Mão segurando celular com o logo da carteira de criptomoedas MetaMask
(Foto: Shutterstock)

A MetaMask, uma das carteira de criptomoedas mais populares do mundo, foi removida da App Store da Apple nos Estados Unidos neste sábado (14). Porém, algumas horas depois o produto foi novamente disponibilizado.

O aplicativo foi removido devido a “um erro operacional interno do nosso lado”, disse um porta-voz do MetaMask ao Decrypt, em vez de uma ação tomada pela Apple.

Publicidade

O episódio foi primeiramente relatado no Twitter por @WatcherGuru.

Um comentário de uma conta aparentemente pertencente a um representante do MetaMask respondeu rapidamente, confirmando que a equipe está ciente do problema.

“Estamos cientes, trabalhando para descobrir o que aconteceu e resolver o problema o mais rápido possível”, respondeu @tayvano_, acredita-se ser Taylor Monahan, gerente de produto líder do MetaMask. “Por favor, denuncie e nos avise se você encontrar algum aplicativo falso do MetaMask na App Store. O maior problema ao remover aplicativos legítimos é que isso abre espaço para aplicativos maliciosos e pescadores.”

Sua declaração foi posteriormente substituída por uma resposta oficial da conta @MetaMask.

Elo Gimenez, diretora global de relações públicas da ConsenSys, confirmou a remoção e disse ao Decrypt que o problema não está relacionado a nenhuma atividade maliciosa.

“É importante destacar que isso não é uma preocupação de segurança, e não há comprometimento ou ação necessária por parte dos usuários”, disse Gimenez. “Além disso, não está relacionado à funcionalidade do aplicativo.”

Publicidade

Ela também reiterou o pedido de ajuda da comunidade de criptomoedas feito por Monahan.

“Se os usuários encontrarem algum aplicativo falso do MetaMask na App Store, pedimos gentilmente que denunciem imediatamente”, disse ela. “Nossa maior prioridade é resolver isso rapidamente e proteger os usuários de aplicativos falsos.”

“Nossa equipe dedicada está trabalhando diligentemente para resolver isso o mais rápido possível”, continuou ela. “Antecipamos que o MetaMask estará de volta à App Store em breve.”

Durante o sábado, o aplicativo foi restaurado.

Outros aplicativos carteira de criptomoedas já ficaram disponíveis na App Store, incluindo Coinbase, Uniswap e Binance.

Em dezembro de 2022, Dan Finlay, co-fundador e co-desenvolvedor líder do MetaMask, denunciou publicamente as políticas da App Store da Apple quando a empresa removeu o aplicativo da Coinbase. “Estou pronto para abandonar o ecossistema da Apple”, ele escreveu.

Em 2019, a MetaMask foi removida da loja de aplicativos Google Play, mas foi restaurada uma semana depois.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração mostra logotipo Solana à frente de gráfico de trading

Fundação Solana pune validadores acusados de “ataque do sanduíche”

Os ataques do sanduíche (sandwich attacks) vão contra as regras estabelecidas pela Fundação; Entenda
Imagem da matéria: FTX pode liquidar dívida fiscal de US$ 24 bilhões por US$ 200 milhões

FTX pode liquidar dívida fiscal de US$ 24 bilhões por US$ 200 milhões

Se aprovada pelo juiz, a FTX pagaria à Receita dos EUA US$ 200 milhões agora e US$ 685 milhões posteriormente
Imagem da matéria: Exchange japonesa DMM Bitcoin apresenta plano após perder US$ 300 milhões em BTC

Exchange japonesa DMM Bitcoin apresenta plano após perder US$ 300 milhões em BTC

Empresa já iniciou processo de captação para comprar a quantidade suficiente em Bitcoin para pagar os clientes impactados pelo ataque
Imagem da matéria: Robinhood compra a exchange de criptomoedas Bitstamp por US$ 200 milhões

Robinhood compra a exchange de criptomoedas Bitstamp por US$ 200 milhões

Espera-se que o acordo em dinheiro de US$ 200 milhões seja fechado no primeiro semestre de 2025, sujeito a aprovações regulatórias