Imagem da matéria: O que são Ordinals? Entenda a tecnologia que introduziu NFTs na rede do Bitcoin
Foto: Shutterstock

Os Ordinals estão tomando conta do Bitcoin. Ordinals Inscriptions, semelhantes aos NFTs, são ativos digitais inscritos em um satoshi, a denominação mais baixa de uma unidade de Bitcoin. A inscrição em satoshis — nome dado em homenagem ao pseudônimo criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto — é possível graças à atualização Taproot lançada na rede do Bitcoin em 14 de novembro de 2021.

O que é uma inscrição de Ordinal?

Os desenvolvedores de Bitcoin têm trabalhado para trazer tokens não fungíveis, ou NFTs, para a blockchain número um por quase uma década, começando em 2014 com o Counterparty, criadores da coleção Rare Pepe NFT, seguido pela Stacks em 2017. O processo de inscrição escreve ou inscreve os dados do conteúdo armazenado na testemunha da transação de Bitcoin. O conceito de testemunha foi introduzido na atualização SegWit para a rede do Bitcoin em 2017.

Publicidade

“O que a equipe criou com o Ordinals é genial”, disse Alex Miller, CEO da Hiro, desenvolvedor da plataforma de contrato inteligente de segunda camada Stacks, ao Decrypt. “É fundamental para o espírito do Bitcoin, pois eles basicamente pegaram várias coisas diferentes e as juntaram de uma forma que os criadores originais não previram ou esperaram”.

O primeiro passo na criação do Ordinals é que os usuários baixem o Bitcoin Core e sincronizem o nó com a blockchain. Após a conclusão da sincronização, o próximo passo é criar uma carteira Ordinals e enviar alguns satoshis para a carteira.

Como chegamos até aqui?

Lançado em 2017, o Segregated Witness ou SegWit corrigiu uma série de bugs no Bitcoin Core, permitindo mais transações por bloco, e lançou as bases para canais de pagamento de segunda camada, como a Lightning Network do Bitcoin. O SegWit causou um debate acalorado na comunidade do Bitcoin e levou a um hard fork da rede, resultando no lançamento de blockchains rivais, Bitcoin Cash e Bitcoin SV.

Embora os detratores possam ver os Ordinals como um abuso da rede, o desenvolvedor do Ordinals, Casey Rodarmor, diz que essas alegações são infundadas.

Publicidade

Com a atualização seguinte do Bitcoin, a Taproot, todas as partes em uma transação podem cooperar para fazer com que essas transações complexas pareçam transações padrão na blockchain, como se fosse de pessoa para pessoa. Eles fazem isso combinando suas chaves para criar uma nova chave pública e combinando suas assinaturas para criar uma nova assinatura. Isso é feito por meio de um dispositivo chamado assinaturas Schnorr.

A atualização Taproot também embaralha transações com assinaturas únicas e múltiplas, tornando mais desafiador identificar entradas de transações na blockchain do Bitcoin. A Taproot aumenta a privacidade ao mesmo tempo que reduz a quantidade de dados necessários para criá-los, reduzindo os custos de transação que se tornaram muito mais elevados à medida que o Bitcoin se tornou mais popular.

“Uma coisa que as pessoas não entendem é que para que o Bitcoin seja seguro, os blocos devem estar cheios. Isso faz parte do modelo de segurança da moeda”, disse Rodarmor ao Decrypt em entrevista. “Se os blocos não estiverem cheios, ninguém terá motivo para pagar mais do que a taxa mínima para ter suas transações incluídas em um bloco. Portanto, como resultado, os blocos devem estar cheios”.

Os Ordinals podem ser um processo complicado devido ao tamanho da blockchain do Bitcoin e à necessidade de usar a Linha de Comando (Windows) ou Terminal (Mac/Linux).

Publicidade

O que vem a seguir para os Ordinais?

Começou a corrida para desenvolver métodos mais integrados de inscrição em Bitcoin e carteiras que possibilitem a visualização do NFT do Bitcoin depois de criado.

Procurando criar uma melhor experiência para os colecionadores criarem Ordinals Inscriptions, Gamma, um mercado de NFT de Bitcoin em Stacks, começou a oferecer um serviço pago que permite aos usuários inscrever imagens e texto na blockchain do Bitcoin. Outro projeto que presta este serviço é o Oridalsbot, dos criadores da coleção Satoshibles NFT.

https://twitter.com/trygamma/status/1623577893900103681

A Hiro Systems também anunciou na terça-feira que está lançando suporte para Odinals em sua carteira Hiro e, na quarta-feira, Xverse, uma carteira da web baseada em Bitcoin, também lançou suporte para NFTs de Bitcoin.

https://twitter.com/markymark/status/1625458698243166210

*Traduzida com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Baleia de Bitcoin adormecida com R$ 341 milhões começa a se movimentar 

Baleia de Bitcoin adormecida com R$ 341 milhões começa a se movimentar 

A baleia de Bitcoin há muito adormecida realizará um lucro de 817% se vender, após mover 1.000 BTC para a Coinbase
Imagem da matéria: Clientes da Nomad têm dados pessoais vazados por hackers da Rússia

Clientes da Nomad têm dados pessoais vazados por hackers da Rússia

Análise de parte dos documentos vazados confirmou que informações pessoais de clientes da Nomad foram expostas
Imagem da matéria: Criadores do Notcoin lançam aceleradora para impulsionar a próxima onda de jogos no Telegram

Criadores do Notcoin lançam aceleradora para impulsionar a próxima onda de jogos no Telegram

Com a ajuda da empresa de análises baseada em IA, Helika, o Notcoin quer fortalecer ainda mais o ecossistema de jogos cripto no Telegram
Carteira de couro aberta mostra várias criptomoedas físicas

As 9 criptomoedas que podem disparar em julho

Analistas ouvidos pelo Portal do Bitcoin indicam quais criptomoedas têm potencial de alta para o mês de julho