: Bitcoin e Ethereum ensaiam alta; BC fala em atraso do Drex e lei para stablecoins pode avançar nos EUA

O clima ainda é de cautela para as criptomoedas depois de comentários do presidente do Fed sobre manter os juros elevados e o risco de retaliação de Israel ao recente ataque do Irã
Imagem da matéria: B3 lança plataforma de ativos tokenizados para facilitar captação de recursos por empresas e startups

B3 lança plataforma de ativos tokenizados para facilitar captação de recursos por empresas e startups

Segundo a B3, o lançamento reforça o compromisso da Bolsa com o crescimento de startups e pequenas e médias empresas
Imagem da matéria: OKX corta taxas de negociação e introduz taxa negativa no Brasil; entenda

OKX corta taxas de negociação e introduz taxa negativa no Brasil; entenda

Segundo a OKX, haverá um modelo de níveis em que usuários poderão ter taxas de maker negativas ou zeradas dependendo do saldo na exchange