Imagem da matéria: Ministério Público faz alerta para evitar que investidores caiam em pirâmides com criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

A Unidade Especial de Cryptoativos do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), criada em junho do ano passado, emitiu nesta terça-feira (07) um alerta aos investidores brasileiros de criptomoedas sobre a contratação de corretoras especializadas. Segundo a entidade, o aviso serve como uma orientação para que o investidor iniciante no mercado cripto não caia em golpes de pirâmide financeira e perca seu dinheiro.

Leia também: Pirâmides financeiras com criptomoedas: seis maneiras de reconhecer e evitar golpes

Publicidade

“A Crypto/MPDFT recomenda que os cidadãos devem pesquisar o histórico das empresas, antes da assinatura do contrato, para evitar a perda do capital investido em golpes ou pirâmides financeiras”, diz um trecho da nota enviada ao Portal do Bitcoin.

A entidade orienta que é preciso ter a certeza de que a corretora escolhida é conceituada no mercado, com solidez financeira e soluções tecnológicas adequadas ao ecossistema. “A escolha de exchanges consolidadas é fator de segurança para a preservação do capital”, diz  a entidade.

Um fator importante, ressalta a nota, “é a oferta de suporte técnico na língua portuguesa para a resolução de eventuais problemas”.

A Crypto/MPDFT ressaltou também o aumento no interesse dos brasileiros nos últimos anos por investimentos em criptomoedas, mas que cabe ao investidor conhecer melhor o mercado antes de fazer qualquer aporte. “Diversas pessoas, muitas vezes sem experiência, têm negociado ativos criptográficos”.

Acerca das corretoras, a unidade reiterou a necessidade de conhecer o histórico das empresas, já que elas são a forma natural de entrada no novo mercado.

Publicidade

No entanto, ressalta, há o “risco corretora”, ligado a fatores como solidez financeira, além de invasão hacker, ou até mesmo perdas devido a falhas do próprio usuário ao realizar transações.

‘Além dos golpes, o risco corretora deve ser levado em conta ao se investir neste mercado, especialmente em razão de ele não possuir lei em vigor, nem fundo garantidor de crédito”, destaca a nota, que acrescenta: “Pesquise bem antes de escolher uma exchange”.

MPF prepara roteiro para confisco de criptomoedas

Na última sexta-feira (03), o Ministério Público Federal (MPF) comunicou que está finalizando um roteiro chamado “Criptoativos: Persecução Patrimonial” que servirá como guia de atuação para procuradores da instituição em todo o Brasil nos casos de confisco de criptomoedas — um procedimento legalmente conhecido como persecução patrimonial.

O documento foi detalhado ponto a ponto em reunião com membros da Câmara Criminal do MPF e representantes de órgãos como a Secretaria de Perícia, Pesquisa e Análise (Sppea/MPF), o Conselho Nacional de Justiça, a Polícia Federal e a Receita Federal, além do próprio Grupo de Trabalho mantido pelo MPF sobre o tema das criptomoedas.

Publicidade

Segundo o MPF, o texto final do roteiro será enviado para deliberação da Câmara Criminal. Caso o documento seja aprovado pelo colegiado, será adotado como referência para a atuação de procuradores em casos que envolvam a apreensão de moedas digitais.

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!

VOCÊ PODE GOSTAR
Do Kwon, criador da Terra (LUNA) olhando assustado para a câmera.

Criador da LUNA é considerado responsável por fraude em julgamento nos EUA

Os reguladores dos EUA prevaleceram com a acusação de que Do Kwon enganou milhares de investidores com o ecossistema Terra (LUNA)
Imagem da matéria: Como saber o dia e hora que vai acontecer o halving do Bitcoin?

Como saber o dia e hora que vai acontecer o halving do Bitcoin?

O halving, que ocorre a cada 210 mil blocos do Bitcoin, está previsto para acontecer em abril, mas o momento exato segue mudando; entenda
Imagem da matéria: Arthur Hayes está pessimista em relação ao halving do Bitcoin — aqui está o motivo

Arthur Hayes está pessimista em relação ao halving do Bitcoin — aqui está o motivo

O ex-CEO da BitMEX espera que o halving do Bitcoin “adicione gasolina a uma grande queima de criptoativos”
Imagem da matéria: PUPS sobe 81% em meio à briga por título de "primeira memecoin" do Bitcoin

PUPS sobe 81% em meio à briga por título de “primeira memecoin” do Bitcoin

A memecoin PUPS se vendeu como a primeira memecoin baseada na rede do Bitcoin, mas nem todos concordam