Homem minerando carvão
Shutterstock

Os mineradores de Bitcoin estão tendo um prejuízo de cerca de US$ 2 mil por cada BTC extraído por conta do custo de produção da maior criptomoeda do mercado.

Conforme estatísticas disponíveis na plataforma Macromicro, o custo médio para a produção de 1 BTC atualmente é de US$ 18.816, valor que supera a cotação desta sexta-feira (23) da criptomoeda, negociada por volta de US$ 16.840.

Publicidade

Vale lembrar que esse “prejuízo” é apenas uma estimativa, já que o custo de produção de cada minerador vai depender de quanto eles pagam por energia elétrica nas regiões onde estão baseados, bem como da infraestrutura e dos equipamentos que utilizam na atividade.

No esforço de chegar a um custo médio da mineração, a Macromicro baseia suas estatísticas na emissão diária de bitcoin e no consumo de eletricidade exigida para a atividade informada pela Universidade de Cambridge, entidade no Reino Unido.

“Quando os custos de mineração forem menores que o valor de mercado do bitcoin, mais mineradores trabalharão. Quando os custos de mineração forem maiores que a receita do minerador, o número de mineradores diminuirá”, explica a Macromicro.

(Fonte: Macromicro.me)

No início da semana, a diferença entre o custo de produção e o valor do BTC era ainda maior, conforme sinalizou um usuário do Reddit na comunidade r/CryptoCurrency. Os números daquele na quarta-feira (21) compartilhados por ele demonstravam um custo médio de mineração de US$ 20.095 para o BTC, cotado em US$ 16.869 na ocasião — um “prejuízo” de US$ 3,2 mil para os mineradores.

Publicidade
(Fonte: Macromicro.me)

“O valor líquido negativo [dos mineradores] já tem sido uma realidade por algumas semanas seguidas”, ressaltou o usuário, citando inclusive o colapso nos últimos dias de uma gigante da mineração, a Core Scientific.

A empresa de capital aberto enfrentava o impacto da desvalorização do bitcoin e dos crescentes custos da energia nos EUA, pais onde está sediada. O desfecho foi que a mineradora precisou entrar com pedido de recuperação judicial no tribunal de falências do Texas.

Por conta disso, a Core Scientific pode vender até um gigawatt de seus centros em desenvolvimento. “A probabilidade de vendermos ativos nos quais estamos operando atualmente é próxima de zero”, disse o diretor da mineradora, Russell Cann, ao The Block. “A probabilidade de vendermos ativos que estão em desenvolvimento onde temos capacidade de energia, terrenos e subestações, é alta.” 

VOCÊ PODE GOSTAR
Dedo indicador apoia bolo de dinheiro em forma digital

Mercado Bitcoin e Escala se juntam em tokenização inédita de R$ 29 milhões em operação na fintech Asaas

Operação viabilizou o acesso de clientes qualificados do MB a investimento na Asaas, antes restrito a grandes fundos de VCs
Imagem da matéria: Wormhole diz pagar mais de 999% na semana em staking de novo token

Wormhole diz pagar mais de 999% na semana em staking de novo token

Token W, lançado esta semana, está chamando atenção ao render mais de 999% em staking na plataforma Kamino
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Bitcoin e Ethereum vão em direções opostas nesta sexta-feira (5), com investidores globais atentos aos dados do mercado de trabalho nos EUA
Imagem da matéria: Metade dos tokens em pré-venda na Solana são golpes, diz pesquisa

Metade dos tokens em pré-venda na Solana são golpes, diz pesquisa

Golpistas estão se aproveitando da pré-vendas de tokens na rede Solana para enganarem usuários em plataformas como Telegram