Lupa à frente de tela de computador mostra logo da Greenpeace
Foto: Shutterstock

O Greenpeace, maior entidade ativista das questões ambientais no mundo, vai reforçar sua campanha contra o código usado na mineração de Bitcoin após o sucesso da atualização da rede Ethereum para o sistema consenso de proof of stake (PoS). Com a Fusão, que ocorreu nesta madrugada de quinta (15), a Ethereum passa a usar agora menos 99,9% de eletricidade, que é a pauta da ONG sobre o tema.

Para intensificar a iniciativa, “Mude o código, não o clima”, lançada no início do ano, a entidade escolheu como alvo de uma petição à Fidelity Investments, que oferece produtos financeiros atrelados ao Bitcoin. No documento, disponibilizado online para assinaturas, o Greenpeace claramente pressiona a diretora executiva, Abigail Johnson, para se juntar à campanha. “Não precisa ser assim”, ressalta. 

Publicidade

“Muitas criptomoedas usam um protocolo altamente eficiente em termos de energia – com uma mudança em seu código, o Bitcoin também pode. Mas precisamos que as empresas e pessoas que trabalham com Bitcoin se juntem a nós para promover essa mudança”, diz outro trecho da petição.

Em um comunicado à imprensa na manhã desta quinta, Michael Brune, diretor da campanha “Mude o código, não o clima”, fez uma analogia da mineração de criptomoedas com as queimadas e desmatamentos em níveis globais para endossar o feito pela comunidade Ethereum.

“O Ethereum mostrou que é possível mudar para um protocolo de eficiência energética com muito menos poluição do clima, do ar e da água. Outros protocolos de criptomoedas operam em mecanismos de consenso eficientes há anos. O Bitcoin se tornou o ponto fora da curva, recusando-se, de maneira desafiadora, a aceitar sua responsabilidade climática”, disse Brune.

A campanha “Mude o código, não o clima”, criada pela ONG em março deste ano, prometeu mais US$ 1 milhão para novos anúncios na internet. Na época, o Greenpeace disse que o Bitcoin estava “ressuscitando a indústria dos combustíveis fósseis”, com as diversas operações de mineração que migraram da China para os EUA.

Publicidade

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB! 

VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
bitcoin brilhando na mão

Semler Scientific investe US$ 40 milhões em Bitcoin e ações disparam 25%

As ações da Semler Scientific subiram 25% após a entidade anunciar a adoção do Bitcoin como principal ativo de reserva do tesouro