Cerimônia de posse dos novos diretores da CVM Daniel Maeda e Marina Copola
(Foto: Divulgação/CVM)

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) apresentou na segunda-feira (5) seus novos diretores Daniel Maeda e Marina Copola em cerimônia na sede da autarquia no Rio de Janeiro. Dentre os temas comentados pelos novos dirigentes acerca das expectativas para os mandatos foram citados a tokenização e os avanços tecnológicos.

Liderada pelo presidente da CVM, João Pedro Nascimento, a cerimônia, que contou com a participação do Ministério da Fazenda, destacou a importância de o Colegiado voltar a estar completo, e ressaltou o simbolismo da chegada dos novos diretores.

Publicidade

“Em nome da CVM, quero exaltar que estamos muito felizes com as escolhas da Diretora Marina e do Diretor Daniel Maeda, pois são profissionais extremamente competentes, experientes em questões diversas relacionadas à regulação do Mercado de Capitais e com indiscutível qualidade técnica”, disse Nascimento.

Tokenização

Daniel Maeda, servidor de carreira da CVM desde 2005, falou sobre os desafios da nova função na autarquia e dos planos para o mandato. “Acredito muito no Pilar Tecnologia da Agenda Executiva da Autarquia”, disse ele, destacando:

“Almejo um cadastro que possa empoderar ainda mais o investidor, que seja, apesar de mais simples, ainda mais seguro, e acredito que a tecnologia é o caminho para conseguirmos esses avanços”.

Em seguida, Maeda destacou alguns dos temas que pretende avançar: “Tokenização me atrai bastante, e eu gostaria de poder avançar no assunto, além das discussões das quais eu vou participar e espero poder contribuir referentes à Resolução CVM 175. Entendo que o Colegiado tem um papel importante para colaborar e ajudar no processo de adaptação da indústria à norma”.

Publicidade

Diretora da CVM destaca os avanços tecnológicos 

Durante seu discurso, Marina Copola ressaltou o papel da autarquia para o país e relembrou quando atuou no órgão como assessora técnica. Ela então destacou as mudanças promovidas pela tecnologia ao longo desse período.

“Essa não é a mesma CVM que eu encontrei há 15 anos. Além de um aumento expressivo da base de investidores e do volume de ativos, um horizonte novo se abriu por conta da tecnologia e mudanças que foram aceleradas, como resultado da pandemia”, disse Copola, acrescentando:

“Acredito que precisamos seguir atentos aos avanços tecnológicos e seus impactos nas ofertas de ativos e serviços”.

De acordo com a CVM, mais de 200 pessoas acompanharam a cerimônia, com destaque para o Secretário de Reformas Econômicas do Ministério da Fazenda, Marcos Pinto, que parabenizou os novos diretores, além dos membros do Colegiado da CVM, os diretores João Accioly e Otto Lobo.

You May Also Like
Antônio Neto Ais

Os segredos do “Toinho do Bitcoin” da Braiscompany estão em risco? | Opinião

Antônio Neto Ais é detentor de segredos que podem abalar estruturas de poder e expor cumplicidades em esferas inimagináveis pelas pessoas comuns
Imagem da matéria: PEPE salta 36%, enquanto BONK e Dogwifhat também registram ganhos de dois dígitos

PEPE salta 36%, enquanto BONK e Dogwifhat também registram ganhos de dois dígitos

A capitalização de mercado da memecoin Pepe voltou a ultrapassar US$ 900 milhões pela primeira vez desde maio de 2023
Imagem da matéria: Drex: Entenda o que é e como funciona o real digital

Drex: Entenda o que é e como funciona o real digital

O Drex, nome do real digital, deve ser lançado até 2025 e promete revolucionar o sistema financeiro nacional
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 59 mil e Câmara aprova regime de urgência para votar PL que segrega cripto

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 59 mil e Câmara aprova regime de urgência para votar PL que segrega cripto

Forte demanda de investidores por ETFs sinaliza maior confiança no mercado: Índice de Medo e Ganância atingiu 82