Imagem da matéria: Novo episódio de Futurama faz piada com Bitcoin, Dogecoin e mineração de criptomoedas; assista trecho
Futurama dedicou um episódio para piadas com criptomoedas (Foto: Divulgação)

A mineração de criptomoedas ainda estará ocorrendo no ano 3023. Pelo menos essa é a premissa do desenho animado Futurama, que em seu episódio mais recente escolheu o setor cripto para ser o alvo das piadas. 

No episódio “How the West Was 101001”, que foi veiculado pelo canal Hulu na segunda-feira (7), os personagens da série começam uma missão para obter dinheiro e pagar uma dívida feita com uma máfia de robôs. O roteiro lembra muito o mundo real: o devedor pegou dinheiro com agiotas para comprar Bitcoin, mas a criptomoeda despencou de preço. 

Publicidade

A premissa já promove uma cutucada na comunidade maxi, ao deixar claro que a série acredita que a volatilidade do Bitcoin continuará para sempre. 

Conforme a história do episódio continua, o grupo vai até uma cidade chamada Doge City, uma referência à memecoin Dogecoin. O cenário é idêntico ao do Velho Oeste americano, uma referência à atividade de mineração. Só que nesse caso de criptomoedas, em vez de metais preciosos. 

Futurama é uma série desenvolvida pelos criadores de Simpsons e que estreou na televisão norte-americana em 1999. A premissa é que um homem que passou mil anos congelado via criogenia é acordado em 2999 e daí diversas aventuras passam a ocorrer. O programa já foi cancelado e retomado diversas vezes e esse ano recebeu sua 11ª temporada. 

Veja abaixo um trecho do episódio, no qual o grupo de protagonistas está chegando na Doge City. Um personagem afirma: “A cidade cripto é um lugar bastante sem lei”. Parece ser uma referência ao fato de o setor cripto ser visto como um terreno fértil para práticas ilícitas, um local onde as leis não se aplicam e, justamente, comparado com o Velho Oeste muitas vezes.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

Fabrício Tota, diretor do MB, discutiu no Ethereum Rio como empresas podem tirar o máximo proveito da tecnologia blockchain através da tokenização
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Imagem da matéria: Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

A CVM multou a pirâmide financeira Atlas Quantum após identificar indícios “robustos e consistentes” de que tudo não passava de uma operação fraudulenta
Três policiais na porta de suspeito de tráfico de drogas no MT

Servidor que usava sistema de secretaria para vendas de drogas com criptomoedas na dark web é preso no MT

A plataforma de comércio ilegal de entorpecentes funcionava através da rede Tor