Imagem da matéria: OnlyFans leva prejuízo em investimento com Ethereum (ETH)
(fonte: shutterstock)

Mais fãs, mais criadores, mais dinheiro. Para o site de criadores de conteúdo adulto OnlyFans, 2022 foi um ano muito bom. Para o Ethereum dentro do portal? Talvez nem tanto.

Durante o fim de semana, o Cripto Twitter focou toda a atenção em uma demonstração financeira apresentada pela empresa-mãe da OnlyFans, a Fenix International Limited, às autoridades britânicas.

Publicidade

O documento mostrava que a empresa chegou a possuir mais de US$ 19 milhões em Ether (ETH), o token nativo da Ethereum, mas esse valor foi reduzido para cerca de US$ 11,4 milhões até o final do período do relatório, em novembro de 2022. 

“Durante este ano, o grupo diversificou parte de seu capital de giro em uma criptomoeda, o Ethereum”, disse a empresa em um comunicado estratégico que abre o documento de 48 páginas. “Não há limitações ou restrições à capacidade do grupo de vender os ativos de criptomoeda. O ativo foi imputado ao seu justo valor no final do exercício de acordo com os preços na ocasição.”

Queda do Ethereum afeta o OnlyFans

No ano passado, a OnlyFans — famoso pelos muitos artistas de conteúdo adultos hospedados na plataforma — causou impacto no espaço cripto ao anunciar que os criadores poderiam usar NFTs Ethereum verificados em suas imagens de perfil. Os criadores que o fizeram receberam um símbolo Ethereum para mostrar a sua propriedade do ativo.

À época, o CEO da OnlyFans, Amrapali Gan, disse que o recurso — semelhante ao introduzido para o Instagram e o Facebook pela Meta — visava “capacitar os criadores a possuir todo o seu potencial.” 

Publicidade

“Esse recurso é o primeiro passo para explorar o papel que os NFTs podem desempenhar em nossa plataforma”, disse Gan à Reuters

Infelizmente, a empresa não poderia ter antecipado o mercado cripto de baixa que estava à espreita. No momento do anúncio da NFT, a ETH estava sendo negociada a US$ 2.797,43, mas caiu para US$ 1.298,94 no dia 30 de novembro, quando o período do relatório terminou. Nesta segunda-feira, ETH está sendo negociado a US$ 1.645,90. 

Ano positivo para o OnlyFans

O ano passado foi tumultuado para os mercados de criptomoedas, marcado por uma cascata de desastres, incluindo o colapso da stablecoin UST da Terra e do token de governança LUNA, a recuperação judicial da Celsius, e a implosão da FTX

Mas, desconsiderando essa pequena perda com investimentos em ETH, o OnlyFans teve um 2022 positivo. De acordo com a demonstração financeira, a empresa viu sua receita disparar de US$ 4,8 bilhões em 2021 para US$ 5,6 bilhões. Também registrou um aumento de 47% no número de criadores na sua plataforma, e um aumento de 27% no número total de assinantes.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

Enquanto outras empresas gastam milhões em candidatos pró-cripto, Joe Lubin diz ao Decrypt que a Consensys resistiu ao impulso
Costas de um policial de Hong Kong

Empresário e filho se entregam à polícia após sequestrarem investidora de criptomoedas

A dupla teria tentado acertar as contas com a mulher de 55 anos que teria intermediado um investimento de cerca de R$ 10 milhões em criptomoedas
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira
Imagem da matéria: O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

Fabrício Tota, diretor do MB, discutiu no Ethereum Rio como empresas podem tirar o máximo proveito da tecnologia blockchain através da tokenização