Globo com mapa mundial
Shutterstock

O que acontece com os desenvolvedores de uma rede blockchain depois que um ecossistema inteiro implode? O projeto Terra oferece um indício disso.

Mais da metade dos 323 desenvolvedores – também popularmente chamados de devs – de código aberto que contribuíram para projetos na rede Terra antes de sua stablecoin algorítmica colapsar no primeiro semestre de 2022 pararam de trabalhar com projetos cripto até dezembro, de acordo com um relatório da Electric Capital divulgado em janeiro.

Publicidade

A rede Terra derreteu em maio, como resultado dos fracassos da stablecoin algorítmica UST e do token LUNA, eliminando do mercado US$ 40 bilhões em ativos.

Como consequência disso, 180 desenvolvedores parecem ter parado completamente de trabalhar com projetos cripto. Dos que permaneceram ativos, 42 desenvolvedores migraram para outros projetos da Cosmos network. De acordo com a Electric Capital, 35 desenvolvedores ficaram com a rede e agora estão trabalhando na reconstrução de “Luna 2.0”; cinco outros passaram para o Solana; e 11 estão agora envolvidos com o projeto Osmosis, uma exchange descentralizada baseada em Cosmos.

O colapso do projeto Terra foi um grande golpe para o ecossistema DeFi porque o Terra, ele próprio um ecossistema construído em Cosmos, tornou-se a rede de escolha para os traders DeFi depois do Ethereum.

Desenvolvedores de criptomoedas

A Electric Capital, empresa de capital de risco que elaborou o relatório “desenvolvedores cripto”, tem sido um investidor na exchange descentralizada dYdX, no software de carteira de criptomoedas MetaMask e na exchange centralizada Kraken. A empresa liderou um esforço de código aberto para catalogar repositórios do GitHub para projetos cripto, que usa para estimar quantos desenvolvedores ativos existem no setor.

Publicidade

“Um dos primeiros e principais indicadores de criação de valor em ecossistemas tecnológicos emergentes é o envolvimento dos desenvolvedores”, disse Avichal Garg, sócio da empresa, ao Decrypt em um e-mail (e ecoando a linguagem do site da empresa). “Os desenvolvedores criam aplicativos incríveis que agregam valor aos usuários finais, o que atrai mais clientes e, em seguida, atrai mais desenvolvedores.”

Após a interrupção da Terra e a reinicialização de sua blockchain, outras redes lançaram esforços para ajudar os desenvolvedores a migrar seus projetos.

A Juno Network, uma blockchain baseada em Cosmos a qual permite que diferentes contratos inteligentes interajam entre si, foi uma das primeiras a criar um programa de incentivos para ajudar os projetos Terra a migrarem para a rede. A TronDAO, a organização por trás da blockchain Tron, lançou um fundo de US$ 10 milhões para atrair desenvolvedores. Outro grande grupo de desenvolvedores migrou para a Polygon.

Desenvolvedores deixam projetos de criptomoedas

O projeto Terra foi um dos vários ecossistemas cripto que perderam desenvolvedores em 2022.

Um dos outros ecossistemas, o Harmony, viu seu preço simbólico cair vertiginosamente depois de US$ 100 milhões em ativos terem sido roubados de sua ponte entre Horizon e Ethereum em junho. Outro ecossistema é o Fantom, uma blockchain de primeira camada que se conecta ao Ethereum com uma cadeia de pontes, e que viu seu crescimento reduzido em meio a preocupações com segurança.

Publicidade

Apesar de todas as saídas, a Electric Capital estima que a comunidade de desenvolvedores cripto cresceu 5% em 2022. Um recorde histórico de 61 mil desenvolvedores contribuíram com código para projetos cripto pela primeira vez durante o ano e mais de 23 mil desenvolvedores mensais estavam ativos em dezembro.

No ano passado, houve também sinais de que o duopólio do Bitcoin e do Ethereum, pelo menos em termos de desenvolvedores principais, estava começando a diminuir. Até 72% dos desenvolvedores ativos mensais trabalharam em projetos fora das duas maiores blockchains, de acordo com o relatório. Solana, Near e Polygon, todos cresceram 40% desde 2021, com mais de 500 desenvolvedores ativos mensais em cada projeto.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Memecoin de Trump na Solana dispara com boatos de ser token oficial

Memecoin de Trump na Solana dispara com boatos de ser token oficial

Sem nenhuma evidência de um vínculo com Trump, uma memecoin mais do que dobrou de preço e teve US$ 129 milhões em negociações com base em um boato
Imagem da matéria: Escritório de advocacia Mattos Filho ingressa na ABcripto

Escritório de advocacia Mattos Filho ingressa na ABcripto

“Um dos principais desafios é a criação de um arcabouço regulatório que estabeleça segurança jurídica para a indústria”, afirma escritório
Imagem da matéria: Ripple cita Terra em apelação para reduzir multa da SEC de US$ 2 bi para US$ 10 mi

Ripple cita Terra em apelação para reduzir multa da SEC de US$ 2 bi para US$ 10 mi

A Ripple argumenta que sua penalidade é muito alta, “mesmo que não haja alegações de fraude neste caso”
moeda cardano ADA com graficos ao fundo

Charles Hoskinson diz que hard fork ‘Chang’ será marco na história da Cardano

Agendado para este mês de junho, a atualização Chang levará a Cardano para a versão 9.0