Imagem da matéria: Mineração de Criptomoedas por Hackers é mais Problemático que Ataques de Ransomware, Diz Estudo
(Foto: Ivan David Gomes Arce/Flickr)

A mineração oculta de criptomoedas tem sido cada vez mais popular entre hackers para ganhar dinheiro ilicitamente. A técnica, chamada “cryptojacking” vem ganhando mais vítimas de 2017 para cá.

A conclusão vem do relatório do meio do ano da Skybox Security. O estudo periódico “Vulnerabilidade e Tendências de Ameaça” indicou que mineração ilícita de criptoativos já corresponde a 32% de todos os ciberataques, enquanto ameaças do tipo ransomware são apenas 8% dos ataques identificados.

Publicidade

Cryptojacking usa códigos ocultos em sites, programas e dispositivos usados por suas vítimas para explorar a capacidade de processamento dos computadores. Podem usar o processador, a placa-mãe e até a largura de banda de internet para minerar criptomoedas, em detrimento da velocidade e eficiência do computador para a vítima.

Novo perfil de ataques

O panorama de ataques cibernéticos mudou drasticamente nos últimos meses. No mesmo relatório da Skybox Security do segundo semestre de 2017, a situação era praticamente inversa: ronsomwares correspondiam a 32% dos ataques, enquanto cryptojacking eram 7% dos casos. O relatório avalia:

Mineradores podem ser novatos nessa atividade, mas estão crescendo. Com grandes oportunidades de lucro e pequena chance de serem descobertos ou parados, essas ferramentas de malware oferecem um porto seguro criador de dinheiro para criminosos cibernéticos.

Embora seja difícil estabelecer as causas da mudança de perfil de ataques cibernéticos, a companhia de segurança diz no relatório que os ransomwares perderam “popularidade” entre os hackers depois que surgiam cada vez mais relatos de que as vítimas não tinham seus arquivos sequestrados recuperados após o pagamento em criptomoeda.

Outra razão apontada para a mudança é o surgimento de mais ferramentas de segurança contra esse tipo de ataque, como backups e antivírus. Além disso, a desvalorização do valor das criptomoedas do fim do ano passado para cá teria tornado os “resgates” de arquivos criptografados menos lucrativos.

Publicidade

Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

Notcoin é um jogo baseado no Telegram que nos últimos meses acumulou um total de 35 milhões de jogadores
Imagem da matéria: Plume, blockchain de tokenização de RWA, capta US$ 10 milhões em rodada de investimento

Plume, blockchain de tokenização de RWA, capta US$ 10 milhões em rodada de investimento

Plume hospeda mais de 80 projetos RWA, abrangendo itens colecionáveis, ativos alternativos, sintéticos, bens de luxo, imóveis, DeFi e muito mais
Imagem da matéria: Investidor acende alerta da comunidade ao ser hospitalizado após tentar fazer memecoin viralizar

Investidor acende alerta da comunidade ao ser hospitalizado após tentar fazer memecoin viralizar

O usuário foi atingido por fogos de artifício em uma live de divulgação do seu token
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins