Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) se mantém acima de US$ 28 mil com expectativa que ETFs à vista atraiam US$ 1 tri ao mercado 
Foto: Shutterstock

As principais criptomoedas perdem força em linha com o recuo dos índices acionários nesta quarta-feira (18), em uma manhã marcada pela escalada do conflito entre o grupo Hamas e Israel após uma explosão em um hospital de Gaza. O barril de petróleo chegou a subir 3%. 

Mais cedo, o Bitcoin ganhava força com a decisão da Fidelity Investments de ajustar seu pedido para lançar um fundo de índice com exposição direta à maior criptomoeda.

Publicidade

Bitcoin cai 0,4% em 24 horas, para US$ 28.399,36, segundo dados do Coingecko.   

Em reais, o BTC sobe 0,4%, negociado a R$ 144.142,42, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

O Ethereum (ETH) tem queda de 0,9%, cotado a US$ 1.578,16. Em meio às notícias de vendas de ETH pelo cofundador do Ethereum, Vitalik Buterin mandou um recado: “Não vendo Ethereum para ganho pessoal desde 2018”

As altcoins são negociadas em terreno negativo nesta quarta, com destaque para BNB (-0,0%), XRP (-0,3%), Dogecoin (-1,7%), Cardano (-2%), Solana (-1,9%), Polkadot (-1,4%), Polygon (-2,1%), Shiba Inu (-2,4%) e Avalanche (-2,2%). 

Moons (-72%) e Brick (-47%), tokens baseados no Reddit, despencam nesta manhã depois que a rede social anunciou o fim do programa Community Points, três anos após o lançamento, informou o TechCrunch

Publicidade

Bitcoin hoje 

O Bitcoin chegou a ultrapassar US$ 28,8 mil nesta madrugada, com traders animados pela expectativa de aprovação de um fundo de índice (ETF) de Bitcoin à vista (spot). 

Na terça-feira (17), a gestora de ativos Fidelity apresentou uma alteração à sua proposta de ETF, o Wise Origin Bitcoin Trust, junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), especificando como pretende proteger bitcoins de clientes em contas de custódia e divulgar os riscos relacionados ao ambiente regulatório, entre outros fatores. 

Segundo analistas, o ajuste pode ser um sinal positivo de diálogo entre empresas com pedidos de ETFs pendentes e a SEC. 

Dados da CryptoQuant apontam que a aprovação desse tipo de produto poderia trazer US$ 1 trilhão ao mercado cripto.

No entanto, o ambiente geopolítico pesa sobre ativos vistos como mais arriscados, como cripto e ações. Em meio ao questionamento se as criptomoedas têm financiado o terrorismo, parlamentares dos EUA pressionam o presidente Joe Biden para prevenir esses riscos, de acordo com a Bloomberg

Publicidade

E essa preocupação de políticos americanos poderia prejudicar os esforços da Coinbase, maior exchange cripto dos EUA, para aprovar uma legislação favorável à indústria, diz o analista Mark Palmer, da Berenberg Capital Markets. 

Agente do FBI depõe em julgamento do fundador da FTX 

Em mais um dia de depoimentos no julgamento do ex-CEO da FTX, um agente do FBI revelou que Sam Bankman-Fried se reuniu com diversos políticos e representantes do setor financeiro antes do colapso da exchange cripto. 

Na terça-feira (17), o agente especial do FBI Richard Busick afirmou que, em março de 2022, SBF jantou com o prefeito de Nova York, Eric Adams, no restaurante italiano preferido do político na cidade.  

Em setembro do ano passado, SBF tinha um encontro programado com a governadora de Nova York, Kathy Hochul, na churrascaria The Capital Grill, dado curioso já que Bankman-Fried se diz vegano, de acordo com trechos divulgados pelo CoinDesk

Em outro depoimento, o ex-chefe de engenharia da FTX, Nishad Singh, disse ter sido humilhado por Bankman-Fried e que a saga da empresa teve grande impacto em sua saúde mental, ao ponto de causar pensamentos suicidas, revelou. 

Publicidade

O colapso da FTX não afetou apenas investidores e clientes, de acordo com reportagem do CoinDesk sobre como estudantes africanos também foram prejudicados pela quebra da corretora. 

Outros destaques das criptomoedas 

A ESMA, agência que supervisiona os mercados na União Europeia, recomendou que empresas cripto e reguladores nacionais comecem a se preparar para cumprir as novas regras da indústria no bloco, já que a fase de transição pode durar até meados de 2026. O regulador alertou que empresas “opacas e complexas” poderiam se aproveitar de diferenças na regulação entre os estados membros. 

Em outro avanço regulatório, ministros das Finanças da UE concordaram em adotar novas normas para que agências tributárias do bloco compartilhem dados sobre ativos digitais de pessoas físicas. E o Comitê de Supervisão Bancária de Basileia apresentou um modelo padrão para que grandes bancos divulguem sua exposição a criptoativos a partir de 2025, de acordo com a Reuters

Em contraste com o desaquecimento do mercado de tokens não fungíveis (NFTs), a nova coleção do artista Refik Anadol, chamada Winds of Yawanawá, gerou US$ 3,9 milhões em volume de negócios nos últimos sete dias, mostram dados do OpenSea. O projeto, que contou com a colaboração do povo Yawanawá, aproveita dados meteorológicos da aldeia habitada por esses indígenas na Floresta Amazônica, “incluindo a velocidade do vento, rajadas, direção e temperatura”, segundo a página da coleção no OpenSea. 

A rede social X (antigo Twitter) começou a testar uma assinatura anual de US$ 1 para novas contas na tentativa de reduzir spam e bots. O teste foi implementado na Nova Zelândia e nas Filipinas, onde novos usuários da web devem pagar a taxa se quiserem publicar, curtir, responder ou marcar alguma informação, segundo a Bloomberg

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Hashdex entra com pedido para lançar ETF de Bitcoin e Ethereum nos Estados Unidos

Hashdex entra com pedido para lançar ETF de Bitcoin e Ethereum nos Estados Unidos

A gestora de fundos apontou no formulário de aplicação que terá como parceiros custodiantes dos ativos a Coinbase, LLC e a BitGo
Imagem da matéria: Como investir em criptomoedas durante um Bull Market | Opinião

Como investir em criptomoedas durante um Bull Market | Opinião

Uma maneira eficaz de lidar com o Bull Market e investir com sabedoria é através da técnica de DCA – Dollar Cost Average
Martin Shkreli o Pharma Bro, posa para foto em banco de praça

“Pharma Bro” assume estar por trás da DJT, polêmica memecoin inspirada em Trump

Martin Shkreli, o “Pharma Bro”, disse ter mil provas de que criou o token DJT com o filho de Donald Trump
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin voltam a ter entradas líquidas com fluxo de US$ 101 milhões

ETFs de Bitcoin tiveram dois dias de saídas e voltaram a ter fluxo positivo com uma retomada do ânimo do mercado após dados de inflação nos EUA