Imagem da matéria: Manhã cripto: Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) voltam a cair após otimismo com marco regulatório nos EUA
Foto: Shutterstock

O mercado de criptomoedas devolve os ganhos após reagir com otimismo ao anúncio da ordem executiva sobre o setor nos Estados Unidos. Nesta quinta-feira, o Bitcoin (BTC) recua 6,7%, para US$ 39.228 nas últimas 24 horas, segundo o CoinGecko. O Ethereum (ETH) perde 5,5%, cotado a US$2.591,45. 

No Brasil, o Bitcoin opera em baixa de 7,2%, negociado a R$ 197.935, segundo o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

Publicidade

Em meio à preocupação com os efeitos da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, o BTC chegou a subir 11% na quarta-feira na esteira da assinatura da ordem executiva do presidente dos EUA, Joe Biden. Investidores ficaram animados com a perspectiva de regulação do setor, já que o governo americano deu sinais de que não planeja frear a “inovação”. “O mercado odeia a incerteza”, disse John Sarson, CEO e fundador da Sarson Funds, ao CoinDesk

Mas agora os investidores digerem a notícia, e as criptomoedas voltam a se alinhar com os índices acionários. Os futuros do S&P 500 e Nasdaq 100 indicam uma abertura no vermelho, depois da sessão de alta na quarta-feira.  

“A ordem executiva é bastante vaga. Eles ainda falam muito sobre a necessidade de manter restrições a essa classe de ativos”, disse Matt Maley, estrategista-chefe de mercado da Miller Tabak + Co., em entrevista à Bloomberg. “No entanto, ainda é o tipo de sinal de que o establishment de Washington está se tornando mais confortável com cripto e isso é ‘bullish’”, afirmou Maley, apontando o potencial de ganhos com a medida. 

Em análise do Valor Investe, Humberto Andrade, analista de trading do Mercado Bitcoin, vai na mesma linha. “O fato de os Estados Unidos reforçarem na ordem executiva que o país irá garantir ‘inovação responsável’ no mercado digital mostra que as perspectivas econômicas vigentes estão sendo questionadas até mesmo por quem as criou”, ressalta. 

Outras criptomoedas também estão em território negativo nesta quinta-feira: Binance Coin  (-4,3%), XRP (-2,3%), Cardano (-4,4%), Avalanche (-7,5%), Polkadot (-5,1%), Dogecoin (-4,6%) e Shiba Inu (-5,5%), de acordo com o CoinGecko. A Terra (LUNA), que chegou a subir mais de 20% na quarta-feira, estava cravado em 0,0% no momento da redação desta reportagem. 

Publicidade

Outros destaques 

Expansão cripto na Argentina: Com anúncios de exchanges de criptomoedas por todos os lados, a Argentina passa por um boom do dinheiro digital, visto como tábua de salvação diante da instável economia do país, mostra reportagem da Bloomberg. O número de empresas que pagam salários em moeda digital aumentou 340% nos últimos 12 meses, de acordo com a Buenbit, uma exchange de criptomoedas argentina com 600 mil usuários. 

Blocos vazios: Na manhã da quarta-feira (9), três blocos foram adicionados na rede do Bitcoin ao mesmo tempo, um deles “vazio”. Bruno Ely Garcia, desenvolvedor da 2TM especializado no Bitcoin Core, disse ao Portal do Bitcoin que é difícil explicar com clareza porque eventos anormais como esse acontecem. Para Garcia, não se trata de um problema na rede ou algo parecido, mas sim um acaso no qual os mineradores conseguiram encontrar dois blocos em um curto intervalo de tempo. 

Conta digital: A BlueBenx lançará este mês sua corretora de criptomoedas e promete ser a primeira com uma conta digital nativa no Brasil, noticiou o Valor. Em nota, o presidente da companhia diz que quer conectar as funcionalidades bancárias à blockchain porque atualmente “o mercado financeiro tradicional e as criptomoedas não interagem de maneira inteligente”. 

Binance em Dubai: A Binance Holdings negocia uma licença para operar em Dubai para reforçar sua presença no Oriente Médio, disse uma pessoa a par dos planos à Bloomberg. A exchange conversa com a zona franca do Dubai World Trade Center para obter uma licença de provedor de serviços de ativos virtuais, disse a fonte. 

