pilha de bitcoin em cima da bandeira da nigeria
Shutterstock

As principais criptomoedas são negociadas no vermelho nesta sexta-feira (23), em mais um dia de correção, enquanto traders de renda variável fazem uma pausa no rali que elevou os índices acionários para níveis recordes nesta semana.

Bitcoin tem queda de 1,6% em 24 horas, para US$ 51.008,87, segundo dados do Coingecko.   

Publicidade

Em reais, o BTC cai 1,2%, negociado a R$ 255.073,40, de acordo com o Índice do Preço do Bitcoin (IPB). 

Ethereum (ETH) registra baixa de 2,1%, cotado a US$ 2.933,01. 

As altcoins acompanham as perdas, entre elas BNB (-1,3%), XRP (-2%), Solana (-3,6%), Cardano (-2,7%), Dogecoin (-1,3%), TRON (-0,9%), Chainlink (-4,2%), Avalanche (-2,6%), Polkadot (-2,5%) e Shiba Inu (1%). Polygon opera com estabilidade (+0,3%).

Bitcoin hoje

Em meio à correção nesta sexta, o preço do Bitcoin já não está tão alinhado com os fluxos de entrada e saída dos fundos de índice (ETFs) à vista nos EUA como anteriormente, de acordo com relatório do JPMorgan compartilhado pelo CoinDesk.

Na quarta-feira (21), a correlação entre as duas classes de ativos caiu para 0,60, segundo o analista Ken Worthington. O número se compara ao nível de 0,78, em 7 de fevereiro, e a 0,84 em 31 de janeiro.

Worthington explicou que um indicador acima de 0,70 é considerado “altamente correlacionado” e logo abaixo seria “moderadamente correlacionado”.

Apesar das críticas do Banco Central Europeu aos ETFs com exposição direta ao Bitcoin nos EUA, investidores aplicaram um volume recorde de US$ 2,4 bilhões nesses produtos na semana passada.

Publicidade

Com seu ETF de Bitcoin à vista no mercado, a Valkyrie lançou um produto alavancado de BTC (BTFX) na quinta-feira (22) que visa oferecer o dobro do desempenho diário de um índice futuro atrelado à maior criptomoeda.

“Com o Bitcoin tão em foco agora, traders e investidores estão analisando como podem usar instrumentos financeiros para explorar esse espaço e, como líderes em ETFs focados em ativos digitais, queríamos ter certeza de que forneceríamos um grande fundo”, afirmou a gestora em comunicado.

Quem também está investindo em Bitcoin e Ethereum é a rede social Reddit, que em documento a reguladores anunciou que vai abrir o capital. A plataforma não informou o valor investido nas duas criptomoedas.

Enquanto isso, a empresa de pagamentos Block de Jack Dorsey disse que suas apostas em Bitcoin renderam ganhos de US$ 207 milhões.

Publicidade

Nigéria barra plataformas de criptomoedas

Autoridades da Nigéria bloquearam o acesso a algumas das maiores corretoras de criptomoedas do mundo, em meio à tentativa do governo de frear a especulação cambial e a forte desvalorização da moeda local naira. As informações são do Financial Times.

A Comissão Nigeriana de Comunicações (NCC) ordenou na quarta-feira (21) que empresas de telecomunicações restringissem o acesso de consumidores aos sites de empresas como Binance e Kraken, segundo pessoas a par do assunto. Na quinta-feira (22), usuários tinham acesso irregular a alguns sites.

Apesar do bloqueio, a Coinbase informou que sua plataforma está funcionando na Nigéria, um de seus maiores mercados na África.

“Continuamos investigando esses relatos, mas, com base em uma investigação inicial, parece que o Coinbase.com continua acessível na Nigéria”, disse a empresa em comunicado enviado ao Decrypt.

Nos EUA, onde reguladores também apertam o cerco contra plataformas de criptomoedas, a Kraken se juntou à Coinbase e à Binance e registrou um pedido de anulação do processo da SEC, equivalente à CVM no mercado americano.

Publicidade

“A lei é clara”, afirmou um porta-voz da Kraken ao Decrypt. “Nenhum dos ativos na queixa da SEC constitui ‘contratos de investimento’ e a Kraken não é uma bolsa de valores.”

