Imagem da matéria: O que está acontecendo com o Wrapped Bitcoin (WBTC) no Ethereum?
Shutterstock

Um importante token “empacotado” quase se tornou o mais recente produto cripto a ser prejudicado pelas consequências do caos da FTX, que entrou em colapso no início de novembro. 

O Wrapped Bitcoin (WBTC) é a 23ª maior criptomoeda do mundo, com um valor de mercado de US$ 3,5 bilhões. Ela é executada na rede Ethereum, a blockchain líder para aplicações DeFi e NFTs, e é um token sintético que se destina a representar o Bitcoin

Publicidade

O objetivo principal com o WBTC é permitir que os traders que queriam usar suas reservas de Bitcoin no ecossistema Ethereum possam fazer isso com tokens pareados um para um pelo Bitcoin. É assim que os detentores de Bitcoin podem interagir com as ferramentas DeFi sem gastar mais dinheiro em Ethereum.

É uma ferramenta importante no mundo DeFi—produtos financeiros que permitem que seus usuários façam empréstimos, emprestem ou negociem ativos digitais sem intermediários de terceiros. Nas últimas 24 horas, mais de US$ 88 milhões em tokens WBTC foram negociados, de acordo com o portal CoinGecko. 

Mas na semana passada, o token perdeu sua paridade, deixando de valer um para um frente ao Bitcoin, segundo a empresa de dados blockchain Kaiko. Desde que a FTX explodiu no início de novembro, a WBTC negociou em exchanges com desconto para o Bitcoin—algo que não deveria acontecer, se o token é indexado um para um pela maior criptomoeda.

“A maior versão “wrapped” do bitcoin na rede Ethereum, WBTC, foi negociada com um desconto persistente para o BTC desde meados de novembro, caindo para -1,5% na sexta-feira”, escreveu a empresa em um post no blog na segunda-feira (30). 

Publicidade

“Embora um WBTC deva sempre ser resgatável por um BTC através de traders oficiais, o token também é negociado em mercados abertos, o que significa que seu preço em relação ao BTC pode flutuar.”

A empresa acrescentou que gráficos compartilhados no Twitter – que alegavam que a falida Alameda Research era o principal comerciante do WBTC – assustaram os investidores que achavam que o token não poderia realmente ser lastreado por reservas de Bitcoin. Isso não é verdade, disse Kaiko, acrescentando que as reservas podem ser “confirmadas on-chain.”

A Alameda Research foi criada pelo ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried. Ela caiu com a FTX depois que se tornou aparente que o dinheiro dos clientes da exchange estava sendo usado pela empresa comercial—algo que, em última análise, não é sustentável. 

A empresa de custódia cripto, BitGo, é a principal custodiante do WBTC. Seu COO, Chen Fang, disse no Twitter que os rumores de que o WBTC não foi lastreado individualmente pelo Bitcoin eram “notícias falsas.” A BitGo não respondeu aos pedidos de resposta do Decrypt

Publicidade

“Não preocupa”

Kieran Mesquita, um desenvolvedor por trás do projeto de privacidade DeFi, Railgun, disse ao Decrypt que, por enquanto, a perda de paridade do token não é algo que deva gerar preocupação. 

“O WBTC não perdeu sua paridade de forma significativa (~2% em seu pico, que foi rapidamente restaurado), até que isso aconteça, ele ainda continuará a funcionar como uma maneira de trazer o BTC para o DeFi no Ethereum”, disse ele. 

Por enquanto, o WBTC está de volta à paridade ao Bitcoin—algo que “sem dúvida gera um alívio” para os investidores no espaço DeFi, de acordo com a Kaiko. 

Mas Mesquita acrescentou que a perda do WBTC poderia trazer mais descentralização para o espaço, considerando que o principal custodiante do ativo é a BitGo, uma empresa centralizada. “A longo prazo, se o WBTC não recuperar a confiança, provavelmente será substituído por uma alternativa mais descentralizada”, disse ele.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Participe da comunidade de criptomoedas que mais cresce no Brasil. Clique aqui e venha conversar no Discord com os principais especialistas do país.

Publicidade
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Solana lança atualização para aliviar problema de congestionamento da rede

Solana lança atualização para aliviar problema de congestionamento da rede

“Esta versão contém melhorias que ajudarão a aliviar o congestionamento contínuo na Rede Solana”, afirmou a conta de atualização do projeto
Celular com logotipo da Receita Federal sobre notas de reais

Tokenização de ativos enfrenta área cinzenta na declaração de Imposto de Renda |Opinião

Para o autor, a declaração de tokens que representam recebíveis, e outros ativos do mundo real, devem mudar nos próximos anos
Imagem da matéria: Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Projeto quer aproveitar contratos inteligentes e tokenização para acelerar os serviços que os bancos centrais oferecem às instituições financeiras globais
javier milei presidente da argentina

Milei é criticado por propor regulação cripto: “Sofrerá as consequências de não entender o Bitcoin”

“Javier Milei cometeu grande erro. Ele nunca reservou um tempo para entender o Bitcoin e irá sofrer as consequências”, disse Max Keiser