FTX, SBF
FTX entrou em colapso em novembro de 2022 (Foto: Shutterstock)

colapso da FTX virou simplesmente o assunto mais popular na história das criptomoedas, com inúmeras manchetes dedicadas à queda da corretora, seu fundador Sam Bankman-Fried (SBF), e sua corte, incluindo nomes como Caroline Ellison e Gary Wang.

Inevitavelmente, Hollywood resolveu contar essa história.

Publicidade

É um conto clássico de excesso de arrogância que leva à destruição, recheado de detalhes obscenos (o “poliamor”, alguém se lembra?) e que levou celebridades — de Lewis Hamilton a Gisele Bündchen — a estarem ao seu redor.

Com Bankman-Fried agora enfrentando acusações criminais, que podem colocá-lo na prisão por mais de 130 anos, qualquer filme também tem garantido um ato final dramático no tribunal.

Não é de surpreender, então, que as produtoras estejam correndo para serem as primeiras a conseguirem fazer filmes, séries de TV e documentários focados na queda de SBF.

É claro que nem todos estes projetos chegarão às telas, com muitos deles fracassando no inferno da produção — mas com certeza dá pra dizer que, se você quiser assistir a um filme, série ou documentário sobre a FTX entre 2023 e 2024, você terá uma grande variedade de opções para escolher.

Adaptação de Michael Lewis

Provavelmente, o perfil mais importante de todos os projetos FTX em desenvolvimento é a adaptação do próximo livro de Michael Lewis sobre Sam Bankman-Fried.

Publicidade

O autor de “A Grande Aposta”, “Moneyball” e “Flash Boys” passou seis meses “viajando e entrevistando SBF”, de acordo com uma carta divulgada pela sua agência CAA. A colaboração parece continuar mesmo após a prisão de Bankman-Fried, com Lewis supostamente visitando o magnata da FTX por “várias horas” em janeiro de 2023.

Apesar do livro de Lewis ter se concentrado inicialmente na rápida ascensão de Bankman-Fried e na adoção da filosofia do “altruísmo eficaz”, o colapso da FTX proporcionou um “final dramático para a história”, de acordo com o agente da CAA, Matthew Snyder.

Snyder também sinalizou a rivalidade entre Bankman-Fried e o CEO da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, como um possível fio narrativo no livro, com Lewis comparando-os a “Luke Skywalker e Darth Vader do setor cripto.”

De acordo com um artigo do The Hollywood Reporter, Lewis tem oferecido os direitos de cinema e TV de seu livro, com a Apple “se aproximando de um acordo” na faixa dos sete dígitos. Segundo a Deadline, outras partes interessadas incluem a Amazon Studios, o produtor de “Harry Potter”, David Heyman, e a empresa de empresariamento, Sugar23, que supostamente está agindo em nome do ator Josh Gad (que anteriormente interpretou o cofundador da Apple, Steve Wozniak, no filme “Jobs”).

Publicidade

A Deadline relata que o diretor de “A Grande Aposta”, Adam McKay, “pode se envolver” com o projeto, enquanto a Netflix também está “cogitando” o título em nome do diretor de “A Rede Social”, David Fincher, que assinou um acordo de exclusividade de quatro anos com o serviço de streaming em 2020.

Minissérie na Amazon Prime

A Amazon Studios está produzindo seu próprio projeto sobre a FTX e encomendou uma minissérie a Joe e Anthony Russo, os diretores por trás dos dois últimos filmes dos Vingadores da Marvel.

Segundo a Variety, os irmãos Russo produzirão a série de oito episódios através de sua produtora ABGO, e estão em discussões para fazer a direção e produção executiva.

Baseada em “relatórios internos” de vários jornalistas que cobriram o colapso da FTX, a minissérie será escrita por David Weil, cujos créditos anteriores incluem “Hunters” e “Solos” da Amazon, bem como “Invasion” da Apple TV.

De acordo com a Variety, “múltiplos atores da Marvel” estão discutindo sobre papéis no programa, embora os detalhes do elenco ainda não tenham sido revelados. Em um comunicado, os irmãos Russo descreveram Sam Bankman-Fried como “uma figura extremamente misteriosa com motivações complexas e potencialmente perigosas”, que conduziu “uma das fraudes mais descaradas já cometidas.”

Publicidade

Projeto do Graham Moore

Graham Moore, o roteirista vencedor do Oscar com “O Jogo da Imitação”, está definido para escrever e dirigir uma adaptação da história apresentada em reportagem de capa da New York Magazine  sobre a queda da FTX, segundo a Deadline. E Scoop Wasserstein é quem deve produzir a adaptação em nome da Vox Media Studios.

Moore ainda não decidiu se o projeto assumirá a forma de um longa-metragem ou de uma série de TV. O escritor-diretor contou à Deadline: “passei muito tempo escrevendo sobre os personagens complexos e singulares no centro de grandes momentos tecnológicos”, acrescentando que “no caso de SBF, ‘complexo’ e ‘singular’ soam como eufemismos. Não sei se ele pretendia ou não mudar o mundo — mas parece que ele conseguiu.”