Fatia da FTX na Anthropic

A FTX, exchange cripto em recuperação judicial, obteve aprovação de um tribunal para vender suas ações na startup de inteligência artificial Anthropic. A venda poderia adicionar mais de US$ 1 bilhão ao caixa de US$ 6,4 bilhões da massa falida da FTX, de acordo com a Bloomberg.

John Dorsey, juiz de falências dos EUA, disse na quinta-feira (22) que a FTX, fundada por Sam Bankman-Fried, pode se desfazer de sua participação de 8% na empresa de IA.

No final do ano passado, a Anthropic estava em negociações para levantar US$ 750 milhões com um “valuation” de US$ 18,4 bilhões, mas, segundo o The Information, a startup foi avaliada em US$ 15 bilhões na captação.

O novo comando da FTX também desistiu de uma ação judicial que buscava recuperar pelo menos US$ 323,5 milhões dos proprietários originais da unidade europeia da exchange falida, reportou o Wall Street Journal.

Os dois principais alvos do processo – os cofundadores da FTX Europe, Patrick Gruhn e Robin Matzke – concordaram em recomprar os ativos da unidade por US$ 32,7 milhões.

Publicidade

Outros destaques das criptomoedas

Cerca de US$ 9,5 milhões em Ethereum foram roubados de carteiras na rede de jogos Ronin na quinta-feira (22) e desviados por meio do serviço de mixagem de criptomoedas sancionado Tornado Cash, informou o Decrypt. Em tuíte, Jeff “Jiho” Zirlin, cofundador da Ronin e do game NFT Axie Infinity, disse que foi impactado pelo ataque. No total, cerca de 3.250 ETH foram roubados da blockchain Ronin e enviados para três carteiras Ethereum, de acordo com tuítes das empresas de segurança PeckShield e Webacy.

A União Europeia escolheu Frankfurt para a sede de sua nova agência, a Autoridade Antilavagem de Dinheiro (AMLA), que terá como foco supervisionar a indústria de criptoativos. O órgão tem como tarefa garantir o cumprimento de todas as obrigações contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo acordadas pelo bloco.

“Estamos mitigando os riscos associados a grandes somas com um limite de 10 mil euros em toda a UE para pagamentos em dinheiro. Ao mesmo tempo, estamos abordando os riscos apresentados por cripto e pelo anonimato que o setor permite”, disse em coletiva de imprensa Mairead McGuinness, Comissária Europeia para Estabilidade Financeira, Serviços Financeiros e União dos Mercados de Capitais.

A Comissão Jurídicaque analisa e recomenda mudanças nas leis da Inglaterra e do País de Gales, publicou uma consulta sobre projetos para classificar criptomoedas como propriedade. “Os direitos de propriedade pessoal são importantes por muitas razões, inclusive em caso de insolvência ou quando há interferência ou tomada ilegal de bens”, disse a comissão na quinta-feira (22).

“No entanto, como os ativos digitais diferem significativamente dos ativos físicos e dos ativos baseados em direitos, como dívidas e títulos financeiros, eles não se enquadram nas categorias tradicionais de bens pessoais.” As respostas devem ser enviadas até 22 de março.

VOCÊ PODE GOSTAR
mescla de dólares e moedas de bitcoin sobre a mesa

O halving já está precificado? Desvendando a questão do preço do Bitcoin

O halving do Bitcoin já está precificado para o mercado? Apresentamos uma retrospectiva de exemplos históricos
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA no fundo

Proprietários de criptomoedas são uma força na eleição dos EUA de 2024, diz estudo

Quase um em cada cinco eleitores possui criptomoedas, o que os torna um eleitorado potencialmente poderoso em novembro, segundo a Galaxy Digital
Imagem da matéria: ETF de Bitcoin da BlackRock deve superar o da Grayscale após o halving

ETF de Bitcoin da BlackRock deve superar o da Grayscale após o halving

Analista da Bloomberg, Eric Balchunas, aponta que o “GBTC atualmente mantém uma vantagem de US$ 2,3 bilhões,” metade do que era na semana passada
Imagem da matéria: Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

No Parque Hyatt, no centro de Paris, o presidente da Crypto.com, Eric Anziani, falou com o Decrypt sobre regulamentação e a expansão de sua exchange