Imagem da matéria: Número de endereços de bitcoin no lucro cai para o nível mais baixo em oito meses
Foto: Shutterstock

O número de endereços de bitcoin no lucro caiu para 28 milhões, o nível mais baixo em oito meses, segundo dados da Glassnode divulgados na quarta-feira (23).

Essas wallets representam 74,3% de todas as existentes no mercado, a mesma porcentagem vista em julho de 2020, quando o preço do BTC não passava de US$ 10 mil. No pico de abril, a categoria com ganhos era de quase 100%.

Publicidade

Só nesta semana, 2,8‬ mil endereços entraram no prejuízo por causa da queda da terça-feira (22), dia em que o BTC ficou abaixo dos US$ 30 mil pela primeira vez desde janeiro.

Wallets com lucro são aquelas que armazenam criptomoedas adquiridas por um preço inferior a atual cotação do bitcoin. A queda desse tipo de endereço demonstra que menos usuários podem ter ganhos vendendo a moeda nesse momento.

Isso não significa que eles estão de fato perdendo grana, uma vez que o prejuízo só se concretiza quando ocorre venda dos ativos.

Entretanto, parte dos investidores menos experientes no mercado acabam vendendo em momento de baixa, ficando no prejuízo.

No fim de maio, por exemplo, investidores que se assustaram com a correção perderam US$ 3,2 bilhões ao vender a moeda por um preço mais baixo do que o pago originalmente.

Publicidade

Cenário do bitcoin

O bitcoin caiu 45% desde seu pico de US$ 63 mil, registrado no dia 13 de abril. A criptomoeda desvaloriou por causa de um FUD gerado pela China e pelo CEO da Tesla, Elon Musk.

Em resumo, a nação asiática aumentou a repressão contra a mineração de criptomoedas. Além disso, também reiterou que bancos não podem aceitar negociações com ativos, o que dificulta a vida do cidadão chinês que precisa converter BTC e altcoins para a moeda local.

Já Musk anunciou que a Tesla não vai mais aceitar a criptomoeda por causa do gasto de energia associado à mineração, o que fez a moeda desabar.

Nesta quinta-feira (24), o BTC é negociado a US$ 34.960, segundo dados do CoinMarketCap. Já nas corretoras brasileiras ou nas internacionais que atuam no país, o preço médio do BTC é R$ 172 mil.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas
Pessoa inserindo chip no celular

Justiça manda TIM pagar R$ 21 mil a cliente que teve celular clonado e perda de criptomoedas

A partir da clonagem do celular, os invasores tiveram acesso ao email e posteriormente a uma carteira cripto na Binance