Esse não é o único projeto relacionado ao setor cripto que a New York Magazine planeja extrair de seus artigos; a estrela de “Emily in Paris”, Lily Collins, está cotada para o “Razzlekhan: o Infame Crocodilo de Wall Street”, baseado na cobertura da revista sobre o aspirante a rapper e acusado de lavagem de dinheiro usando Bitcoin, Heather Morgan

Produção da Panoramic

Um quarto projeto sobre a FTX está sendo desenvolvido pela Panoramic Media, de Scott Burns e Jonathan Glickman. Segundo a Deadline, a Panoramic está “olhando para um projeto potencial” com o escritor do New York Times , Andrew Ross Sorkin que, em dezembro de 2022, entrevistou Bankman-Fried após o colapso de sua empresa.

Durante a longa entrevista, Bankman-Fried alegou que, “cometeu muitos erros”, e que ele “nunca tentou cometer fraude contra ninguém.”

Os créditos de Glickman, ex-presidente do MGM Motion Picture Group, incluem a série “Creed”, “Wandinha”, da Netflix, e os filmes de James Bond “Skyfall”, “Spectre” e “No Time To Die”.”

Documentário da New York Magazine

Juntamente com a adaptação roteirizada mencionada anteriormente, a New York Magazine e a Vox Media também estão colaborando em um documentário baseado no colapso do Império cripto de Bankman-Fried. Segundo a Deadline, o projeto se baseará em fontes e repórteres que trabalharam tanto nos EUA quanto nas Bahamas.

Publicidade

SBF pelas lentes da Vice

Produzido pela Vice Media e pelo portal de notícias de tecnologia e negócios The Information, “SBF e o fim do Vale do Silício” deve chegar no segundo trimestre de 2023. Segundo o The Hollywood Reporter, o documentário se baseará em relatórios do time da Motherboard, publicação da Vice, e dos times de cripto e VC da The Information, e dissecarão a liderança inexperiente da FTX, o papel dos VCs e o envolvimento de Bankman-Fried com o movimento “altruísmo eficaz”.

“Ao mesmo tempo em que a primeira geração de gigantes do Vale do Silício enfrentava mercados turbulentos, novos desafios de negócios e demissões em massa, o dinheiro continuava entrando na FTX enquanto tentavam derrubar o sistema financeiro mundial com esquemas de busca de risco que ninguém ousava questionar”, disse a fundadora do portal The Information, Jessica Lessin, em um comunicado.

“Esta história marca o fim de uma era no Vale do Silício. Uma nova ‘Idade das Trevas’ está chegando.”

Documentário do XTR

O estúdio de não-ficção XTR entrou em produção do seu documentário sobre a FTX ainda sem título, com filmagens conduzidas nas Bahamas — onde a exchange estava sediada — em novembro de 2022.

O diretor indicado ao Oscar, David Darg, cujos créditos anteriores incluem “Body Team 12” e “O Retorno de David Arquette”, está liderando o projeto, que afirma ter “acesso garantido sem precedentes aos principais participantes da FTX e da comunidade cripto”, de acordo com um relatório da Variety.

Descrevendo-a como “a história financeira mais sensacional desde que a WallStreetBets disruptou o mercado de ações durante a pandemia”, o produtor executivo Justin Lacob disse que a saga FTX “expõe grandes falhas dentro do universo das criptomoedas.”

Filme da Fortune e da Unrealistic Ideas

Em fevereiro de 2023, a produtora de Mark Wahlberg, Unrealistic Ideas, responsável por “McMillions” da HBO, entrou na briga com seu próprio projeto documental.

Produzido em conjunto com a revista Fortune , o filme está explicitamente posicionado como focado na relação entre a SBF e o CEO da Binance, Changpeng Zhao, com o produtor executivo Archie Gips descrevendo-o como um “drama Shakespeariano.”

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Projeto da Solana vai dar bônus de 100% em airdrop de novo token

Projeto da Solana vai dar bônus de 100% em airdrop de novo token

Sanctum, projeto de staking na blockchain Solana, irá dar bônus de 100% para quem esperar seis meses para acessar os tokens
Imagem da matéria: Jogador que traiu Iza perdeu R$ 50 mil na pirâmide Braiscompany

Jogador que traiu Iza perdeu R$ 50 mil na pirâmide Braiscompany

Yuri Lima entrou na Justiça alegando ter aplicado R$ 50 mil na Braiscompany, pirâmide financeira que ruiu em dezembro de 2022
Close na mão de candidato preenche gabarito com lápis preto

Novo concurso do BNDES pede conhecimento em criptomoedas e blockchain; Salário é de R$ 20,9 mil

São 900 vagas para vários cargos, incluindo cadastro de reserva e cotas para candidatos negros e pessoas com deficiência
Imagem da matéria: Sinais mistos deixarão Bitcoin "instável" nos próximos meses, diz Coinbase

Sinais mistos deixarão Bitcoin “instável” nos próximos meses, diz Coinbase

O terceiro trimestre de 2024 começou com um “tom amargo” graças às vendas de Bitcoin da Alemanha e da Mt. Gox, diz a Coinbase Research