Imagem da matéria: John McAfee lança plataforma de trading de criptomoedas sem custódia
(Foto: Gage Skidmore/Flickr)

O criador do anti-vírus que leva seu nome e um dos maiores entusiastas do bitcoin, John McAfee, lançou sua própria plataforma de trading de criptomoedas na terça-feira (11) . Batizada de ‘McAfee Magic’, a plataforma promete negociar 500 criptomoedas em oito diferentes exchanges.

A McAfee Magic não é uma exchange de custódia, ou seja, os usuários têm que usar suas APIs para se conectar e negociar, tanto manualmente quanto no trading automático. Os fundos das exchanges são, então, transferidos para a Magic para negociação.

Publicidade

No Twitter, McAfee avisou sobre o lançamento da plataforma e pediu desculpas pela demora, pois estava fugindo de assassinos.

“Desculpem pelo atraso da minha magnum opus (grande obra) plataforma de trading. É que esta semana eu não esperava que teria uma luta junto com o comissário da polícia de Bahamas para me esquivar de assassinos. Mas, antes tarde do que nunca. Aqui está. (Próxima semana, os cartões de débito)”.

McAfee promete segurança

Em relação à segurança da plataforma de McAffe, na compilação de perguntas frequentes (FAQ) há a informação de que o site está hospedado em servidores de alto nível da Amazon Web Service.

De acordo com o texto, o site possui proteção contra ataques DDoS. No entanto, a McAfee Magic já havia sofrido o primeiro ‘golpe’ de hackers mesmo antes de seu lançamento.

Segundo empresário, o ataque serviu para que a exchange estivesse pronta. Ele revelou que a Amazon Web Service já teria cuidado do problema. No site há a informação de que a plataforma só foi liberada depois de “extensos testes e auditorias que se estenderam por meses”.

Publicidade

McAfee Freedom Coin

Há pouco mais de uma semana, McAfee anunciou uma criptomoeda com o próprio nome, ‘McAfee Freedom Coin’, com valor zero, sem lastro e independente de exchanges.

Em resumo, como escreveu o site, seria uma “moeda desconectada de moedas fiduciárias e de outras criptomoedas, mas aceita universalmente”.

Cartão Visa para bitcoin

Em meados de abril o fanfarrão também disse que criaria um cartão de crédito Visa para quem possuísse Bitcoin.

Na ocasião, uma publicação, oriunda de Bahamas, divulgava uma arte de como seria o suposto cartão. Com bandeira Visa e bem colorido, a imagem possuía ilustrações análogas a tecnologias, liberdade e as seguintes frases: “Recupere sua alma” e “Amante da Liberdade”.

Fora que, no mesmo período, John McAfee ameaçou revelar a identidade de Satoshi Nakamoto, desistindo em seguida.


Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Manhã Cripto: Bitcoin ganha força à espera de dados de emprego nos EUA; Paraguai propõe suspender mineração cripto

Bitcoin e Ethereum vão em direções opostas nesta sexta-feira (5), com investidores globais atentos aos dados do mercado de trabalho nos EUA
Imagem da matéria: Berachain: a mais recente rival de Ethereum e Solana que arrecadou muito dinheiro

Berachain: a mais recente rival de Ethereum e Solana que arrecadou muito dinheiro

Fundada por desenvolvedores com nomes com temas de urso, Berachain é construída no Cosmos SDK e pretende ser a próxima grande cadeia de camada 1
Imagem da matéria: Avenged Sevenfold está transformando fãs de heavy metal em "Evangelistas da Blockchain"

Avenged Sevenfold está transformando fãs de heavy metal em “Evangelistas da Blockchain”

Plataforma descentralizada recompensa fãs do Avenged Sevenfold e gera recompensas por participarem de atividades ligadas à banda
Imagem da matéria: Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Grupo de bancos centrais lança projeto de tokenização para aprimorar sistema financeiro global

Projeto quer aproveitar contratos inteligentes e tokenização para acelerar os serviços que os bancos centrais oferecem às instituições financeiras globais