Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin mostra força ao ter valor mais alto a cada novo dia 1º dos cinco primeiros meses de 2023
Foto: Shutterstock

O mercado de criptomoedas amanheceu neste 1º de maio, feriado do Dia do Trabalhador em vários países, em uma tendência de queda. O Bitcoin (BTC) é vendido a US$ 28.570, com queda de 2,3% no momento da redação deste texto. 

Segundo o Índice de Preço do Bitcoin (IPB), a criptomoeda é vendida a R$ 143.998,88

Publicidade

O Ethereum (ETH) sofre perda ainda mais forte, de 3,1% e é cotado em US$ 1.847. Os dados são da CoinGecko

Como é de praxe, o mercado de criptomoedas segue seus dois principais líderes na alta e na baixa. Então temos resultados negativos para todos os lados: XRP (2.3%), Cardano (-2,6%), Lido Staked Ether (-3,1%), Dogecoin (-2,6%), Polygon (-1,8%), Solana (-5,6%), Polkadot (-3,4%), Litecoin (-3,4%), Shiba Ini (-2,6%) e Avalanche (-2,2%). 

Mas diante desse cenário, uma exceção chama a atenção: a BNB (BNB), token nativo da Binance que é a quarta maior criptomoeda em capitalização de mercado, sobe 3,9% e é vendida a US$ 334,90. 

Licença cripto em Dubai 

Conforme mostra reportagem da Reuters, a corretora BitOasis recebeu a primeira licença operacional de produto mínimo viável de corretora do regulador de cripto de Dubai, informou a empresa na segunda-feira.

A Autoridade Reguladora de Ativos Virtuais de Dubai (VARA) foi criada em março de 2022 para regular o setor de ativos virtuais no país – os Emirados Árabes Unidos têm a ambição de se tornar um centro global para o setor.

Publicidade

Escalada de quatro meses do BTC 

Como lembrou reportagem da Bloomberg, o Bitcoin está em uma escalada de preços que não se via desde 2021: já foram quatro meses seguidos de alta.

O BTC abriu 1º de janeiro em US$ 16.615, depois chegou em 1º de fevereiro em US$ 23.725, passou para 1º de março em US$ 23.643 e saltou para US$ 28.498 em 1º de abril. 

Agora abre o mês de maio em US$ 28.570, tendo buscado até preços maiores durante as negociações na Ásia.

Halving do Bitcoin

Reportagem do Portal do Bitcoin publicada no domingo (30) aponta que dentro de aproximadamente 365 dias deve ocorrer o evento quadrienal no Bitcoin (BTC) chamado halving, que reduz a distribuição de novas moedas pela metade e foi programado por Satoshi Nakamoto.

Desde que o primeiro bloco de Bitcoin foi acrescentado à primeira blockchain de criptomoeda, o software já executou três halvings — e o próximo deve ocorrer por volta do dia 12 de maio de 2024, segundo previsão do NiceHash.

Publicidade

Satoshi Nakamoto programou o código do Bitcoin para que a quantidade de moedas liberadas em cada bloco através da coinbase fosse reduzida pela metade sempre que 210.000 blocos tivessem sido minerados.

A “redução pela metade” é o que chamamos de halving (tradução literal do inglês).

Foi determinado que cada bloco deveria ser descoberto em um intervalo médio de 10 minutos. 

Mas, existem blocos que são descobertos efetivamente no mesmo segundo — algumas vezes gerando blocos vazios, sem transações além da coinbase — e existem blocos descobertos em intervalos superiores a uma hora.

Porém, o ajuste de dificuldade da mineração ocorre toda semana para manter a média dos 10 minutos.

Desta forma, os 210.000 blocos, normalmente, ocorrem dentro do intervalo de quatro anos no calendário gregoriano.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021
Imagem da matéria: Solana salta quase 5% e deixa Bitcoin e Ethereum para trás

Solana salta quase 5% e deixa Bitcoin e Ethereum para trás

Solana é a moeda que mais valoriza entre as 10 principais do mercado; BTC e ETH sofrem leves quedas nesta tarde
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
Imagem da matéria: FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

Segundo os balanços, a FTX deve cerca de US$ 11 bilhões, e conseguiu levantar entre US$ 14,5 e US$ 16,3 bilhões até agora