Imagem da matéria: FBI confirma prisão de acusado de golpe de US$ 70 milhões com criptomoeda ORME
(Foto: Shutterstock)

O Departamento de Justiça dos EUA (DoJ) divulgou na terça-feira (08) uma nota sobre a prisão no exterior do empresário de criptomoedas John Albert Loar Barksdale. Ele é acusado de roubar US$ 70 milhões de pelo menos 8 mil investidores com a promoção da criptomoeda Ormeus Coin (ORME). Segundo o DoJ, o golpe teve início no ano de 2017.

O token ORME, já praticamente morto, conforme mostram dados no Coinmarketcap, é um ERC-20, ou seja, emitido na rede Ethereum. O ativo foi oferecido a investidores em todo o mundo por meio da venda de pacotes na modalidade market multinivel da Ormeus Global, controlada por Barksdale, explica o DoJ.

Publicidade

O acusado produzia uma série de materiais promocionais contendo promessas de lucratividade em cima da moeda que seria a base para um centro de mineração de US$ 250 milhões, que nunca existiu, cuja receita mensal seria de US$ 5 milhões. Ele também alega que mantinha em caixa uma receita de 3 mil bitcoins.

A empreitada, dizia o material de divulgação, seria uma das maiores operações desse tipo no mundo”. Para se ter uma ideia, Barksdale mandou instalar um telão em plena Times Square, Nova York, para divulgar o negócio. “Ao vivo da cidade de Nova York, Ormeus Coin anunciando sua fazenda de mineração de criptomoedas de US$ 250 milhões na Times Square, Manhattan!”, descreve a nota.

 “Uma teia de mentiras”, comentou o procurador americano Damian Williams. Segundo ele, o acusado espalhou seu esquema criminoso realizando palestras presenciais e online, atraindo milhares de investidores. Vale lembrar que na época o Bitcoin se tornou mais popular por ter batido seu recorde de preço de cerca de US$ 20 mil.

“Juntamente com nossos parceiros de aplicação da lei aqui e no exterior, trabalharemos incansavelmente para processar aqueles que cometem fraudes contra o público em conexão com a venda de criptomoedas”, concluiu Williams.

Publicidade

O acusado agora vai responder um processo no Distrito Sul de Nova York por crime de conspiração para cometer fraude de valores mobiliários, fraude eletrônica, entre outras acusações, que podem acarretar até 20 anos de cadeia, diz o DoJ. 

Processo na SEC

Também na terça, a Comissão de Valores Imobiliários dos EUA informou que abriu um processo contra Barksdale e sua irmã de codinome ‘Tina’, após denúncia apresentada no Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul de Nova York. Logo, o empresário também pode enfrentar um processo milionário por ter violado as leis federais de valores mobiliários.

Os números da fraude SEC, contudo, divergem do DoJ. Segundo o regulador, “os Barksdales desde 2017 levantaram US$ 124 milhões de mais de 20.000 investidores”. Ainda segundo o regulador, ambos os réus são cidadãos norte-americanos, com John Barksdale, 41, morando na Tailândia e JonAtina Barksdale, 45, em Hong Kong. O país onde o empresário foi detido não foi divulgado.

Criptomoeda derreteu

Acerca do ativo Ormeus Coins, a moeda  — que não foi listada em nenhuma exchange relevante — chegou a valer cerca de US$ 5 em novembro de 2017; hoje, vale US$ 0,001, segundo dados no Coinmarketcap.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas
Imagem da matéria: FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

Aprovado na Câmara esta semana, o projeto FIT21 visa regular o setor de criptomoedas dando segurança para consumidores e estimulando empreendedores
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem
Imagem da matéria: Tether e Circle "imprimem" US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Tether e Circle “imprimem” US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Desde o início do ano já foram emitidos US$ 30 bilhões em stablecoins; aquecimento parece estar relacionado à expectativa pelos ETFs de Ethereum