Publicidade

Saques de criptomoedas: A rede Banco24Horas divulgou na quarta-feira (9) que já movimentou mais de R$ 3 milhões em saques de criptomoedas em seus caixas eletrônicos. O serviço começou a ser oferecido no final de 2020, e, considerando que o projeto ainda está em fase inicial, os números mostram uma aceitação considerável pelo público brasileiro, segundo a Exame

“Assunto masculino”: Na semana em que se comemorou o Dia Internacional da Mulher, Fabio Moraes, CEO da Blockchain Academy, destaca em artigo no Portal do Bitcoin que “a criptoeconomia surgiu como uma alternativa à democratização do acesso ao mercado financeiro, o que exige, necessariamente, um acesso mais equilibrado entre mulheres e homens. Mas os investidores em bitcoin e outras criptomoedas são predominantemente masculinos”. Moraes destaca a necessidade de investimentos em educação e diz que os conteúdos, ainda muito “masculinos”, precisam retratar o dia a dia das mulheres, seus dilemas e desafios. 

Mobilização na Ucrânia: Empresas cripto com operações na Ucrânia estão realocando funcionários e organizando esforços de ajuda humanitária, ao mesmo tempo em que parte da força de trabalho luta na linha de frente. Essas empresas têm usado fundos próprios e recorreram a recursos externos – incluindo investidores de capital de risco – para obter apoio em resposta à grave crise desencadeada pela guerra, mostra reportagem da Bloomberg

Regulação e CBDCs 

Sanções da UE: Transações de criptomoedas foram incluídas nas sanções à Rússia por iniciar uma guerra contra a Ucrânia, segundo comunicado publicado pela União Europeia na quarta-feira (9). De acordo com o site Business Insider, o bloco afirmou que os criptoativos também são considerados “títulos transferíveis”.

Educação sobre cripto: O Departamento do Tesouro dos EUA está lançando uma iniciativa para aumentar a conscientização sobre os riscos de investir em criptomoedas em meio à crescente expansão dos criptoativos, disse uma autoridade à Reuters

Publicidade

Eleições na Coreia do Sul: O candidato conservador Yoon Suk-Yeol, um ex-promotor que prometeu desregulamentar a indústria de criptomoedas, será o próximo presidente da Coreia do Sul. Yoon venceu Lee Jae-myung, do Partido Liberal. O mercado cripto foi um dos tópicos mais acalorados nos debates. Tanto Yoon quanto Lee anunciaram posturas favoráveis às criptomoedas na tentativa de conquistar os eleitores mais jovens, destacou o CoinDesk

Metaverso, Games e NFTs 

Shopping de NFTs: A unidade Z Holdings, do SoftBank Group, aposta em tokens não fungíveis e em seu serviço PayPay para expandir sua presença global. A gigante de comércio eletrônico e redes sociais Z Holdings, resultante da fusão da Line e Yahoo Japan, planeja lançar um marketplace de NFTs em 180 países no segundo trimestre. Além disso, a empresa está investindo pesado para dobrar o número de usuários da fintech PayPay para 90 milhões, segundo a Bloomberg

Esportes 

Clássico Palmeiras x São Paulo: Nesta quinta-feira (10), a exchange Bitso irá promover uma ação de marketing durante o clássico entre São Paulo e Palmeiras pelo Campeonato Paulista. Os jogadores do tricolor entrarão em campo com um QR Code estampado na manga da camisa e quem conseguir escaneá-lo poderá ganhar R$ 50 para comprar Bitcoin ou outra criptomoeda na corretora, conforme o Portal do Bitcoin

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona
moedas de Bitcoin, Solana e Ethereum emparelhadas - ao fundo gráfico de mercado

Solana será a próxima criptomoeda a ganhar um ETF? Especialistas respondem

Veja também se Dogecoin, Toncoin e outras criptomoedas poderão futuramente estrear no mercado financeiro tradicional como o Bitcoin e o Ethereum
Craig Wright posa para foto

Craig Wright mentiu “extensiva e repetidamente” sobre ser o criador do Bitcoin, diz juiz

“As tentativas do Dr. Wright de provar que ele era/é Satoshi Nakamoto representam um abuso muito sério do processo deste tribunal”, disse o juiz
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide